Pesquise em mais de 1800 postagens!

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Você conhece o PEPE?

 Você conhece o PEPE?

Um ministério maravilhosos de assistência às crianças paraguaias. Mais de 1600 crianças atendidas em 2013 pelo Pr. Carlos Alberto e sua esposa Lídia.

Acompanhe a carta que eles escreveram como conclusão deste ano abençoado de 2013:
“Mas o Senhor me assistiu e me revestiu de forças para que, por meu   intermédio, a pregação fosse plenamente cumprida” (II Timoteo 4:17)

                                Como família missionária no Paraguay, é uma grande alegria poder  escrever esta carta com o propósito de agradecer a cada irmão, irmãs  e igrejas que caminharam conosco em 2013, nos dando todo suporte  espiritual orando por nós, e econômicos nos apoiando com suas ofertas  e adoções, através do Pam. Por causa da presença do Senhor e da participação de cada irmão,  do seu amor e obediência para com o  trabalho missionário a nossa caminhada não tem sido solitária. Ao chegarmos ao final de mais um ano, temos muitos motivos para agradecer a Deus. No transcurso deste ano grande foram as lutas e os desafios vencidos que se tornaram  em experiências que marcaram as nossas vidas. Foi possível constatar que  metas  foram alcançadas e dificuldades superadas, pelas misericórdias do Senhor. A Ele toda gloria, por tudo que  nos proporcionou, neste ano de 2013.

                               Estamos caminhando para o final de mais um ano, estamos cansados, mas  não desanimados. Como nos anos anteriores, em 2013 tivemos a benção de ver muitas vidas sendo tocadas e transformadas pelo  Senhor através do  projeto PEPE. Foram mais de 1.600 crianças no Paraguay que além de receberem  uma educação formal, receberam também com muito amor a Palavra de Deus. Ao seus pais também foi pregado o evangelho através do contato direto, e de reuniões preparadas com essa finalidade. Muitas bíblias e outras literaturas foram distribuídas sempre visando a evangelização. Neste  mês  acontecem as formaturas  em todas as unidades dos PEPEs . É maravilhoso ver o resultado do trabalho na vida dessas crianças. Muitas  delas chegaram  no começo do ano, mal tratadas, feridas emocionalmente, egoístas, mal educadas, outras sumamente retraídas, e descuidadas. No final do ano se pode observar a mudança radical no comportamento, passaram a ser crianças amorosas, que sabem compartilhar, que apreenderam além das normas de comportamento, também amar a Deus.
O PEPE tem se mostrado uma ferramenta muito eficaz para alcançar as famílias para Cristo, pois o trabalho com as crianças leva a uma grande aproximação e confiança ,fazendo com que possamos compartilhar do amor de Deus, eles possam ver e sentir o evangelho em ação.

                                 O Paraguay é uns pais onde a população esta em franco crescimento. A  idolatria também tem crescido, nestes dias em todo pais se comemora o dia da padroeira, e a multidão que vai a cidade de Caacupe para a grande missa é incalculável, a igreja católica tem feito um esforço imenso para recuperar o espaço perdido, e tem direcionado sua atenção para dois grupos : as crianças com atividades especificas  para elas , e os jovens  são arregimentados para o que ela chamam de “trabalho de evangelismo”. Tudo isso faz com que a nossa responsabilidade em pregar o evangelho  neste pais seja ainda maior a começar pelas crianças. Como igreja de Cristo, devemos  assumir o compromisso de continuarmos avançando. Estamos juntos neste grande empreendimento que é o trabalho missionário. Retroceder Jamais !

           Desejamos um feliz natal e um abençoado  2014!

Com gratidão, seus missionários no Paraguay
  Pr. Carlos Alberto da Silva e Lidia Klava da Silva


Que tal colaborar com eles com orações e com dinheiro?

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Decepções no Culto do Amigo

Como é decepcionante depender de pessoas para realizar um culto do amigo. As pessoas nos decepcionam! Mas, será que temos nossa parcela de culpa?

Este é o assunto de um comentário que recebi na postagem Culto do amigo, como fazer? Um comentário que rendeu esta postagem! Acompanhe:
Olá, na minha igreja senti por fazermos o culto do amigo, então já tivemos algumas edições deste culto. Entretanto a maior dificuldade que tenho é fazer com que as pessoas membros da igreja tragam seus amigos afastados ou não crentes para assistirem ao culto. Tenho me esforçado na organização, divulgação. Para incentivar os que trazem mais amigos , ganham presentes ( sempre bons presentes ) , Presenteamos também aos amigos convidados, e tentamos ao máximo criar um ambiente harmonioso , mas fiquei muito triste e até mesmo com vontade de desistir , pois a maioria não trazem convidados os poucos que vieram foram abençoados, Assim mesmo vidas têem entregado seus corações para Deus. Então...., no meio dessa dificuldade apenas quero externar meus sentimentos de decepção. Mas confortada pelo Espírito Santo que sempre nos consola.
Minha resposta!

Olá Anônimo

Trazer pessoas como amigos é fazer Missões. O diabo cauteriza a mente das pessoas. Ele odeia que façamos Missões!

Nossos irmãos precisam ter a mente renovada pela Palavra de Deus. Eles precisam entender a necessidade de obedecer o IDE de Jesus.

Às vezes a culpa disso é da própria liderança, quando uma pessoa se converte e, estimulada por eles, abandona os amigos usando o Salmo 1 para infiltrar na mente esta inverdade. Lastimável.

Amigo não se abandona! Os atos pecaminosos sim, devem ser abandonados.

Recomendações:

  • o "culto do amigo" não existe! Na verdade é "Culto de Ação de Graças a Deus pelos nossos amigos". É agradecer a Deus pelos amigos que ele nos deu, mesmo os amigos fora da igreja! Há necessidade de se manter vínculos de amizade com todas as pessoas!
  • peça perdão a Deus pela sua incompetência em promover algo tão importante. Assuma sua culpa em tentar pelos seus próprios esforços. Não culpe ninguém! É você!
  • declare-se incompetente e clame pela competência vinda do alto;
  • peça uma confirmação a Deus através de oração e dê uma periodicidade maior entre as reuniões de culto do amigo;
  • faça um jejum para mudar sua realidade espiritual. Estabeleça uma santa convocação (oração e jejum) entre você e sua equipe mais próxima. Não adianta envolver mais pessoas. Na verdade, convide de forma geral essas pessoas, mas não conte com uma presença muito grande. Não crie ilusões na sua mente.
  • faça um culto antes do culto do amigo para estimular os cristãos, use como exemplos pessoas que você sabe que foram convertidas e que permaneceram na sua igreja. Deixe essas pessoas dar um testemunho dirigido para estimular o culto do amigo.
  • fale da importância de se rever os amigos do mundo. Não adianta chegar na última hora para chamar uma pessoa que há tempos não se vê. É falta de educação! Fica tempos sem ver e chega em cima da hora fazendo um convite não agradável. Convenhamos, ir para a igreja não é agradável para eles!
  • pare de dar presentes! Isto não funciona. Dê comida! Chame o povo para comer! Ganhe o estômago deles primeiro! Para alguns, a fumaça do churrasco é mais importante que a fumaça da presença de Deus (shekinah). Uma coisa levará à outra!

Tenho certeza que Deus vai abençoar!

domingo, 10 de novembro de 2013

Apoio dos Pastores no Chamado Missionário

Os pastores são os primeiros a apoiar os jovens no chamado missionário! 65% segundo os entrevistados.

Alguém pode me explicar os 10% que responderam "Não se aplica"? Também não entendi. 2 católicos, 1 testemunha de Jeová e 1 ortodoxo grego responderam a entrevista, mas o índice não chegaria em 1% do total do entrevistados. Inquiri alguns mas não obtive respostas.

Outro dado esquisito, 2% dos pastores dos entrevistados não apoiam até hoje o chamado missionário! Muito estranho! O erro provavelmente esteja nos missionários, mas, há alguns pastores em erro grave.

Princípios:
1) Os jovens com chamado missionários devem expor seu coração aos pastores, mas, com cuidado e não dependendo de homens, mas somente do Senhor;
2) Está sobre os ombros dos pastores grande responsabilidade. Não dá para ser leviano no trato com o coração das ovelhas;


Entenda a Entrevista
Recentemente desenvolvi uma pesquisa aqui no blog Missões e Adoração. Um questionário voltado para missionários. Centenas de irmãos e irmãs responderam. Agora vou publicar os dados consolidados desta pesquisa.

Fiz uma questão sobre o apoio de pessoas próximas no chamado missionários. As respostas dirigidas foram:


  • Apoiou depois de algum tempo
  • Apoiou desde o início
  • Não apoia até hoje
  • Não apoiou
  • Não se aplica


O item "Não se aplica" foi uma resposta para o entrevistado que não entendeu a pergunta ou que se sentiu constrangido em respondê-la ou outras coisas, por exemplo, casal sem filhos, solteiro sem namorado ou noivo, órfãos, etc.

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Apoio do Pai no Chamado Missionário

Os pais já entravam o chamado missionário, ao contrário das mães. 25% dos entrevistados tem pais que apoiam desde o início. Claro que há exceções. Eu sou uma delas! Graças a Deus!

Princípios:
1) Os pais de jovens com chamado missionário devem ser acompanhados pelos pastores, terem o coração acalmado, ensinados na mordomia cristã, etc.
2) Os jovens devem ser ensinados a divulgar seu chamado missionário ao pai, à mãe, à família, enfim.

Entenda a Entrevista
Recentemente desenvolvi uma pesquisa aqui no blog Missões e Adoração. Um questionário voltado para missionários. Centenas de irmãos e irmãs responderam. Agora vou publicar os dados consolidados desta pesquisa.

Fiz uma questão sobre o apoio de pessoas próximas no chamado missionários. As respostas dirigidas foram:

  • Apoiou depois de algum tempo
  • Apoiou desde o início
  • Não apoia até hoje
  • Não apoiou
  • Não se aplica


O item "Não se aplica" foi uma resposta para o entrevistado que não entendeu a pergunta ou que se sentiu constrangido em respondê-la ou outras coisas, por exemplo, casal sem filhos, solteiro sem namorado ou noivo, órfãos, etc.

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Apoio da Mãe no Chamado Missionário

As mães sempre apoiam o Chamado Missionário de seus filhos! Esta é a situação da maioria dos missionários. Há casos do contrário, infelizmente conheço um caso muito próximo de mim, muito próximo mesmo!

43% dos entrevistados teve a mãe apoiando desde o início, ao contrário dos pais, com apenas 25% (veja a postagem aqui).

Princípios:
1) As mães dos jovens com chamado missionário devem ser acompanhadas de perto pela liderança, motivadas, consoladas, etc.
2) Os jovens com chamado missionário devem ser orientados a conversar com seus pais sobre o dom de Deus.

Entenda a Entrevista
Recentemente desenvolvi uma pesquisa aqui no blog Missões e Adoração. Um questionário voltado para missionários. Centenas de irmãos e irmãs responderam. Agora vou publicar os dados consolidados desta pesquisa.

Fiz uma questão sobre o apoio de pessoas próximas no chamado missionários. As respostas dirigidas foram:


  • Apoiou depois de algum tempo
  • Apoiou desde o início
  • Não apoia até hoje
  • Não apoiou
  • Não se aplica


O item "Não se aplica" foi uma resposta para o entrevistado que não entendeu a pergunta ou que se sentiu constrangido em respondê-la ou outras coisas, por exemplo, casal sem filhos, solteiro sem namorado ou noivo, órfãos, etc.

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Apoio dos Cônjuges no Chamado Missionário



O cônjuge é corpo do nosso corpo. É a segunda maior benção, atrás apenas da Salvação. Nossa família é presente de Deus.

Na verdade, era para ser assim. Eu mesmo já tive um primeiro casamento que naufragou. As coisas não são fáceis se o nosso casamento não foi de acordo com a vontade de Deus.

E quanto ao Chamado Missionário? É possível alguém ter o chamado e o cônjuge não ter? Deus chama um e não outro? Claro que não! O Chamado normalmente vem antes do casamento, o casamento é que está errado.

Temos que vigiar o coração de nossos jovens solteiros. Ajudá-los nesta decisão tão importante na vida. Conheço casos onde o namorado mentiu à namorada dizendo que tinha chamado missionário. Depois de casados, ele expõe sua mentira e agora a esposa vive frustrada.

Deve-se acabar com o casamento pelo chamado? Não, claro que não. A pessoa com chamado deve clamar a Deus pela sua inconstância e pelo chamado do cônjuge.

Princípios:
1) O chamado se dá nos solteiros na maioria dos casos;
2) Os solteiros devem ser muito bem orientados na escolha do cônjuge;
3) Deve-se acompanhar de perto os casais que vivem esta frustração, para que não haja traições e divórcios;
4) Há casos em que o divórcio é inevitável e a igreja deve acolher os divorciados;

Entenda a Entrevista
Recentemente desenvolvi uma pesquisa aqui no blog Missões e Adoração. Um questionário voltado para missionários. Centenas de irmãos e irmãs responderam. Agora vou publicar os dados consolidados desta pesquisa.

Fiz uma questão sobre o apoio de pessoas próximas no chamado missionários. As respostas dirigidas foram:

  • Apoiou depois de algum tempo
  • Apoiou desde o início
  • Não apoia até hoje
  • Não apoiou
  • Não se aplica

O item "Não se aplica" foi uma resposta para o entrevistado que não entendeu a pergunta ou que se sentiu constrangido em respondê-la ou outras coisas, por exemplo, casal sem filhos, solteiro sem namorado ou noivo, órfãos, etc.

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Apoio dos Filhos no Chamado Missionário

Os filhos são um tesouro que o Senhor Deus nos deu para cuidar. Os 'nossos' filhos são dEle! Não são nossos!
Sem dúvida! Quem não entende esta verdade sofrerá muito na vida! Ansiedade, frustração e por aí vai!
O papel dos filhos na determinação do Chamado Missionário dos Pais é fundamental! Enquanto são pequeninos, é tudo mais fácil. Basta colocá-los no colo e vai que vai. Porém, após alguma idade mais consciente, as coisas se complicam.
As relações interpessoais dos nossos filhos se estendem com o passar da idade. Primos, vizinhos, colegas de escola e das escolinhas esportivas, amigos na igreja, etc. Todos estes momentos na rotina diária de nossos filhos aumentam a relação interpessoal deles. Isto é salutar e deve ser motivado. É o desenvolvimento natural deles.
Quando a criança chega na pré-adolescência começam a desenvolver uma autonomia em decisões e escolhas. Isto é natural e salutar. Crianças dependentes dos pais para tudo leva a adolescentes rebeldes. Todos tem que ter certo grau de autonomia.
E então? Como separar os filhos dos seus amigos? Como fazê-los separar de primos e colegas? É aqui que as coisas complicam.
O Chamado Missionário dos Pais também devem ser dos filhos! Chamado Missionário da família, senão, nada feito! Fique na igreja local! É melhor!

Dados estatísticos
3% dos entrevistados afirmam que os filhos não apoiam o chamado dos pais. Isto é triste demais.

Além disso, 6% afirmam que o apoio veio depois de algum tempo. Tempo de adaptação que deve ser computado! Deve ser considerado para nossos filhos!

Filhos enviados ao Campo
Em todo Culto de envio de missionários, oro pelos filhos deles. Especificamente pelos filhos. Não é somente os pais que são enviados. A família é enviada! Oro pela adaptação na escola, creche ou emei. Oro por novos amigos e colegas. Oro pelo dom ministerial e espiritual deles.

Princípios
1) Chamado Missionário é para a família! Não somente para uma pessoa!
2) Os filhos devem ser consultados! A opinião deles deve ser levada em conta;
3) Período de adaptação é fundamental para as crianças e adolescentes.
4) Os pastores e líderes devem ter uma atenção especial às crianças e adolescentes que são filhos dos candidatos ao campo missionário.

Entenda a Entrevista
Recentemente desenvolvi uma pesquisa aqui no blog Missões e Adoração. Um questionário voltado para missionários. Centenas de irmãos e irmãs responderam. Agora vou publicar os dados consolidados desta pesquisa.

Fiz uma questão sobre o apoio de pessoas próximas no chamado missionários. As respostas dirigidas foram:

  • Apoiou depois de algum tempo
  • Apoiou desde o início
  • Não apoia até hoje
  • Não apoiou
  • Não se aplica

O item "Não se aplica" foi uma resposta para o entrevistado que não entendeu a pergunta ou que se sentiu constrangido em respondê-la ou outras coisas, por exemplo, casal sem filhos, solteiro sem namorado ou noivo, órfãos, etc.

Influências no Chamado Missionário


Recentemente desenvolvi uma pesquisa aqui no blog Missões e Adoração. Um questionário voltado para missionários. Centenas de irmãos e irmãs responderam. Agora vou publicar os dados consolidados desta pesquisa.

Vamos começar com a pergunta : Como você mensura a influência da Pregação da Palavra de Deus no seu Chamado Missionário?

E a pergunta se repete para Leitura Bíblica, Exemplos de Pais e Familiares, Blogs e Sites, Teatro e Filmes, Missionários do Passado e do Presente e, finalmente, Sonhos e Visões.

As respostas dirigidas foram:
  • Muito influenciou;
  • Influenciou;
  • Pouco influenciou;
  • Não influenciou;
  • Não se aplica;
O item "Não se aplica" foi uma resposta para o entrevistado que não entendeu a pergunta ou que se sentiu constrangido em respondê-la. Além disso, algumas poucas pessoas de outras religiões, que não a cristã evangélica responderam o questionário: 2 romanistas, 1 ortodoxo grego, 1 testemunha de jeová. Achei melhor incluí-los, afinal, cristão é aquele que se autodenomina assim e não o que achamos dele.
Esta visão vem ao encontro com as pesquisas desenvolvidas pelos mais renomados estatísticos cristãos. Alguns deles responderam não se aplica ao item "Leitura da Bíblia". Fato absurdo em se tratando de influência ao Chamado Missionário. Como pode alguém de um país livre ter um chamado missionário sem a leitura da Bíblia? Até analfabetos podem ouvir a Bíblia, não é mesmo?
Também pode ser aplicada para a pessoa, por exemplo, que na época de seu Chamado Missionário, não tinha internet disponível.

As análises englobam estes parâmetros:





domingo, 3 de novembro de 2013

Influência de Blogs e Sites no Chamado Missionário

A Internet é uma benção.

Evidentemente há coisas perniciosas, contudo, a cada dia o cristianismo brasileiro invade a Web. Há uma profusão de cultos online, cursos de teologia online, programação de televisão gospel pela internet e muito mais.

Em 1993, quando comecei a acessar a internet, havia poucos sites cristãos. Hoje, os termos sobre religião só perdem para a pornografia em buscas nos search engines mais comuns (google, bing, yahoo e outros). Quando não havia ainda o Google (nem era gmodules ainda), o Cadê, Altavista, Lycos e o Sapo.pt ajudava o povo de Deus a divulgar a Palavra de Deus.

E o melhor de tudo! Há pessoas sendo impactadas através da internet! Sites e blogs e servem para Deus efetivar o chamado missionário de muitos! 66% dos entrevistados afirmam que houve alguma influência no seu chamado missionário motivado pela internet.

Princípios:
1) Necessidade de divulgar estes sites e blogs nas igrejas locais;
2) Convidar estes blogueiros para ministrarem nas igrejas locais é uma ideia que deve ser mais usada.
3) Os jovens e adolescentes devem ser estimulados a navegar em uma internet mais santa, mais apropriada a cultura cristã.

Entenda a Entrevista
Recentemente desenvolvi uma pesquisa aqui no blog Missões e Adoração. Um questionário voltado para missionários. Centenas de irmãos e irmãs responderam. Agora vou publicar os dados consolidados desta pesquisa.

Fiz uma questão sobre a influência de pais e familiares no chamado missionários. As respostas dirigidas foram:
  • Muito influenciou;
  • Influenciou;
  • Pouco influenciou;
  • Não influenciou;
  • Não se aplica;
O item "Não se aplica" foi uma resposta para o entrevistado que não entendeu a pergunta ou que se sentiu constrangido em respondê-la. Além disso, algumas poucas pessoas de outras religiões, que não a cristã evangélica responderam o questionário: 2 romanistas, 1 ortodoxo grego, 1 testemunha de jeová. Achei melhor incluí-los, afinal, cristão é aquele que se autodenomina assim e não o que achamos dele. Esta visão vem ao encontro com as pesquisas desenvolvidas pelos mais renomados estatísticos cristãos. Alguns deles responderam não se aplica ao item "Leitura da Bíblia". Fato absurdo em se tratando de influência ao Chamado Missionário. Como pode alguém de um país livre ter um chamado missionário sem a leitura da Bíblia? Até analfabetos podem ouvir a Bíblia, não é mesmo?

Acompanhe os demais itens da pesquisa:

sábado, 2 de novembro de 2013

Influência de Filmes e Teatro no Chamado Missionário

50% dos entrevistados foi o índice de influência positiva sobre peças teatrais e filmes a fim de chamar ou confirmar o chamado missionário.
20% não foram afetados por estas peças e filmes.

Sugestões de filmes e peças teatrais:
Jesus me deu um presente
Cristo é tudo que tenho
Se sua igreja fosse assim
Tortura
O dia de sermos crentes de verdade
O jardim do inimigo
Eu quero amar
Tenho fome

Princípios
1) Peças teatrais e filmes são bons estímulos para chamado missionário, logo, devem ser estimulados;
2) Tais recursos multimídia devem ser propagados dentro e fora da igreja.


Entenda a Entrevista
Recentemente desenvolvi uma pesquisa aqui no blog Missões e Adoração. Um questionário voltado para missionários. Centenas de irmãos e irmãs responderam. Agora vou publicar os dados consolidados desta pesquisa.

Fiz uma questão sobre a influência de pais e familiares no chamado missionários. As respostas dirigidas foram:
  • Muito influenciou;
  • Influenciou;
  • Pouco influenciou;
  • Não influenciou;
  • Não se aplica;
O item "Não se aplica" foi uma resposta para o entrevistado que não entendeu a pergunta ou que se sentiu constrangido em respondê-la. Além disso, algumas poucas pessoas de outras religiões, que não a cristã evangélica responderam o questionário: 2 romanistas, 1 ortodoxo grego, 1 testemunha de jeová. Achei melhor incluí-los, afinal, cristão é aquele que se autodenomina assim e não o que achamos dele. Esta visão vem ao encontro com as pesquisas desenvolvidas pelos mais renomados estatísticos cristãos. Alguns deles responderam não se aplica ao item "Leitura da Bíblia". Fato absurdo em se tratando de influência ao Chamado Missionário. Como pode alguém de um país livre ter um chamado missionário sem a leitura da Bíblia? Até analfabetos podem ouvir a Bíblia, não é mesmo?

Acompanhe os demais itens da pesquisa:

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Influência de Sonhos e Visões sobre o Chamado Missionário

Qual é a influência de sonhos e visões no Chamado Missionário?
Na entrevista missionária desenvolvida pelo Blog Missões e Adoração, 51% dos entrevistados assumiram que sonhos e visões muito influenciaram no chamado missionário.
O que são sonhos e visões? São situações em que a pessoa se vê ministrando de alguma forma a alguém. Seja de forma real (a pessoa se vê pregando) ou simbólica (a pessoa se vê colhendo frutos). A pessoa pode experimentar isto dormindo (sonhos) ou acordada (visões). São manifestações do Espírito Santo de modo sobrenatural.
Muito controvertido em algumas denominações, sendo reputado em nada, em outras, é praticamente a determinação do chamado missionário. Algumas não aceitam sonhos e visões, outras acham isto suficiente e sobrepujante ao estudo e aperfeiçoamento. Ou seja, é mais a unção que a transpiração.

Princípios
1) Os sonhos não devem ser estimulados e considerados determinantes no chamado missionário. Tampouco devem ser desprezados. Equilíbrio e tempo!
2) A decisão não pode ser determinada apenas por emoções, contudo, as emoções são bem vindas;

Entenda a Entrevista
Recentemente desenvolvi uma pesquisa aqui no blog Missões e Adoração. Um questionário voltado para missionários. Centenas de irmãos e irmãs responderam. Agora vou publicar os dados consolidados desta pesquisa.

Fiz uma questão sobre a influência de pais e familiares no chamado missionários. As respostas dirigidas foram:
  • Muito influenciou;
  • Influenciou;
  • Pouco influenciou;
  • Não influenciou;
  • Não se aplica;
O item "Não se aplica" foi uma resposta para o entrevistado que não entendeu a pergunta ou que se sentiu constrangido em respondê-la. Além disso, algumas poucas pessoas de outras religiões, que não a cristã evangélica responderam o questionário: 2 romanistas, 1 ortodoxo grego, 1 testemunha de jeová. Achei melhor incluí-los, afinal, cristão é aquele que se autodenomina assim e não o que achamos dele. Esta visão vem ao encontro com as pesquisas desenvolvidas pelos mais renomados estatísticos cristãos. Alguns deles responderam não se aplica ao item "Leitura da Bíblia". Fato absurdo em se tratando de influência ao Chamado Missionário. Como pode alguém de um país livre ter um chamado missionário sem a leitura da Bíblia? Até analfabetos podem ouvir a Bíblia, não é mesmo?

Acompanhe os demais itens da pesquisa:

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Influência de Missionários Atuais no Chamado Missionário


Ah! Que lindo! Como fui surpreendido positivamente com esta questão! 81% das pessoas afirmaram algum grau de influência positiva de missionários atuais no chamado missionário pessoal. Que benção!

Que tal divulgar estes missionários?
Don Richardson
Bruce Olson
Helen Berhane
Paulo Brito e família
Pr Julio e família
Fernando e família
Missionário Eneias e família
Tantos outros!

Aceito sugestões! Escreva nos comentários

Princípios
1) Deve-se trazer missionários para pregar na igreja local, mesmo que sejam de outros ministérios;
2) Deve-se divulgar o que eles fazem lá no campo missionário, seja em vídeos, cartas, etc;
3) Deve-se manter alianças com missionários, mesmo aqueles de outras igrejas ou ministérios;
4) Tais missionários devem ter mais espaço que apenas os cultos de missões;

Entenda a Entrevista
Recentemente desenvolvi uma pesquisa aqui no blog Missões e Adoração. Um questionário voltado para missionários. Centenas de irmãos e irmãs responderam. Agora vou publicar os dados consolidados desta pesquisa.

Fiz uma questão sobre a influência de pais e familiares no chamado missionários. As respostas dirigidas foram:
  • Muito influenciou;
  • Influenciou;
  • Pouco influenciou;
  • Não influenciou;
  • Não se aplica;
O item "Não se aplica" foi uma resposta para o entrevistado que não entendeu a pergunta ou que se sentiu constrangido em respondê-la. Além disso, algumas poucas pessoas de outras religiões, que não a cristã evangélica responderam o questionário: 2 romanistas, 1 ortodoxo grego, 1 testemunha de jeová. Achei melhor incluí-los, afinal, cristão é aquele que se autodenomina assim e não o que achamos dele. Esta visão vem ao encontro com as pesquisas desenvolvidas pelos mais renomados estatísticos cristãos. Alguns deles responderam não se aplica ao item "Leitura da Bíblia". Fato absurdo em se tratando de influência ao Chamado Missionário. Como pode alguém de um país livre ter um chamado missionário sem a leitura da Bíblia? Até analfabetos podem ouvir a Bíblia, não é mesmo?

Acompanhe os demais itens da pesquisa:

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Influência de Missionários do Passado no Chamado Missionário

Contar histórias de Missionários do passado é um excelente estímulo para o Chamado Missionário.

84% dos entrevistados afirmou ter recebido em seu chamado missionário uma influência da vida desses heróis do passado.
Que tal dar uma lida em alguns desses exemplos de vida?
Família Goforth
Adoniram Judson
Willian Carey
Os Morávios
Avivamentos do Passado

Princípios
1) Deve-se trazer à memória das pessoas os grandes missionários do passado!
2) Eles devem ser demonstrados com suas fraquezas e suas lutas, além, é claro, de suas vitórias!

Entenda a Entrevista
Recentemente desenvolvi uma pesquisa aqui no blog Missões e Adoração. Um questionário voltado para missionários. Centenas de irmãos e irmãs responderam. Agora vou publicar os dados consolidados desta pesquisa.

Fiz uma questão sobre a influência de pais e familiares no chamado missionários. As respostas dirigidas foram:
  • Muito influenciou;
  • Influenciou;
  • Pouco influenciou;
  • Não influenciou;
  • Não se aplica;
O item "Não se aplica" foi uma resposta para o entrevistado que não entendeu a pergunta ou que se sentiu constrangido em respondê-la. Além disso, algumas poucas pessoas de outras religiões, que não a cristã evangélica responderam o questionário: 2 romanistas, 1 ortodoxo grego, 1 testemunha de jeová. Achei melhor incluí-los, afinal, cristão é aquele que se autodenomina assim e não o que achamos dele. Esta visão vem ao encontro com as pesquisas desenvolvidas pelos mais renomados estatísticos cristãos. Alguns deles responderam não se aplica ao item "Leitura da Bíblia". Fato absurdo em se tratando de influência ao Chamado Missionário. Como pode alguém de um país livre ter um chamado missionário sem a leitura da Bíblia? Até analfabetos podem ouvir a Bíblia, não é mesmo?

Acompanhe os demais itens da pesquisa:

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Influência da Leitura Bíblica sobre o Chamado Missionário


Esta é uma das perguntas que mais me causou medo!

Será que haveriam pessoas com Chamado Missionário sem a leitura da Bíblia?

Alguns deles responderam "Não se aplica" e "Não influenciou" ao item "Leitura da Bíblia". Fato absurdo em se tratando de influência ao Chamado Missionário. Como pode alguém de um país livre ter um chamado missionário sem a leitura da Bíblia? Até analfabetos podem ouvir a Bíblia, não é mesmo?

Analisando as respostas desses irmãos, a escolha de "Muito influenciou"  foi para "Sonhos e Visões" e "Pregação sobre Missões", devo estas respostas somente ao fato de uma não compreensão da questão ou uma confusão na própria mente do entrevistado. Questionando as pessoas por email, não obtive retorno.

Princípios
1) A pregação sistemática sobre Missões deve ser estimulada;
2) O Culto principal da igreja local também deve ser usado para estimular Missões;
3) A pregação deve ser baseada na Palavra de Deus. O "papel principal" é da Bíblia e não da eloquência do pregador;

Entenda a Entrevista
Recentemente desenvolvi uma pesquisa aqui no blog Missões e Adoração. Um questionário voltado para missionários. Centenas de irmãos e irmãs responderam. Agora vou publicar os dados consolidados desta pesquisa.

Fiz uma questão sobre a influência de pais e familiares no chamado missionários. As respostas dirigidas foram:
  • Muito influenciou;
  • Influenciou;
  • Pouco influenciou;
  • Não influenciou;
  • Não se aplica;
O item "Não se aplica" foi uma resposta para o entrevistado que não entendeu a pergunta ou que se sentiu constrangido em respondê-la. Além disso, algumas poucas pessoas de outras religiões, que não a cristã evangélica responderam o questionário: 2 romanistas, 1 ortodoxo grego, 1 testemunha de jeová. Achei melhor incluí-los, afinal, cristão é aquele que se autodenomina assim e não o que achamos dele. Esta visão vem ao encontro com as pesquisas desenvolvidas pelos mais renomados estatísticos cristãos.

Acompanhe os demais itens da pesquisa:

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Influência da Escola Bíblica sobre o Chamado Missionário

70% dos entrevistados assumiram um grau positivo de influência sobre o Chamado Missionário. Uma feliz constatação. A Escola Bíblica ainda influencia o Chamado Missionário de cristãos.

Diversas igrejas pararam o estudo bíblico sistemático e regular das Escrituras. Aprender para crescimento pessoal e não para alcançar um alvo ("aumentar a igreja" por exemplo) ou alcançar um título ("tornar-se um líder melhor" por exemplo).

Princípios:
1) A Escola Bíblica (dominical ou não) deve ser mantida;
2) A Escola Bíblica (dominical ou não) deve ser estimulada;
3) O ensino de Missões deve fazer parte do currículo da Escola Bíblica;
4) Capacitar professores e estimular estudantes da Escola Bíblica é fundamental para ampliar o número de pessoas com Chamado Missionário na igreja local;

Entenda a Entrevista
Recentemente desenvolvi uma pesquisa aqui no blog Missões e Adoração. Um questionário voltado para missionários. Centenas de irmãos e irmãs responderam. Agora vou publicar os dados consolidados desta pesquisa.

Fiz uma questão sobre a influência de pais e familiares no chamado missionários. As respostas dirigidas foram:
  • Muito influenciou;
  • Influenciou;
  • Pouco influenciou;
  • Não influenciou;
  • Não se aplica;
O item "Não se aplica" foi uma resposta para o entrevistado que não entendeu a pergunta ou que se sentiu constrangido em respondê-la. Além disso, algumas poucas pessoas de outras religiões, que não a cristã evangélica responderam o questionário: 2 romanos, 1 ortodoxo, 1 cristão marginal (testemunha de jeová). Achei melhor incluí-los, afinal, cristão é aquele que se autodenomina assim e não o que achamos dele. Esta visão vem ao encontro com as pesquisas desenvolvidas pelos mais renomados estatísticos cristãos. Alguns deles responderam não se aplica ao item "Leitura da Bíblia". Fato absurdo em se tratando de influência ao Chamado Missionário. Como pode alguém de um país livre ter um chamado missionário sem a leitura da Bíblia? Até analfabetos podem ouvir a Bíblia, não é mesmo?

Acompanhe os demais itens da pesquisa:


domingo, 27 de outubro de 2013

Kampi TROFT 2013

Já imaginou você em um outro país promovendo um acampamento de jovens?

Sonhe! é possível!!


Influência da Pregação de Missões no Chamado Missionário

Pregar sobre Missões realmente influencia pessoas a confirmarem seus Chamados Missionários. 96% dos entrevistados afirmaram que a pregação sistemática sobre Missões acarretou em algum grau de influência na decisão ou confirmação do chamado missionário.

Princípios:
1) A pregação sobre Missões deve ser estimulada em todas as igrejas;
2) A pregação deve ser sistemática, ou seja, organizada e frequente;


Entenda a Entrevista
Recentemente desenvolvi uma pesquisa aqui no blog Missões e Adoração. Um questionário voltado para missionários. Centenas de irmãos e irmãs responderam. Agora vou publicar os dados consolidados desta pesquisa.

Fiz uma questão sobre a influência de pais e familiares no chamado missionários. As respostas dirigidas foram:
  • Muito influenciou;
  • Influenciou;
  • Pouco influenciou;
  • Não influenciou;
  • Não se aplica;
O item "Não se aplica" foi uma resposta para o entrevistado que não entendeu a pergunta ou que se sentiu constrangido em respondê-la. Além disso, algumas poucas pessoas de outras religiões, que não a cristã evangélica responderam o questionário: 2 romanistas, 1 ortodoxo grego, 1 testemunha de jeová. Achei melhor incluí-los, afinal, cristão é aquele que se autodenomina assim e não o que achamos dele. Esta visão vem ao encontro com as pesquisas desenvolvidas pelos mais renomados estatísticos cristãos. Alguns deles responderam não se aplica ao item "Leitura da Bíblia". Fato absurdo em se tratando de influência ao Chamado Missionário. Como pode alguém de um país livre ter um chamado missionário sem a leitura da Bíblia? Até analfabetos podem ouvir a Bíblia, não é mesmo?

sábado, 26 de outubro de 2013

Influência de Pais e Familiares no Chamado Missionário


Uma realidade triste. Poucos missionários receberam uma influencia positiva de seus pais e familiares no Chamado Missionário.

A soma de "Muito influenciou" e "Influenciou" não alcança o índice de "Não influenciou".

Por que?

Será que os pais não são convertidos? Será que os pais e familiares que são missionários não conquistaram o coração de seus filhos? Será que foi por causa das condições de trabalho

Muitas questões! Contudo, dois princípios podem ser extraídos dessas estatísticas:
1) Devemos investir nos filhos de missionários! Não somente salário para os missionários, mas também, brinquedos para os  filhos!
2) Orientar os missionários para esforçarem-se em ganhas o coração de seus filhos além do coração das pessoas à sua volta. Uma educação em como serem pais.


Entenda a Entrevista
Recentemente desenvolvi uma pesquisa aqui no blog Missões e Adoração. Um questionário voltado para missionários. Centenas de irmãos e irmãs responderam. Agora vou publicar os dados consolidados desta pesquisa.

Fiz uma questão sobre a influência de pais e familiares no chamado missionários. As respostas dirigidas foram:
  • Muito influenciou;
  • Influenciou;
  • Pouco influenciou;
  • Não influenciou;
  • Não se aplica;
O item "Não se aplica" foi uma resposta para o entrevistado que não entendeu a pergunta ou que se sentiu constrangido em respondê-la. Além disso, algumas poucas pessoas de outras religiões, que não a cristã evangélica responderam o questionário: 2 romanistas, 1 ortodoxo grego, 1 testemunha de jeová. Achei melhor incluí-los, afinal, cristão é aquele que se autodenomina assim e não o que achamos dele. Esta visão vem ao encontro com as pesquisas desenvolvidas pelos mais renomados estatísticos cristãos. Alguns deles responderam não se aplica ao item "Leitura da Bíblia". Fato absurdo em se tratando de influência ao Chamado Missionário. Como pode alguém de um país livre ter um chamado missionário sem a leitura da Bíblia? Até analfabetos podem ouvir a Bíblia, não é mesmo?

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Missões: para amar, entender ou obedecer?

Contato que recebi de uma jovem de santa Catarina sobre como incentivar pessoas a Missões!

Leiam o que ela escreveu:

Boa tarde Pastor.Paz seja contigo.
Antes das perguntas gostaria que soubesse que me sinto privilegiada por Deus por arder no meu coração essa vontade de falar do amor de Cristo.Tenho 23 anos, me casei a 15 dias com o L. e meus sogros são pastores de 02 igrejas da nossa região a 25 anos.Meu sogro foi missionário no Rio de Janeiro ainda na infância.
Nossa igreja tem aproximadamente 200 membros, grupos missionários e um grupo de artes abençoado. Mas com o tempo fui percebendo que MISSÕES só apareciam nos projetos, afinal de contas somos uma igreja missionária, não somos? Pois bem, sempre tive certa dificuldade em estar de baixo de autoridade e sempre que dava ideias sobre fazer algo pra realmente ganharmos almas para o reino e sempre ouvia um não ficava revoltada, e como fiz um propósito com Deus de mudar isso , sempre que pensava em realizar algum projeto me sentia como rebelde, uma pessoa que não aceitava a liderança de outros.
Mas fui tratada disso.GRAÇAS A DEUS. E me sinto preparada pra colocar em prática aquilo que Deus quer de mim.
Nossa igreja tem o culto de missôes, porém ele não é direcionado com temas e ações que possam realmente envolver e despertar a igreja para missões.Temos um povo aqui muito inteligente, a grande maioria graduado, pós graduado, empresários e um pouco desunidos por conta disso, talvez pela soberba de sempre querer ser ou ter mais, inclusive no reino de Deus. Mas temos um pastor que é bênção e está sempre exortando acerca disso.E vemos que quando unidos somos uma arma nas mãos de Deus.
Com base nisso Pastor, já apresentei um pouco do nosso povo, como podemos desenvolver , montar, criar nossos cultos de missões?
Deus abençoe grandemente.Vi o vídeo Tenho Fome e gostaria de saber se esta correto eu escolher , por exemplo ANGOLA e me basear nela pra elaborar um culto?

Já participei de IMPACTOS missionários , mas participei ativamente da montagem de um culto missionário e por isso estou pedindo uma orientação.
Deus abençoe grandemente.

Ao que respondi para ela:

Olá K.
Graça e Paz
Obrigado pelo seu contato.
Uma correção, não sou pastor, apenas um guardador de carros e professor de seminário e escola bíblica dominical.
Como é gostoso receber um email bem redigido. Com uma boa argumentação e objetivo bem definido. Parabéns.
Os irmãos da igreja local são assim também?

Concordo com você que Missões não é apaixonante ou para se entender ou aceitar. Missões é para se obedecer! Assim como nos emocionamos com vídeos de pessoas carentes, devemos nos emocionar com nossos vizinhos que não tem Jesus. Espiritualmente todos são iguais, apesar de materialmente diferentes. Bem diferentes, não é?
Repito, Missões é para se obedecer! Nossos cultos não devem ser para estimular ninguém, mas sim, para que se projetassem ações para aquele mês ou ano. Que tédio ver irmãos precisando de incentivo para "amar" missões. Desculpe o pessimismo, voltarei ao normal! Cala-te oh minh'alma! Ufa!

Não é revoltante a postura de alguns irmãos? Sei o que você sente! Imagine Jesus!

O que devemos fazer então se temos um ideal e uma realidade tão díspares? Simples! Mover-se em direção ao ideal sem subestimar ou superestimar a realidade. Ou seja, passo a passo com os pés no chão, mas com a cabeça nas nuvens!
Mantenha contato. Relate experiências!
Gilson de Moura
Blog Missões e Adoração

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Por que Missões emperra?


Resposta ao contato que recebi de S., uma missionária responsável pelo Departamento de Missões em uma igreja do interior de São Paulo.

Olá S.
Graça e Paz

Obrigado pelo seu contato.

Pois é! Que dureza, não? Parece que a área de Missões sempre fica por último na lista de prioridades de muitas pessoas. Pode passar filmes emotivos, imagens chocantes, versículos bíblicos, etc. Você pode argumentar, usar mil analogias e coisas afins.

A maioria dos crentes não tá nem aí para Missões.

Investir em Missões, então! Nem pensar!

Apesar disso tudo, vale a pena trabalhar. As vidas alcançadas valem a benção. Os irmãos com mudança de atitude valem a benção. Os futuros pastores e missionários tocados valem a benção.

Pense nisto.

Você não irá revolucionar muitas pessoas, mas, aquelas que você revolucionar, valerão muito! Desestressa! Vai caminhando, sem deixar a cruz, sem descer da cruz, sem olhar para trás, sem largar a mão do arado.

Jesus está mais triste que você com tudo isto. Mas também, se alegra mais que você com uma vida alcançada.

Mantenha contato.

Relate experiências!

Gilson de Moura
Blog Missões e Adoração

O motivo de Missões não deslanchar? A resposta prefiro não dar, estaria sendo muito azedo, criticaria meus irmãos em Cristo.

Como a área de Missões nos desmotiva quando olhamos para a igreja. Mas, como nos motiva quando olhamos para as vidas não salvas e para pessoas com dons ministeriais em ação!

segunda-feira, 10 de junho de 2013

A Lei e o Evangelho


Breve apresentação para início de discussão com alunos das escolas teológicas que leciono sobre Lei, Graça e Evangelho, antinomismo e legalismo. Comparando a teologia patrística, medieval, luterana, calvinista e de Karl Barth.

segunda-feira, 27 de maio de 2013

DIP 2013 na Igreja Batista do Caminho Americana


Ontem, 26 de maio, foi o Culto a Deus em intercessão aos irmãos das igrejas sofredoras. O DIP é promovido pela Portas Abertas Brasil e mais de 5190 igrejas participaram.

Minha igreja também participou. Primeira vez. Uma benção. Todos os méritos aos nossos pastores, Hugo e Silvani Konno e ao presidente do Conselho de Missões, Ednei Soares e sua esposa, juntamente com a Rede de Crianças, que ensinaram, prepararam e vestiram as crianças, compraram bandeiras e muito mais.

Foi uma benção! As crianças oraram, apresentaram testemunhos. Também participei com uma apresentação Powerpoint.
Foto da Camila, esposa do Neizinho e das crianças durante o culto. Foto extraída do facebook da irmã  Deuzeni.

segunda-feira, 6 de maio de 2013

Povo Rashaida do Sudão

 O Rashaida são um povo beduíno preenchem ambos os lados do Mar Vermelho, vindo de uma importante tribo do continente da Arábia cerca de 150 anos atrás. Eles são um povo nômade que vivem em tendas feitas de peles de cabra. Eles são pastores, principalmente reprodutores caprinos e ovinos. Uma vez que eles são em grande parte analfabetos, memorizam com grande detalhes o pedigree dos animais, mantendo registros mentais de seus rebanhos durante sete ou oito gerações anteriores do rebanho.
Obstáculos ao Ministério
Um estilo de vida nômade torna especialmente difícil para construir relacionamentos com as pessoas.
Ideias ao Ministério
A mensagem do Evangelho precisa chegar a essas pessoas analfabetas por via oral, com histórias da Escritura, vídeos, gravações e meios semelhantes. Pontes de amizade precisam ser construídas.
Ore Pelos Seguidores de Cristo
Talvez há alguns seguidores de Cristo na comunidade Rashaida. Ore por estas pessoas e pelos novos crentes que em breve virão. Ore para que cresçam em todas as coisas Naquele que é o Cabeça, Cristo.
Ore Por todo grupo de Pessoas
Ore para que as famílias dos Rashaida vivam uma vida mais pacífica. Ore por estabilidade no Sudão.
Foco Escritura
"Porém, tão certo como eu vivo, e como toda a terra se encherá da glória do SENHOR," Números 14.21

Grupo Étnico:Rashaida
País:Sudão
Janela 10/40:Sim
População Nacional:99,000
População Mundial:145,000
Idioma:Arabic, Sudanese Spoken
Religião Principal:Islã
Bíblia:Novo Testamento
Áudio NT - Internet:Não
Flime Jesus:Sim
Áudio gravação:Sim
Cristãos:Poucos, menos de 2%
Situação:Não-Alcançados
Escala de Progresso:
1.1
Informações fornecidas pelo email diário do Projeto Josué.

domingo, 5 de maio de 2013

Povo Árabe, Saudi-Najdi da Arábia Saudita

 Najdi é uma das variedades da língua árabe falada pela Arábia Saudita. A Arábia Saudita é às vezes chamada de "terra das duas mesquitas sagradas", em referência a Meca e Medina, os dois lugares mais sagrados do Islã. A prática pública de qualquer outra religião do Islã (incluindo o Cristianismo eo Judaísmo), a presença de igrejas, e posse de material religioso não-islâmico é proibido. As vestimentas Saudi Arábias seguem rigorosamente os princípios do hijab, o princípio islâmico de modéstia
Obstáculos ao Ministério
A Arábia Saudita está completamente fora dos limites de qualquer tipo de presença cristã indígena.
Ideias ao Ministério
Rádio, televisão e sites cristãos oferecem muitas oportunidades para comunicar as Boas Novas a respeito de Cristo. Ore por corações desejosos desta busca.
Ore Pelos Seguidores de Cristo
Quase não há seguidores de Jesus entre os árabes Saudi. Há alguns e eles precisam de sustento em oração de fora. Ore por sua proteção. Ore para que aprendam a viver no poder do Espírito de Cristo, demonstrando o fruto do Seu Espírito. Este fruto será um forte testemunho da realidade e bondade de Cristo.
Ore Por todo grupo de Pessoas
Ore para que os árabes desejem conhecer o perdão dos pecados e o amor de Deus, encontrados apenas através da fé na vida e na obra de Cristo na cruz.
Foco Escritura
"Todas as nações que fizeste virão, prostrar-se-ão diante de ti, Senhor, e glorificarão o teu nome." Salmos 86.9

Grupo Étnico:Arab, Saudi - Najdi
País:Arábia Saudita
Janela 10/40:Sim
População Nacional:11,969,000
População Mundial:15,306,000
Idioma:Arabic, Najdi Spoken
Religião Principal:Islã
Bíblia:Nenhum
Áudio NT - Internet:Não
Flime Jesus:Não
Áudio gravação:Sim
Cristãos:Poucos, menos de 2%
Situação:Não-Alcançados
Escala de Progresso:
1.2
Informações fornecidas pelo email diário do Projeto Josué.