ads

Pastores que não apoiam o Chamado Missionário de suas ovelhas

O que fazer quando o pastor não reconhece o chamado missionário de uma pessoa?
Um missionário deve ser enviado sempre? Ele não pode simplesmente ir?
Esta foi a dúvida postada or uma moça. Crescendo em um lar missionário, com o coração voltado a Missão, mas, o pastor da igreja local não autoriza.
O que fazer?
Leia o contato dela:

A paz do Senhor! Meu chamo D., tenho 23 anos. Tenho um chamado missionario. Ao ler um post que tinha por tema "casar-se ou ir para missões", algo me chamou atenção - fazer missões nao é ir, é ser enviado ( nao foi exatamente com essas palavras, mas foi nesse contexto). E quando ninguem envia o que fazer?
Cresci num lar evangélico, meus pais sao verdadeiros Missionarios ( nao consagrados pelo ministério, mas é diácono)... Cresci nos cultos ao ar livre ( cultos nas ruas), pq pais sao daqueles que sao mandados para lugares que ainda nao possuem igreja, e la começam do zero. Então, cresci assim sempre começando do zero para cada local que nosso pastor nos mandava... Cresci fazendo missões! Quando ainda menina fundei varios grupos de crianças,; e ao decorrer que fui crescendo formei grupos de adolescentes e jovens... cresci ganhando almas para o Senhor. E então, tinha certeza que esse era o meu chamado - sonhava e fazia missões local. Mas, com meus 13 pra 14 anos, numa EBD (lembro-me como hj) o tema da lição era sobre missões transcultural, a professora começar a desenvolver a aula ( ja tinha ouvido falar sobre o tema, conhecia sobre o assunto)... mas, depois daquela EBD nunca mais eu seria a mesma, teria os mesmo sonhos e pensamentos... A professora falou sobre o chamado de Deus para a vida dela, falou sobre os povos nao alcançados, sobre a África e Ásia ( um local chamado "Janela 10/40") - Eu ja tinha conhecimento de tudo que ela falou na aula, mas naquela manhã aquelas informações , a aula ficarão gravados em meu coração, foi a primeira vez que ouvi Deus falar diretamente comigo dizendo: " a quem enviarei?" Foi automática minha resposta: " eis-me aqui, envia-me a mim" ( lembrei-me depois do profeta Isaías). A partir daquele dia a menina que sonhava com missões locais, passou a sonhar com missões transculturais. Nao falei a meus pais nada, guardei comigo. Estudei, concluir o colegio, fiz cursos técnico, cursos profissionalizantes, trabalhei... E os anos se passaram; continuei fazendo a obra do Senhor com meus pais. Mudamos de cidade inúmeras vezes(nunca passamos mais de 4 anos em um lugar, devido ao trabalho do meu pai, porem agora temos nossa casa então paramos rs). Enfim, com meus 21 anos contei aos meus pais sobre a chama que ardia em meu coração - disse que queria levar o evangelho alem das fronteiras, alcançar os povos nao alcançados; disse que estava ciente dos riscos e dificuldades que iria enfrentar, e que Deus estava me preparando para isso desde menina- sei o que é miseria, sei o que sentir fome e nao ter o que comer, sei o que é está entre a vida e a morte, sei o que sofrimento... pq tudo isso conheci!
Meus pai me apiou, mas minha mae nao ( mas, depois que Deus falou com ela, ela passou a me apoiar em tudo. Procuramos nosso pastor e ele disse que me enviaria, porem como ele ja havia passado por 2 avcs e sua saúde estava por um fio, ele foi jubilado, e outro pastor assumiu a obra... Depois de alguns meses falamos com o novo pastor, e para minha surpresa nao tive o apoio. Se eu tivesse de ir era por minha conta. Quase 1 ano se passou desde então. E ao ler aquele post ja citado... me fiz a pergutar: o que fazer então, quando a chamada, porem temos por quem ser enviado?
"Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem não ouviram falar? E como ouvirão, se não houver quem pregue?
E como pregarão, se não forem enviados? Como está escrito: "Como são belos os pés dos que anunciam boas-novas!" Romanos 10:14-15

Minha resposta para ela:
Olá D.
Que linda história!
Deus é demais, não é?
Seus pais são maravilhosos, não são? Quantos filhos de missionários se desviam? Vêem a situação a que seus pais se sujeitaram - ou a que foram sujeitados - e não querem o mesmo. Alguns nem querem essa igreja, outros nem querem esse Deus. Mas, desejar o trabalho missionário dos pais? Isto não é comum! Sabia disso?
Você é maravilhosa, não é?
Que linda a sua situação. Que lindo problema! Pois, a entrada desse novo pastor e a decisão dele em não te apoiar está se tornando um divisor de águas na sua vida. Indignada você ficou!
A questão é que ele está certo! Está começando! É natural que tome atitudes preventivas. Mas você também está certa!
Está situação complicada te moverá! Para onde? Talvez outra igreja! Outro ministério! Outra cidade!
Saiba que não é barato formar um missionário transcultural. Ninguém vai a um país da janela 10/40 como missionário. Não entra! Vai um técnico de futebol, um médico, uma enfermeira, uma dentista, uma treinadora de vôlei. Vai, na verdade, um profissional trabalhar em uma comunidade. E alí, discretamente, sigilosamente, sorrateiramente, fazer o que sua família fazia escancaradamente. Sob risco de morrer!
Você foi treinada desde garotinha a amar pessoas, a de se importar com elas, cuidar, zelar, proteger. Isto, num contexto social limitado, igual ao seu. Agora, precisa conhecer o que é cosmovisão, pluralidade cultural, contextualização bíblica, missiologia, inglês, noções de árabe, teologia comparativa, engenharia das redes sociais virtuais, etc.
Isto é caro! Demanda internato! Não trabalhar e ainda pagar pela moradia e alimentação, além dos livros e vestuário. Ah! E a viagem entre sua casa e a escola também!
Quem pagará?
Uma família sozinha não consegue.
Uma igreja local sozinha não consegue.
Você precisa de mantenedores! Sua família, sua igreja local, amigos, conhecidos de perto, conhecidos de longe e até desconhecidos! Muitos se tornam mantenedores!
Todos pagam! Fica barato! Fica possível! Mas, não é fácil. Não é ajudar um mês, é ajudar por anos! Todo mês um pouquinho! Muitos pouquinhos por assim dizer....
Não condene seu atual pastor. Ele conhece os meandros terríveis da administração eclesiástica. Conhece o pântano da convivência entre líderes eclesiásticos. Este é um mundo tenebroso!
Sim! Um missionário transcultural é enviado! Ele não vai! É enviado!
Enviado não por uma igreja apenas, mas pelos seus mantenedores!
Já houve missionário que foi sozinho! Claro que sim. Conhece Bruce Olson, do livro "Põe está cruz te matarei!"? Foi sozinho, 17 anos! Saiu dos EUA e foi pra floresta amazônica na Colômbia.
Loucura! Deu certo! Claro! Mas, que louco! Quer ler mais? Jesus, o motilone (http://missoeseadoracao.net/2008/05/jesus-o-motilone-parte-1.html?m=1)
Já Don Richardson, do livro "O totem da paz", foi enviado com esposa e filho de 8 meses através de uma agência canadense entre canibais da Nova Guiné nos anos 60.
Loucura! Deu certo! Claro! Mas, que louco! Quer ler mais? Jesus, o tarop tim de Myao Kodon (http://missoeseadoracao.net/2007/08/yesus-o-tarop-tim-de-myao-kodon.html?m=1)
De todo jeito é loucura! Kkkkkkk
Portanto você também é louca! Kkkkkkk
Deus é mais louco ainda em te amar tanto! Querendo usar você para chamar seus filhos que ainda estão em trevas! Se Ele quer, dará certo. Melhor, já deu!
Mas o percurso é por sua conta, as decisões também. Lembra do profeta de Judá que foi "enganado" pelo profeta de Israel? (https://www.bibliaonline.com.br/acf/1rs/13). O profeta de Judá tinha uma missão: ir e voltar! Será que foi sem planejar a volta? A missão era clara! Ir e voltar.
Soube ir, não soube voltar. Errou no planejamento!
Quer isso para você?
Caso sua igreja local não te mantenha financeiramente, muitas famílias dessa igreja podem. Semeie sua semente entre eles, não a sua indignação contra o pastor. Ame seu novo pastor. Fora disso é errado. Semeie seu amor, sua informação, seu chamado, sua necessidade. Não mendigue, não peça dinheiro, mas, deixe clara a necessidade! Deixe a porta aberta. Que não precisa de dinheiro, precisa de oração e parceiros financeiros. Vinte reais todo mês é melhor que cem reais apenas uma vez! Deixe claro que você precisa de mais gente envolvida, de gente de outras igrejas, de outros ministérios, de outras cidades. Assim, se você mudar de igreja não será vista como "traidora", como "ter cuspido no prato que comeu", mas sim, como uma perseguidora dos seus sonhos e continuarão com você. Te apoiarão em qualquer situação.
Tanto a falar! Mas, já está longa essa resposta! Por hoje é só!
Leia! Pense! Ore! Converse com sua linda família! Me escreva!
Gilson de Moura
Blog Missões e Adoração
O que fazer quando o pastor da igreja local não abençoa o chamado?
Qual a sua opinião?
Já passou por isso?




Postar um comentário

1 Comentários

  1. Ola sou de SP,tenho 25 anos .
    A algum tempo sinto meu chamado para missões, no ano passo fiz uma viagem missionária para o Paraná fiquei na equipe de cuidados, tudo foi com os meus próprios recursos .
    Esse ano estou indo para Pernambuco tbm com meus recursos, conversei com meu pastor ele acho legal e valido, mas não senti um real apoio de toda igreja, tbm estou me sentindo deslocado, pq me incomoda fazer tudo dentro da igreja, as vezes me sentia mais Marta do que Maria. Estou nesse igreja a 20 anos cada dia Deus vem confirmando meu chamado, mas estou triste pelo fato de minha igreja não ter esse foco de enviar novos missionários. Estou sem saber oq fazer .

    ResponderExcluir

Irmão ou amigo, faça seu comentário. Alguns comentários podem ser apagados..... Você tem liberdade de escrever o que quiser, porém, sua liberdade está condicionada ao senhorio de Jesus Cristo, às Santas Escrituras e aos objetivos do blog.