Pesquise em mais de 1800 postagens!

terça-feira, 27 de março de 2012

Missões ou Família?


Ir para Missões ou ficar com a família? Esta é a dúvida de uma menina de 15 anos! Ela me escreveu fazendo esta pergunta:
A PAZ DO SENHOR JESUS !!!
Tenho 15 anos e pela misericórdia de Deus na minha vida, tenho chamado de missões Urbanas, Nacionais e Transculturais, no entanto a minha família ainda não serve ao Senhor. Que posição devo tomar se o Espirito Santo me conduzir a cumprir o meu chamado antes da minha família servir ao Senhor ?
FAZER A VONTADE DE DEUS MESMO INSEGURA OU ZELAR PLEA MINHA FAMÍLIA ??...
APESAR DE TUDO SABENDO QUE DEUS SE RESPONSABILIZA POR MIM...
ESPERO QUE ME COMPREENDAM E POSSAM ME AJUDAR ...
Agradeço a minha oportunidade em nome do Senhor Jesus.
Que benção esta menina ter esta dúvida, não é! Não foi à toa que disse que esta geração será melhor que a minha!
Jovens Santos!

Ir para Missões ou ficar para cuidar da família?

Comecei a dar uma resposta teológica, quase uma exegese do texto de Atos 1:8 quando parei para tomar um cafezinho que minha esposa fez, comentei com ela, e me respondeu: Amor! Ela é muito nova!
Então acordei e concluí de forma diferente, mas mantive o início teológico da resposta!

Respondi para ela o seguinte
Olá T.
Graça e Paz

Obrigado pelo seu contato.

Dúvida cruel, não é? Realmente é uma questão que o diabo irá te atormentar bastante. Se for para Missões e um parente seu morrer sem Cristo, você será alvo de flechadas malignas. Mas também, se você não for para Missões, seu coração se contristará e será, inevitavelmente, alvo de novas flechadas.
Além disso, você será alvo dos próprios pastores! Uns falarão que você deve abandonar sua família para servir integralmente a Jesus, outros, falarão que depois de Deus, a família está em primeiro lugar. Logo, você deve se preparar para ataques dentro fora como dentro da Igreja!
Que situação, não?

Isto é um mau prognóstico, contudo, também te ajuda a tomar a decisão! Só o fato desta dúvida existir demonstra aquilo que Deus tem para você. Uma excelente obra!

Você deve estar muito bem firmada em sua decisão para anular todo ataque! Criar uma disposição mental de não evitar os ataques, mas sim, de enfrentá-los com amor e dedicação, pois até mesmo aqueles que te amam tentarão te magoar!

Vamos ver a Palavra de Deus? Em Atos 1:8 lemos: "E recebereis poder ao descer sobre vós o Espírito Santo e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém, como em Judéia, como em Samaria e até os confins da Terra". Um versículo maravilhoso.

Alguns leem este versículo e extraem dele uma organização do movimento missionário. Uma sequência de ações: começar em Jerusalém, ir para a Judeia, depois ir até Samaria e então, finalmente, seguir até os confins da Terra. Ao se adaptar o texto para nossa realidade as pessoas dizem que primeiro você deve ganhar sua família, depois seu bairro, então sua cidade para então sair para outros lugares. Fica a famosa frase: "Comece em Jerusalém, sua casa! Como ganhar o mundo e perder sua casa?"

O problema dessa interpretação que muitos adotam é que ela não é bíblica! A expansão do cristianismo não é sequencial, mas sim, centrífuga, uma expansão cada vez maior! Tudo junto ao mesmo tempo! Eu expliquei melhor esta questão nesta aula de missiologia.

Nos três mil batizados no primeiro sermão de Pedro, estavam pessoas que moravam em outras regiões! O que aconteceu quando a Festa do Pentecoste acabou? Eles voltaram para suas casas! Para a Capadócia, Ponto, Bitínia, Média, Partia, etc. Voltaram e começaram o evangelismo sem a presença de uma "autoridade"!

Em menos de uma semana do Pentecostes, vários lugares já estavam sendo alvos da evangelização global!

Quem estabeleceu a igreja em Roma? Quem a igreja em Antioquia? Esta multidão de crentes "normais", sem o "aval" ada igreja de Jerusalém.

Logo, esta é a minha resposta para você, não que deva fazer missões sem o aval da igreja, não é nada disso! O que quero dizer é que você não é obrigada a ganhar sua família para então ganhar os outros! Creia na promessa de Atos 16:31. Além disso, com seu exemplo de entrega e de dedicação, sua família se convergirá até Jesus! Mesmo que isto não aconteça até o arrebatamento, após ele, farão parte da multidão de mártires que honrarão a Cristo na Grande Tribulação.

Concluindo, o que quero dizer para você é: Vá para Missões!

Mas não já! Você é nova! Vá estudar, se preparar, ganhar almas na sua rua, escola, trabalho, etc. Sua família virá junto! Você vai ganhar muitas almas para Jesus! Sua família também!

Vá com calma! Devagar, mas nem tanto! Enquanto não faz 18 anos, organize sua estrutura:
- estude;
- ganhe e cuide de almas;
- trabalhe na igreja;
- devolva os tributos;
- estude inglês online;
- estude teologia;
- não se entregue a nenhum rapaz!
- não namore sem a permissão de Deus;
- não se comprometa financeiramente;

Mantenha contato. Relate experiências!

Gilson de Moura
Blog Missões e Adoração


Qual a sua opinião a respeito disso?

segunda-feira, 26 de março de 2012

Culto do Amigo, como fazer?


Lembrancinhas, decoração, música, teatro, palavra, etc. Tudo sobre um culto do Amigo.

Bem, foi esta a solicitação que recebi de uma irmã de Minas Gerais através dos Contatos. 

Glória a Deus! Não sei nada disso! KKKKK Mas, respondi com várias sugestões! Leia e veja se eu a ajudei!

O contato dela:
"A paz do SENHOR,to precisando da sua ajuda,srsrsr,olha este ano minha pastora me colocou como vice dela de missoes da nossa igreja sub sede,e no mes de junho vamos fazer uma festa q se chama festa do amigo,e a entrada de cada cristao da nossa igreja sera um nao crente ,e to aki precisando de ideias ,pq o nosso foco sera salvaçao de almas,e estamos qerendo fazer algo bem impactante, to precisando de ideias para lembrancinhas ,decoraçao ,teatro misica e cartazes etc.....rsrsrsrsagradeço desde ja "

Respondi para ela mais ou menos estas palavras:

Olá E.
Graça e Paz

Obrigado pelo seu contato.
Que benção. Este culto é do tipo que ajuda os crentes a fazerem o papel deles na sociedade, a saber, evangelizar.
Boa inciativa.
Quanto à decoração, teatro, música, etc. não sou bom nessas coisas. Tenho algumas ideias, porém, a execução delas deixo para minha esposa e as mulheres da igreja. Não me meto nisso não! Elas são melhores do que eu! Cada um no seu quadrado!

O que você deve fazer? Ore. Sua maior dificuldade não é decorar o salão do culto e nem a liturgia. Estas coisas não são importantes. São legais, porém, não são relevantes.
Sua preocupação é ajudar seus irmãos em Cristo a trazer estes amigo (ação pré-culto), é criar uma atmosfera de adoração a Deus e ação do Espírito Santo (ação no culto) e consolidar esses recém convertidos (ação pós-culto). Ah! Isso sim é importante!

Não basta ganhá-los para Jesus, deve-se consolidá-los. Preparar um encontro entre esses amigos e começar aulas de discipulado. Assistir a um filme cristão (Cartas para Deus, por exemplo) juntos com pipoca. Uma partida de futebol, um churrasco e assim vai!

Faça uma programação que envolva estas três ações:
  • Pré culto - capacitar os seus irmãos em Cristo a chamar vidas, orientar, preparar, etc.
  • Culto - deixe o Espírito Santo decorar a Igreja e preparar a liturgia. Será que vale a pena gastar energia numa decoração e deixar o item anterior e posterior a este de lado? O culto não deve ser apenas o culto, tem que ser o antes, o durante e o depois.
  • Pós culto - deixe tudo engatilhado para novas aventuras já no sábado seguinte! Quem não for pescado no culto, é pescado no discipulado pós culto ou na continuação da amizade!

Fique com Deus!
Mantenha contato. Relate experiências!
Gilson de Moura
Blog Missões e Adoração

E Você, qual a sua ideia para um culto do amigo!

Ah! Último detalhe! Não é culto do amigo, é culto de adoração e gratidão a Deus por nossos amigos!

Acompanhe esta postagem Decepções no Culto do Amigo!

segunda-feira, 19 de março de 2012

Cristãos devem deixar o Sudão



Em meio a sua campanha de bombardeio em curso na área das montanhas Nuba, o governo do Sudão fez promulgar uma nova estratégia de limpeza étnica negar a cidadania a qualquer pessoa considerada um "sulista". A determinação é baseada puramente na etnia, em vez de qualquer um dos critérios tradicionais para a cidadania, tais como direitos de residência ou propriedade. Cartum estabeleceu 08 de abril como prazo para os "sulistas" saírem ou estabelecer residência estrangeira, apesar do termo “residência” não foi ainda estabelecido.

No referendo de autodeterminação do sul, o presidente do Sudão alertou há um ano que ele iria limpar o Norte de elementos não-árabes e não-islâmicos. Ele disse ao jornal britânico The Guardian, "Se o sul do Sudão se separar, vamos mudar a Constituição, e não haverá tempo de falar em diversidade da cultura e etnia. A Lei do Islã, a Sharia será a principal fonte para a constituição, o islã será a religião oficial e o árabe a língua oficial. "

Segundo a Organização Internacional para as Migrações (OIM), cerca de 700.000 etnias "sulistas" permanecem no Sudão depois de mais de 2 milhões de pessoas fugirem para a nação recém-estabelecida do Sul do Sudão. A maioria dos que serão afetados pela política nasceu no norte do Sudão e que nunca viveu no sul.

Além disso, aqueles que desejam deixar não têm meios de transporte. De acordo com a OIM, um programa de deportação em massa é impossível, a capital do Sudão se recusou a prestar serviços de transporte, e as estradas se tornarão intransitáveis após o período chuvoso, que começa em pouco mais de um mês.

Sarnata Reynolds da Refugees International chama o plano do governo sudanês de intolerável. "Primeiro, os indivíduos visados por este plano tem um direito legítimo de cidadania sudanesa, mais uma vez ter vivido no Sudão suas vidas inteiras, e não há atualmente nenhuma maneira deles conseguirem a cidadania no Sudão do Sul", disse Reynolds. "Em segundo lugar, forçando os homens, mulheres e crianças em campos de deportação e enviá-las fora de um país que muitos nunca viram seria um desastre legal e moral."

O governo sabe que forçando centenas de milhares de "sulistas" a se moverem para o sul do Sudão vai exacerbar as crises humanitárias em ambos os lados da fronteira. Aqueles forçados para Sul do Sudão terão poucos recursos para permitir o seu retorno a um estilo de vida agrícola; e o Sul do Sudão já se esforça para alimentar sua própria população.

Ações atuais de Cartum são uma janela para um governo construído sobre o fanatismo religioso. O clima para os seguidores do cristianismo se deteriorou desde a sucessão pelo sul. Houve um aumento significativo de ameaças e ataques contra igrejas, sacerdotes e cristãos de todas as denominações. Aqueles tidos como cristãos, ou "os sulistas," muitas vezes são recrutados à força em milícias renegadas que operam no sul do Sudão com o apoio de Cartum. O principal partido político do Sudão também é espalha boatos para uma mudança de nome, Hizbollah (Partido de Deus).

Fonte: Persecution Blog (http://www.persecutionblog.com/2012/03/sudan-christians-must-leave.html) a partir de um artigo de Eric Reeves no Sudan Tribune.

quarta-feira, 14 de março de 2012

A Realidade do Que Não se Vê - Gamliel Asher



Fé de um homem que cria em sua cura do câncer! Pregou este sermão com fortes dores, 9 dias antes de sua morte. Aqui, estabelece princípios extraídos da Palavra de Deus. Húngaro de descendência judia, cria firmemente em sua cura. Teve fé. Contudo, o Senhor queria algo melhor para a vida desse homem de 39 anos, ex-maratonista, que em 2004 foi levado pelos anjos para o encontro com o Senhor!

Ouvindo Coisas Estranhas

Noé estava ouvindo coisas estranhas. Até então nunca havia chovido na Terra. Um nevoeiro (ou neblina – Gn 2.6) umedecia todas as coisas. De repente, Deus diz para Noé: "Logo vai chover". Que resposta Noé podia dar a Deus? Ele perguntou: "O que é chuva?" Depois de uma longa explicação, Deus continuou com as suas instruções. "Você precisa construir uma arca..." Logo veio a próxima pergunta de Noé: "O que é uma arca?"

Noé não somente tinha de enfrentar suas próprias dúvidas e falta de entendimento, mas também precisava explicar seus planos para sua família, primeiro para a mulher e, principalmente, para os filhos que teriam de ajudá-lo em todo o trabalho de construção da arca. Eles teriam de se transformar rapidamente em peritos construtores de barcos.

De tempos em tempos, surgiam dúvidas no coração de Noé a respeito do que Deus lhe falara: "Eu já vivi 500 e tantos anos e nunca vi essa tal de chuva". Então Deus dizia: "Já estive por aqui por muito mais tempo do que você. Se eu digo que vai chover, vai chover mesmo".

Vamos traduzir isso para a nossa realidade de todo dia. Todos vocês podem perceber que eu não estou nas minhas melhores condições físicas. Mas isso significa que a palavra de Deus não é verdadeira? Isso anula o fato de que pelas feridas de Jesus somos sarados? Não podemos medir a realidade da palavra de Deus pela nossa experiência, exatamente como Noé não podia julgar corretamente a palavra de Deus pelo que já tinha visto ou experimentado.

A Realidade Invisível

Uma boa ilustração disso é quando eu tiro uma fotografia com uma câmera. A realidade interna da foto não é vista imediatamente, pelo menos não nas câmeras antigas "não digitais". Mas o retrato que está lá dentro é verdadeiro. Não posso dizer exatamente quando ele vai se tornar visível. Talvez eu tenha que esperar um bom tempo antes de revelar o filme. O retrato é real na câmera, mas ainda não pode ser visto por nossos olhos.

Nosso desafio é viver de acordo com a realidade invisível. Estamos acostumados a crer nos nossos sentidos, nos nossos sentimentos e na nossa experiência. Quando vivemos baseados somente nessas coisas, perdemos a realidade de Deus.

A palavra de Deus não é somente real, ela é poderosa. Gênesis 1 diz várias vezes: "E Deus disse: Haja... e houve..."

A palavra de Deus traz o visível a partir do invisível. A sua palavra tem o poder de criar, de chamar à existência aquilo que ainda não existe. Por que experimentamos essa realidade tão raramente? Porque a palavra de Deus sem fé não passa de morte (2 Co 3.6). Não importa o quanto entendemos na nossa cabeça que a palavra de Deus é verdadeira, ou quantos fatos podemos citar a respeito dela. Se não estiver combinada com fé, a palavra de Deus nunca vai se tornar realidade na minha vida.

A Resposta de Fé

Voltemos a Noé. Ele poderia ter dito: "Tenho tempo de sobra, vou para a escola aprender a construir barcos e depois veremos o que acontece". Se ele não tivesse respondido com fé, teria entrado no grupo daqueles que foram destruídos pelo dilúvio. Ele não podia dizer: "Vamos esperar pela primeira gota de chuva". Quando chegasse a primeira gota de chuva, já seria muito tarde. Tampouco podia dizer: "Vou esperar até que os meus filhos entendam completamente". Ele precisava, isto sim, tomar os primeiros passos pela fé.

Portanto, se deixamos de responder em fé ao que Deus diz, chegaremos ao ponto em que será muito tarde para responder. Por isso Deus nos quer dar uma revelação do quanto é verdadeira a sua palavra e gravar fundo em nossos corações a certeza de que podemos basear nossas vidas no que ele diz.

Em 2 Reis vemos um outro exemplo. A cidade de Samaria estava cercada e o alimento tinha acabado. O rei disse: "Por que devo continuar esperando por Deus?" (2 Rs 6.33). Mas o profeta disse: "Amanhã haverá fartura nas portas da cidade". O oficial do rei duvidou: "É impossível – mesmo que Deus abrisse as janelas do céu". Então o profeta respondeu: "Você o verá com os seus próprios olhos, mas não comerá coisa alguma". Se não respondermos à palavra de Deus com fé, poderemos ver os outros saborearem o fruto, enquanto nós mesmos ficamos de fora. Se quisermos construir realidades a partir daquilo que vemos, ouvimos e sentimos, perderemos tudo que é verdadeiro e eterno.

Deus está procurando pessoas de fé. Veja sua lista em Hebreus 11. Os nossos nomes devem ser adicionados àquela lista. Temos muito mais recursos e facilidades do que eles tiveram. Noé e Abraão não tinham Bíblia para ler. Mesmo assim, responderam com fé. O que significa responder com fé? Hebreus 11.1 o explica como sendo a evidência daquilo que ainda não se vê. Não parece provável, mas ainda assim estou certo. Pode ser até que não veja nada acontecer amanhã, mas mesmo assim tenho certeza.

Mesmo Que Eu Não Veja

Abraão não herdou a terra em sua vida, mas continuou pela fé. Por quê? Por causa do "princípio da câmera". Ele não sabia exatamente quando "o filme seria revelado". Mas não duvidou da realidade da palavra de Deus. Nós temos prova do que ainda não se vê. Podemos definir a fé de forma bem simples: o que Deus disse é verdade absoluta. A fé diz "sim" para a realidade invisível mesmo diante daquilo que se vê na "realidade" aparente ao nosso redor.

Temos um desafio diante de nós porque as coisas "visíveis" nos têm ajudado a sobreviver e obter sucesso ao longo dos anos. Se não quisermos viver meramente segundo a realidade deste mundo que nos leva para a morte, mas, ao contrário, de acordo com a realidade de Deus, teremos de escolher as coisas que não se vêem. Para mim, não é algo natural dizer a cada manhã: "Muito obrigado, meu Deus, pela cura que Yeshua obteve para mim na cruz". Mas isso é muito mais real do que o fato de que eu agora não consigo segurar coisas com a minha mão esquerda. Eu ainda não vejo que a ferida no meu lado tenha cicatrizado, mas sei que Deus prometeu em Jeremias 30 que ele curaria a minha ferida. E quero me apegar muito mais às coisas que Deus disse do que às coisas que eu vejo.

Nós não podemos entrar na nossa herança vivendo de acordo com aquilo que vemos. Não podemos viver de acordo com o Espírito se vivermos de acordo com o que vemos. Se quisermos estar na realidade de Deus, precisamos fazer a escolha de olhar para o invisível e de basearmos a nossa vida nas coisas que não se vêem.

Nós já possuímos as coisas que vemos. Aquilo que Deus quer nos dar só podemos receber através da fé. Eu não quero me satisfazer com o que vejo, porque aquilo que vejo pertence a este mundo, e a aparência deste mundo desaparecerá. Aquilo que Deus disse permanecerá para sempre. Será que realmente quero me alimentar com coisas eternas? Quero viver na luz da eternidade.

Quando eu chegar no céu será muito tarde para começar a viver em concordância com a eternidade, porque já estarei lá. Deus é eterno e só podemos refleti-lo se andarmos nos caminhos das coisas eternas. Ele quer que saibamos discernir entre a realidade deste mundo e a realidade dele. Ele quer nos capacitar para colocar de lado, num certo sentido, a realidade deste mundo e considerar como realidade aquilo que Deus falou.

Pensando Como Deus

A Palavra de Deus é o instrumento que penetra em nossas vidas até o ponto de dividir alma e espírito (Hb 4.12,13). Ela revela os nossos verdadeiros pensamentos. Quem gostaria de entrar numa máquina que revelasse todos os pensamentos que tivemos nas últimas 24 horas? Nenhum de nós ficaria entusiasmado em ser examinado numa máquina dessas, mas Deus vê todos os nossos pensamentos e quer nos revelar como realmente são – através da sua palavra.

Nós vivemos de acordo com o que pensamos, como diz o livro de Provérbios (23.7). Deus quer que pensemos os seus pensamentos. Algumas das suas palavras são difíceis para nós imaginarmos, como foi difícil para Noé imaginar o que era chuva. Deus quer que nos acostumemos aos seus pensamentos. E quando vivo de acordo com os seus pensamentos, necessariamente se seguirão ações correspondentes. Paulo escreveu a Timóteo que quando Deus nos enche com a sua palavra, podemos ser vistos como loucos aos olhos de muitos que não conseguem aceitar a realidade do que não se vê. Mas nessa posição Deus começa a nos usar (2 Tm 3.16-17).

Deus quer mudar os nossos pensamentos e o nosso caráter através da sua palavra de tal modo que o povo seja capaz de ver as obras de Deus através de nós. Eles verão as boas obras que Deus de antemão ordenou para que nelas andássemos – as coisas que agora parecem irreais aos nossos olhos.

Todos nós estamos aguardando um avivamento aqui nesta terra (Israel). Pergunta: Estamos vivendo de acordo com essa realidade – de acordo com o que ele prometeu que irá acontecer? Nenhum demônio no inferno pode impedir o que Deus prometeu. Mas nós podemos impedir a nós mesmos de entrar no cumprimento das promessas, exatamente como o oficial do rei em Samaria. Será que já estamos começando a viver o avivamento, vivendo de acordo com a realidade que Deus prometeu que o acompanharia?

Eu ainda vejo essas coisas numa medida muito pequena. Ainda não ressuscitei ninguém dentre os mortos. Ainda não vimos os sinais e maravilhas na terra tais como aconteceram no primeiro século. Mas quero dar a minha vida para Deus de tal modo que ele possa trazer à realidade essas coisas exatamente como ele prometeu. Elas serão realizadas comigo ou sem mim? Até das pedras ele pode suscitar filhos para fazerem a sua vontade. Será que estou vivendo no meio das velhas coisas familiares ou no meio das coisas que Deus está criando agora?

Deus quer levantar aqui um povo de fé que declare a realidade da palavra que ainda não vimos e nem provamos, e que entre nela pela fé. É muito fácil para nós nos queixarmos quando as coisas são difíceis, mas será que estamos enxergando as coisas que não podem ser vistas pelos olhos naturais? Estamos conseguindo nos lembrar, depois de um dia de trabalho de 10-12 horas, por que Deus nos trouxe para esta terra? Podemos enxergar o quadro maior? Ou estamos perdidos nos detalhes – trabalho, dívidas, crianças? Deus nos trouxe para esta terra para o avivamento dos últimos dias. As dívidas e dificuldades não podem nos roubar do nosso alvo. Deus quer que andemos nas suas promessas, e todos os outros detalhes práticos se encaixarão conseqüentemente nos seus devidos lugares.



Nota Editorial da equipe do Jornal O Arauto da Sua Vinda

Pode parecer estranho publicar a mensagem de uma pessoa que cria com convicção numa promessa de Deus de curá-lo e que depois veio a falecer. Entretanto, não podemos medir a visão da realidade invisível somente por meio de resultados imediatos. A lista dos heróis da fé de Hebreus 11 inclui muitas pessoas que não puderam ver os resultados visíveis da sua fé. Alguns, até hoje, são chamados para ver as promessas de longe, para saudá-las e confessá-las, sem, contudo, poder em sua vida concretizá-las (Hb 11.13,39). Isso não diminui a importância da sua carreira ou do seu testemunho das realidades invisíveis de Deus. Todos aqueles que já tiveram algum vislumbre dessas realidades poderão atestar a autenticidade do texto acima como uma palavra genuína de Deus. Que nós também possamos viver olhando firmemente para aquilo que não se pode ver com os olhos naturais!


Fonte: O Arauto da Sua Vinda - Ano 22 nº 6 - Novembro/Dezembro 2004. Extraído e traduzido do site: www.revive-israel.org.

segunda-feira, 12 de março de 2012

Alimentando Nossa Fé em Deus - G. D. Watson



A Fé deve ser alimentada! Ela deve ser cultivada! Isto o que George Douglas Watson nos coloca neste artigo do Jornal Arautos da Sua Vinda. Ele é ministro metodista e viveu de 1845 a 1924. Fez campanhas evangelísticas na Nova Zelândia, Austrália, Japão, Coreias, demais ilhas da Oceania.

Acompanhe!

terça-feira, 6 de março de 2012

Mulheres da Igreja Perseguida


Assista ao vídeo preparadao pela Portas Abertas Brasil sobre o Dia Internacional da Mulher.


As mulheres da igreja perseguida precisam de nossa oração!