Pesquise em mais de 1800 postagens!

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Decepções no Culto do Amigo

Como é decepcionante depender de pessoas para realizar um culto do amigo. As pessoas nos decepcionam! Mas, será que temos nossa parcela de culpa?

Este é o assunto de um comentário que recebi na postagem Culto do amigo, como fazer? Um comentário que rendeu esta postagem! Acompanhe:
Olá, na minha igreja senti por fazermos o culto do amigo, então já tivemos algumas edições deste culto. Entretanto a maior dificuldade que tenho é fazer com que as pessoas membros da igreja tragam seus amigos afastados ou não crentes para assistirem ao culto. Tenho me esforçado na organização, divulgação. Para incentivar os que trazem mais amigos , ganham presentes ( sempre bons presentes ) , Presenteamos também aos amigos convidados, e tentamos ao máximo criar um ambiente harmonioso , mas fiquei muito triste e até mesmo com vontade de desistir , pois a maioria não trazem convidados os poucos que vieram foram abençoados, Assim mesmo vidas têem entregado seus corações para Deus. Então...., no meio dessa dificuldade apenas quero externar meus sentimentos de decepção. Mas confortada pelo Espírito Santo que sempre nos consola.
Minha resposta!

Olá Anônimo

Trazer pessoas como amigos é fazer Missões. O diabo cauteriza a mente das pessoas. Ele odeia que façamos Missões!

Nossos irmãos precisam ter a mente renovada pela Palavra de Deus. Eles precisam entender a necessidade de obedecer o IDE de Jesus.

Às vezes a culpa disso é da própria liderança, quando uma pessoa se converte e, estimulada por eles, abandona os amigos usando o Salmo 1 para infiltrar na mente esta inverdade. Lastimável.

Amigo não se abandona! Os atos pecaminosos sim, devem ser abandonados.

Recomendações:

  • o "culto do amigo" não existe! Na verdade é "Culto de Ação de Graças a Deus pelos nossos amigos". É agradecer a Deus pelos amigos que ele nos deu, mesmo os amigos fora da igreja! Há necessidade de se manter vínculos de amizade com todas as pessoas!
  • peça perdão a Deus pela sua incompetência em promover algo tão importante. Assuma sua culpa em tentar pelos seus próprios esforços. Não culpe ninguém! É você!
  • declare-se incompetente e clame pela competência vinda do alto;
  • peça uma confirmação a Deus através de oração e dê uma periodicidade maior entre as reuniões de culto do amigo;
  • faça um jejum para mudar sua realidade espiritual. Estabeleça uma santa convocação (oração e jejum) entre você e sua equipe mais próxima. Não adianta envolver mais pessoas. Na verdade, convide de forma geral essas pessoas, mas não conte com uma presença muito grande. Não crie ilusões na sua mente.
  • faça um culto antes do culto do amigo para estimular os cristãos, use como exemplos pessoas que você sabe que foram convertidas e que permaneceram na sua igreja. Deixe essas pessoas dar um testemunho dirigido para estimular o culto do amigo.
  • fale da importância de se rever os amigos do mundo. Não adianta chegar na última hora para chamar uma pessoa que há tempos não se vê. É falta de educação! Fica tempos sem ver e chega em cima da hora fazendo um convite não agradável. Convenhamos, ir para a igreja não é agradável para eles!
  • pare de dar presentes! Isto não funciona. Dê comida! Chame o povo para comer! Ganhe o estômago deles primeiro! Para alguns, a fumaça do churrasco é mais importante que a fumaça da presença de Deus (shekinah). Uma coisa levará à outra!

Tenho certeza que Deus vai abençoar!

domingo, 10 de novembro de 2013

Apoio dos Pastores no Chamado Missionário

Os pastores são os primeiros a apoiar os jovens no chamado missionário! 65% segundo os entrevistados.

Alguém pode me explicar os 10% que responderam "Não se aplica"? Também não entendi. 2 católicos, 1 testemunha de Jeová e 1 ortodoxo grego responderam a entrevista, mas o índice não chegaria em 1% do total do entrevistados. Inquiri alguns mas não obtive respostas.

Outro dado esquisito, 2% dos pastores dos entrevistados não apoiam até hoje o chamado missionário! Muito estranho! O erro provavelmente esteja nos missionários, mas, há alguns pastores em erro grave.

Princípios:
1) Os jovens com chamado missionários devem expor seu coração aos pastores, mas, com cuidado e não dependendo de homens, mas somente do Senhor;
2) Está sobre os ombros dos pastores grande responsabilidade. Não dá para ser leviano no trato com o coração das ovelhas;


Entenda a Entrevista
Recentemente desenvolvi uma pesquisa aqui no blog Missões e Adoração. Um questionário voltado para missionários. Centenas de irmãos e irmãs responderam. Agora vou publicar os dados consolidados desta pesquisa.

Fiz uma questão sobre o apoio de pessoas próximas no chamado missionários. As respostas dirigidas foram:


  • Apoiou depois de algum tempo
  • Apoiou desde o início
  • Não apoia até hoje
  • Não apoiou
  • Não se aplica


O item "Não se aplica" foi uma resposta para o entrevistado que não entendeu a pergunta ou que se sentiu constrangido em respondê-la ou outras coisas, por exemplo, casal sem filhos, solteiro sem namorado ou noivo, órfãos, etc.

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Apoio do Pai no Chamado Missionário

Os pais já entravam o chamado missionário, ao contrário das mães. 25% dos entrevistados tem pais que apoiam desde o início. Claro que há exceções. Eu sou uma delas! Graças a Deus!

Princípios:
1) Os pais de jovens com chamado missionário devem ser acompanhados pelos pastores, terem o coração acalmado, ensinados na mordomia cristã, etc.
2) Os jovens devem ser ensinados a divulgar seu chamado missionário ao pai, à mãe, à família, enfim.

Entenda a Entrevista
Recentemente desenvolvi uma pesquisa aqui no blog Missões e Adoração. Um questionário voltado para missionários. Centenas de irmãos e irmãs responderam. Agora vou publicar os dados consolidados desta pesquisa.

Fiz uma questão sobre o apoio de pessoas próximas no chamado missionários. As respostas dirigidas foram:

  • Apoiou depois de algum tempo
  • Apoiou desde o início
  • Não apoia até hoje
  • Não apoiou
  • Não se aplica


O item "Não se aplica" foi uma resposta para o entrevistado que não entendeu a pergunta ou que se sentiu constrangido em respondê-la ou outras coisas, por exemplo, casal sem filhos, solteiro sem namorado ou noivo, órfãos, etc.

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Apoio da Mãe no Chamado Missionário

As mães sempre apoiam o Chamado Missionário de seus filhos! Esta é a situação da maioria dos missionários. Há casos do contrário, infelizmente conheço um caso muito próximo de mim, muito próximo mesmo!

43% dos entrevistados teve a mãe apoiando desde o início, ao contrário dos pais, com apenas 25% (veja a postagem aqui).

Princípios:
1) As mães dos jovens com chamado missionário devem ser acompanhadas de perto pela liderança, motivadas, consoladas, etc.
2) Os jovens com chamado missionário devem ser orientados a conversar com seus pais sobre o dom de Deus.

Entenda a Entrevista
Recentemente desenvolvi uma pesquisa aqui no blog Missões e Adoração. Um questionário voltado para missionários. Centenas de irmãos e irmãs responderam. Agora vou publicar os dados consolidados desta pesquisa.

Fiz uma questão sobre o apoio de pessoas próximas no chamado missionários. As respostas dirigidas foram:


  • Apoiou depois de algum tempo
  • Apoiou desde o início
  • Não apoia até hoje
  • Não apoiou
  • Não se aplica


O item "Não se aplica" foi uma resposta para o entrevistado que não entendeu a pergunta ou que se sentiu constrangido em respondê-la ou outras coisas, por exemplo, casal sem filhos, solteiro sem namorado ou noivo, órfãos, etc.

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Apoio dos Cônjuges no Chamado Missionário



O cônjuge é corpo do nosso corpo. É a segunda maior benção, atrás apenas da Salvação. Nossa família é presente de Deus.

Na verdade, era para ser assim. Eu mesmo já tive um primeiro casamento que naufragou. As coisas não são fáceis se o nosso casamento não foi de acordo com a vontade de Deus.

E quanto ao Chamado Missionário? É possível alguém ter o chamado e o cônjuge não ter? Deus chama um e não outro? Claro que não! O Chamado normalmente vem antes do casamento, o casamento é que está errado.

Temos que vigiar o coração de nossos jovens solteiros. Ajudá-los nesta decisão tão importante na vida. Conheço casos onde o namorado mentiu à namorada dizendo que tinha chamado missionário. Depois de casados, ele expõe sua mentira e agora a esposa vive frustrada.

Deve-se acabar com o casamento pelo chamado? Não, claro que não. A pessoa com chamado deve clamar a Deus pela sua inconstância e pelo chamado do cônjuge.

Princípios:
1) O chamado se dá nos solteiros na maioria dos casos;
2) Os solteiros devem ser muito bem orientados na escolha do cônjuge;
3) Deve-se acompanhar de perto os casais que vivem esta frustração, para que não haja traições e divórcios;
4) Há casos em que o divórcio é inevitável e a igreja deve acolher os divorciados;

Entenda a Entrevista
Recentemente desenvolvi uma pesquisa aqui no blog Missões e Adoração. Um questionário voltado para missionários. Centenas de irmãos e irmãs responderam. Agora vou publicar os dados consolidados desta pesquisa.

Fiz uma questão sobre o apoio de pessoas próximas no chamado missionários. As respostas dirigidas foram:

  • Apoiou depois de algum tempo
  • Apoiou desde o início
  • Não apoia até hoje
  • Não apoiou
  • Não se aplica

O item "Não se aplica" foi uma resposta para o entrevistado que não entendeu a pergunta ou que se sentiu constrangido em respondê-la ou outras coisas, por exemplo, casal sem filhos, solteiro sem namorado ou noivo, órfãos, etc.

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Apoio dos Filhos no Chamado Missionário

Os filhos são um tesouro que o Senhor Deus nos deu para cuidar. Os 'nossos' filhos são dEle! Não são nossos!
Sem dúvida! Quem não entende esta verdade sofrerá muito na vida! Ansiedade, frustração e por aí vai!
O papel dos filhos na determinação do Chamado Missionário dos Pais é fundamental! Enquanto são pequeninos, é tudo mais fácil. Basta colocá-los no colo e vai que vai. Porém, após alguma idade mais consciente, as coisas se complicam.
As relações interpessoais dos nossos filhos se estendem com o passar da idade. Primos, vizinhos, colegas de escola e das escolinhas esportivas, amigos na igreja, etc. Todos estes momentos na rotina diária de nossos filhos aumentam a relação interpessoal deles. Isto é salutar e deve ser motivado. É o desenvolvimento natural deles.
Quando a criança chega na pré-adolescência começam a desenvolver uma autonomia em decisões e escolhas. Isto é natural e salutar. Crianças dependentes dos pais para tudo leva a adolescentes rebeldes. Todos tem que ter certo grau de autonomia.
E então? Como separar os filhos dos seus amigos? Como fazê-los separar de primos e colegas? É aqui que as coisas complicam.
O Chamado Missionário dos Pais também devem ser dos filhos! Chamado Missionário da família, senão, nada feito! Fique na igreja local! É melhor!

Dados estatísticos
3% dos entrevistados afirmam que os filhos não apoiam o chamado dos pais. Isto é triste demais.

Além disso, 6% afirmam que o apoio veio depois de algum tempo. Tempo de adaptação que deve ser computado! Deve ser considerado para nossos filhos!

Filhos enviados ao Campo
Em todo Culto de envio de missionários, oro pelos filhos deles. Especificamente pelos filhos. Não é somente os pais que são enviados. A família é enviada! Oro pela adaptação na escola, creche ou emei. Oro por novos amigos e colegas. Oro pelo dom ministerial e espiritual deles.

Princípios
1) Chamado Missionário é para a família! Não somente para uma pessoa!
2) Os filhos devem ser consultados! A opinião deles deve ser levada em conta;
3) Período de adaptação é fundamental para as crianças e adolescentes.
4) Os pastores e líderes devem ter uma atenção especial às crianças e adolescentes que são filhos dos candidatos ao campo missionário.

Entenda a Entrevista
Recentemente desenvolvi uma pesquisa aqui no blog Missões e Adoração. Um questionário voltado para missionários. Centenas de irmãos e irmãs responderam. Agora vou publicar os dados consolidados desta pesquisa.

Fiz uma questão sobre o apoio de pessoas próximas no chamado missionários. As respostas dirigidas foram:

  • Apoiou depois de algum tempo
  • Apoiou desde o início
  • Não apoia até hoje
  • Não apoiou
  • Não se aplica

O item "Não se aplica" foi uma resposta para o entrevistado que não entendeu a pergunta ou que se sentiu constrangido em respondê-la ou outras coisas, por exemplo, casal sem filhos, solteiro sem namorado ou noivo, órfãos, etc.

Influências no Chamado Missionário


Recentemente desenvolvi uma pesquisa aqui no blog Missões e Adoração. Um questionário voltado para missionários. Centenas de irmãos e irmãs responderam. Agora vou publicar os dados consolidados desta pesquisa.

Vamos começar com a pergunta : Como você mensura a influência da Pregação da Palavra de Deus no seu Chamado Missionário?

E a pergunta se repete para Leitura Bíblica, Exemplos de Pais e Familiares, Blogs e Sites, Teatro e Filmes, Missionários do Passado e do Presente e, finalmente, Sonhos e Visões.

As respostas dirigidas foram:
  • Muito influenciou;
  • Influenciou;
  • Pouco influenciou;
  • Não influenciou;
  • Não se aplica;
O item "Não se aplica" foi uma resposta para o entrevistado que não entendeu a pergunta ou que se sentiu constrangido em respondê-la. Além disso, algumas poucas pessoas de outras religiões, que não a cristã evangélica responderam o questionário: 2 romanistas, 1 ortodoxo grego, 1 testemunha de jeová. Achei melhor incluí-los, afinal, cristão é aquele que se autodenomina assim e não o que achamos dele.
Esta visão vem ao encontro com as pesquisas desenvolvidas pelos mais renomados estatísticos cristãos. Alguns deles responderam não se aplica ao item "Leitura da Bíblia". Fato absurdo em se tratando de influência ao Chamado Missionário. Como pode alguém de um país livre ter um chamado missionário sem a leitura da Bíblia? Até analfabetos podem ouvir a Bíblia, não é mesmo?
Também pode ser aplicada para a pessoa, por exemplo, que na época de seu Chamado Missionário, não tinha internet disponível.

As análises englobam estes parâmetros:





domingo, 3 de novembro de 2013

Influência de Blogs e Sites no Chamado Missionário

A Internet é uma benção.

Evidentemente há coisas perniciosas, contudo, a cada dia o cristianismo brasileiro invade a Web. Há uma profusão de cultos online, cursos de teologia online, programação de televisão gospel pela internet e muito mais.

Em 1993, quando comecei a acessar a internet, havia poucos sites cristãos. Hoje, os termos sobre religião só perdem para a pornografia em buscas nos search engines mais comuns (google, bing, yahoo e outros). Quando não havia ainda o Google (nem era gmodules ainda), o Cadê, Altavista, Lycos e o Sapo.pt ajudava o povo de Deus a divulgar a Palavra de Deus.

E o melhor de tudo! Há pessoas sendo impactadas através da internet! Sites e blogs e servem para Deus efetivar o chamado missionário de muitos! 66% dos entrevistados afirmam que houve alguma influência no seu chamado missionário motivado pela internet.

Princípios:
1) Necessidade de divulgar estes sites e blogs nas igrejas locais;
2) Convidar estes blogueiros para ministrarem nas igrejas locais é uma ideia que deve ser mais usada.
3) Os jovens e adolescentes devem ser estimulados a navegar em uma internet mais santa, mais apropriada a cultura cristã.

Entenda a Entrevista
Recentemente desenvolvi uma pesquisa aqui no blog Missões e Adoração. Um questionário voltado para missionários. Centenas de irmãos e irmãs responderam. Agora vou publicar os dados consolidados desta pesquisa.

Fiz uma questão sobre a influência de pais e familiares no chamado missionários. As respostas dirigidas foram:
  • Muito influenciou;
  • Influenciou;
  • Pouco influenciou;
  • Não influenciou;
  • Não se aplica;
O item "Não se aplica" foi uma resposta para o entrevistado que não entendeu a pergunta ou que se sentiu constrangido em respondê-la. Além disso, algumas poucas pessoas de outras religiões, que não a cristã evangélica responderam o questionário: 2 romanistas, 1 ortodoxo grego, 1 testemunha de jeová. Achei melhor incluí-los, afinal, cristão é aquele que se autodenomina assim e não o que achamos dele. Esta visão vem ao encontro com as pesquisas desenvolvidas pelos mais renomados estatísticos cristãos. Alguns deles responderam não se aplica ao item "Leitura da Bíblia". Fato absurdo em se tratando de influência ao Chamado Missionário. Como pode alguém de um país livre ter um chamado missionário sem a leitura da Bíblia? Até analfabetos podem ouvir a Bíblia, não é mesmo?

Acompanhe os demais itens da pesquisa:

sábado, 2 de novembro de 2013

Influência de Filmes e Teatro no Chamado Missionário

50% dos entrevistados foi o índice de influência positiva sobre peças teatrais e filmes a fim de chamar ou confirmar o chamado missionário.
20% não foram afetados por estas peças e filmes.

Sugestões de filmes e peças teatrais:
Jesus me deu um presente
Cristo é tudo que tenho
Se sua igreja fosse assim
Tortura
O dia de sermos crentes de verdade
O jardim do inimigo
Eu quero amar
Tenho fome

Princípios
1) Peças teatrais e filmes são bons estímulos para chamado missionário, logo, devem ser estimulados;
2) Tais recursos multimídia devem ser propagados dentro e fora da igreja.


Entenda a Entrevista
Recentemente desenvolvi uma pesquisa aqui no blog Missões e Adoração. Um questionário voltado para missionários. Centenas de irmãos e irmãs responderam. Agora vou publicar os dados consolidados desta pesquisa.

Fiz uma questão sobre a influência de pais e familiares no chamado missionários. As respostas dirigidas foram:
  • Muito influenciou;
  • Influenciou;
  • Pouco influenciou;
  • Não influenciou;
  • Não se aplica;
O item "Não se aplica" foi uma resposta para o entrevistado que não entendeu a pergunta ou que se sentiu constrangido em respondê-la. Além disso, algumas poucas pessoas de outras religiões, que não a cristã evangélica responderam o questionário: 2 romanistas, 1 ortodoxo grego, 1 testemunha de jeová. Achei melhor incluí-los, afinal, cristão é aquele que se autodenomina assim e não o que achamos dele. Esta visão vem ao encontro com as pesquisas desenvolvidas pelos mais renomados estatísticos cristãos. Alguns deles responderam não se aplica ao item "Leitura da Bíblia". Fato absurdo em se tratando de influência ao Chamado Missionário. Como pode alguém de um país livre ter um chamado missionário sem a leitura da Bíblia? Até analfabetos podem ouvir a Bíblia, não é mesmo?

Acompanhe os demais itens da pesquisa:

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Influência de Sonhos e Visões sobre o Chamado Missionário

Qual é a influência de sonhos e visões no Chamado Missionário?
Na entrevista missionária desenvolvida pelo Blog Missões e Adoração, 51% dos entrevistados assumiram que sonhos e visões muito influenciaram no chamado missionário.
O que são sonhos e visões? São situações em que a pessoa se vê ministrando de alguma forma a alguém. Seja de forma real (a pessoa se vê pregando) ou simbólica (a pessoa se vê colhendo frutos). A pessoa pode experimentar isto dormindo (sonhos) ou acordada (visões). São manifestações do Espírito Santo de modo sobrenatural.
Muito controvertido em algumas denominações, sendo reputado em nada, em outras, é praticamente a determinação do chamado missionário. Algumas não aceitam sonhos e visões, outras acham isto suficiente e sobrepujante ao estudo e aperfeiçoamento. Ou seja, é mais a unção que a transpiração.

Princípios
1) Os sonhos não devem ser estimulados e considerados determinantes no chamado missionário. Tampouco devem ser desprezados. Equilíbrio e tempo!
2) A decisão não pode ser determinada apenas por emoções, contudo, as emoções são bem vindas;

Entenda a Entrevista
Recentemente desenvolvi uma pesquisa aqui no blog Missões e Adoração. Um questionário voltado para missionários. Centenas de irmãos e irmãs responderam. Agora vou publicar os dados consolidados desta pesquisa.

Fiz uma questão sobre a influência de pais e familiares no chamado missionários. As respostas dirigidas foram:
  • Muito influenciou;
  • Influenciou;
  • Pouco influenciou;
  • Não influenciou;
  • Não se aplica;
O item "Não se aplica" foi uma resposta para o entrevistado que não entendeu a pergunta ou que se sentiu constrangido em respondê-la. Além disso, algumas poucas pessoas de outras religiões, que não a cristã evangélica responderam o questionário: 2 romanistas, 1 ortodoxo grego, 1 testemunha de jeová. Achei melhor incluí-los, afinal, cristão é aquele que se autodenomina assim e não o que achamos dele. Esta visão vem ao encontro com as pesquisas desenvolvidas pelos mais renomados estatísticos cristãos. Alguns deles responderam não se aplica ao item "Leitura da Bíblia". Fato absurdo em se tratando de influência ao Chamado Missionário. Como pode alguém de um país livre ter um chamado missionário sem a leitura da Bíblia? Até analfabetos podem ouvir a Bíblia, não é mesmo?

Acompanhe os demais itens da pesquisa: