Pesquise em mais de 1800 postagens!

quarta-feira, 23 de maio de 2018

Reprimir o Espírito Santo

Nuvem rolo em 16/05/2018. Foto tirada pelo meu aluno Erich na rua em frente ao Maestro

No dia 16 de maio, logo às 7 horas da manhã, durante a entrada das aulas, uma nuvem espantou a todos. Os alunos ficaram maravilhados, e até mesmo aterrorizados, pela nuvem. Eu não...

A nuvem em questão não é comum. É a famosa nuvem rolo, formada pela contato de uma massa de ar fria com uma massa de ar quente. A massa de ar polar que subia do polo sul se deparou com a massa então presente, que era quente. Há diferenças significativas de pressão, além é claro, de temperatura. Logo, a reação afetou o formato da nuvem. Fez com que ela se estendesse por quilômetros, dando o aspecto de um rolo.


Por que não me espantei? Porque sabia o que era. Tinha consciência dos fatores meteorológicos que influenciaram o formato da nuvem. Sabia que era momento de subidas de massas polares, essas coisas.

Alguns alunos correram até mim contando da nuvem que estava lá, no céu, imensa! Alguém perguntou: "É o fim do mundo?" Respondi: "Tomara que seja!". Aos gritos de "credo professor!" Acrescentava: "Jesus está voltando e eu quero ir pro céu!"

Que desagradável eu fui.....

Então, minha consciência foi tomada pelo Eterno. O Espírito me falou claramente que eu estava assim também com a Palavra de Deus! Sei dos detalhes, já li a Bíblia várias vezes, também sou professor de seminário, ensino Novo Testamento, Teologia Sistemática, escrevi apostilas do Antigo Testamento, etc, etc. Mas e o deslumbramento? E o admirar-se? O prazer pelo inesperado?

Quanta diferença. O deslumbre dos meus alunos por um fenômeno maravilhoso. Uma nuvem nada comum lá no alto, para todos verem! E eu pensando: Essa nuvem é assim, chama-se assim, formou-se assim, e assim, assim....

Por que não fiquei deslumbrado como meus alunos? Por que não curti junto com eles? O conhecimento engessa? A letra mata?

No caso específico da nuvem, a minha falta de deslumbre se deu pela fadiga, pelo estresse e pela transferência dos problemas administrativos da escola para dentro da sala de aula, o administrativo matando o pedagógico. Profissionalmente resolvo isso.

Espiritualmente, devo reconhecer que pequei e que devo buscar o Espírito Santo! Ele é meu amigo, meu consolador! Ele é meu ajudador!

Pois bem, 1 Tessalonicenses 5:19-22 afirma na versão Almeida Revista e Atualizada:

Não apagueis o Espírito. Não desprezeis as profecias; julgai todas as coisas, retende o que é bom; abstende-vos de toda forma de mal.

Não posso fazer isso! Fazer o que? Apagar o Espírito em mim! A Bíblia versão NTLH afirma:

Não atrapalhem a ação do Espírito Santo. Não desprezem as profecias. Examinem tudo, fiquem com o que é bom e evitem todo tipo de mal.
Apagar é σβεννυμι no grego, ou sbennumi que, segundo Strongs, significa extinguir, apagar, coisas no fogo, ser apagado, e tem com metáfora sufocar, suprimir, abafar da influência divina.

A Bíblia na versão A Mensagem traz uma tradução única de todo o trecho, do versículo 19 ao 22:

Não apaguem o Espírito nem reprimam os que afirmam ter recebido uma palavra da parte do Senhor. Mas também não sejam ingênuos. Analisem tudo e guardem apenas o que for bom. Joguem fora tudo que tiver ligação com o mal.

Por que não devo apagar o Espírito Santo? Alguns motivos:

1) Não devo reprimir o Espírito Santo porque é Ele que ilumina a Palavra de Deus. 
  • Habite, ricamente, em vós a palavra de Cristo; instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria, louvando a Deus, com salmos, e hinos, e cânticos espirituais, com gratidão, em vosso coração. Cl 3:16
  • Guardo no coração as tuas palavras, para não pecar contra ti. Sl 119:11
    Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade. 2Tm 2:15
  • Tornai-vos, pois, praticantes da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos. Porque, se alguém é ouvinte da palavra e não praticante, assemelha-se ao homem que contempla, num espelho, o seu rosto natural; pois a si mesmo se contempla, e se retira, e para logo se esquece de como era a sua aparência. Mas aquele que considera, atentamente, na lei perfeita, lei da liberdade, e nela persevera, não sendo ouvinte negligente, mas operoso praticante, esse será bem-aventurado no que realizar. Tg 1:22-25
  • Sabendo, primeiramente, isto: que nenhuma profecia da Escritura provém de particular elucidação; porque nunca jamais qualquer profecia foi dada por vontade humana; entretanto, homens santos falaram da parte de Deus, movidos pelo Espírito Santo. 2Pe 1:20-21
Eu apernas cresço espiritualmente se me alimentar da Palavra de Deus e é o Espírito Santo que a ilumina para mim. Quando não estudo a Bíblia, nem a guardo no coração, nem a pratico, apago esta ação do Espírito Santo na minha vida.


2) Não devo reprimir o Espírito Santo porque é Ele que me dá intimidade com Deus. 
  • Porque não recebestes o espírito de escravidão, para viverdes, outra vez, atemorizados, mas recebestes o espírito de adoção, baseados no qual clamamos: Aba, Pai. O próprio Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus.Rm 8:15-16 
  • E, porque vós sois filhos, enviou Deus ao nosso coração o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai! Gl 4:6
  • Porque inclinou para mim os seus ouvidos, invocá-lo-ei enquanto eu viver. Sl 116:2
  • buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Mt 6:33
  • Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças. Fp 4:6
A intimidade com o Senhor é assistida pelo Espírito Santo. Assistida no sentido de dar assistência. Me ajuda a buscar a face do Senhor e a pedir pela sua mão. Apago a ação do Espírito Santo quando eu não busco o Senhor nas dificuldades da vida, não aceito o propósito de Deus nas aflições, não lanço minhas aflições sobre Ele, não confio nele, mas sim, na minha carne, nem na provisão dele, mas, somente no meu trabalho.


3) Não devo reprimir o Espírito Santo porque é Ele que me torna mais semelhante a Cristo.
  • E todos nós, com o rosto desvendado, contemplando, como por espelho, a glória do Senhor, somos transformados, de glória em glória, na sua própria imagem, como pelo Senhor, o Espírito. 2Co 3:18 
  • meus filhos, por quem, de novo, sofro as dores de parto, até ser Cristo formado em vós; Gl 4:19
  • Por isso, vos faço compreender que ninguém que fala pelo Espírito de Deus afirma: Anátema, Jesus! Por outro lado, ninguém pode dizer: Senhor Jesus!, senão pelo Espírito Santo. 1Co 12:3
    aquele que diz que permanece nele, esse deve também andar assim como ele andou. 1Jo 2:6 
Quando reprimo a ação do Espírito Santo torno-me menos parecido com Cristo, fazendo com que meu procedimento acabe por aceitar certas decisões que, de outra forma, não aceitaria. Ao buscar a Deus, o Espírito Santo me ajuda a proceder correto em todas as áreas. O pecado ainda ocorre no dia a dia, mas, sem a predileção, sem o prazer, sem o contentamento, sem o planejamento.


4) Não devo reprimir o Espírito Santo porque é Ele que me ajuda a conhecer a vontade de Deus.
  • Por esta razão, não vos torneis insensatos, mas procurai compreender qual a vontade do Senhor. Ef 5:17 
  • Se, porém, algum de vós necessita de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e nada lhes impropera; e ser-lhe-á concedida. Tg 1:5 
  • E esta é a confiança que temos para com ele: que, se pedirmos alguma coisa segundo a sua vontade, ele nos ouve. E, se sabemos que ele nos ouve quanto ao que lhe pedimos, estamos certos de que obtemos os pedidos que lhe temos feito. 1Jo 5:14 ,15
  • Porei dentro de vós o meu Espírito e farei que andeis nos meus estatutos, guardeis os meus juízos e os observeis. Ez 36:27
  • Ensina-me a fazer a tua vontade, pois tu és o meu Deus; guie-me o teu bom Espírito por terreno plano. Sl 143:10
  • Confia ao SENHOR as tuas obras, e os teus desígnios serão estabelecidos. Pv 16:3 
Reprimo a ação do Espírito Santo em minha vida quando faço a minha auto vontade, sou teimoso nas minhas decisões, sou indiferente e insensível na vontade dele em favorecimento da minha.


5) Não devo reprimir o Espírito Santo porque é Ele que me ajuda a ter a santificação progressiva.
  • Digo, porém: andai no Espírito e jamais satisfareis à concupiscência da carne. Gl 5:16
  • Pois, outrora, éreis trevas, porém, agora, sois luz no Senhor; andai como filhos da luz (porque o fruto da luz consiste em toda bondade, e justiça, e verdade), provando sempre o que é agradável ao Senhor. Ef 5:8-10
  • E não vos embriagueis com vinho, no qual há dissolução, mas enchei-vos do Espírito, Ef 5:18
    Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito. Gl 5:25
A Santificação Posicional refere-se à ação de Cristo, em sua morte e ressurreição. Somos santos porque ele é santo. Ao aceitarmos a Cristo como Senhor e Salvador de nossas vidas, tornamo-nos santos. Somos novas criaturas! É o que está escrito em 2 Coríntios 5:17

E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas.
Mas o texto de 2 Coríntios 7:1 nos dá a santificação processual ou progressiva, e refere-se ao encher-se do Espírito, ao andar no Espírito. 

Tendo, pois, ó amados, tais promessas, purifiquemo-nos de toda impureza, tanto da carne como do espírito, aperfeiçoando a nossa santidade no temor de Deus.


6) Não devo reprimir o Espírito Santo porque é Ele que me ajuda a testemunhar aos outros.
  • mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra. At 1:8
Posso testemunhar aos outros porque é o Espírito Santo que me potencializa. Potencializa meu esforços em testemunhar de Cristo aos outros.



7) Não devo reprimir o Espírito Santo porque é Ele que me consola e me usa a consolar outros.


  • Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai de misericórdias e Deus de toda consolação! É ele que nos conforta em toda a nossa tribulação, para podermos consolar os que estiverem em qualquer angústia, com a consolação com que nós mesmos somos contemplados por Deus. 2 Coríntios 1:3,4
A consolação que preciso vem até mim quando consolo os outros. Reprimo a ação do Espírito quando deixo de consolar os outros, e com isso, não recebo o consolo que preciso!