Pesquise em mais de 1800 postagens!

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Nossos Direitos - Elisabeth Eliot


Retomando as postagens com conteúdo do Jornal O Arauto da Sua vinda! Recomendo a assinatura deste jornal! Uma benção!

Os direitos de Jesus como homem:
  • Jesus não tinha direito a uma cama macia, a uma mesa farta, nem a um lar que pudesse considerar como seu. 
  • Não tinha direito a um lugar onde seus interesses fossem servidos, nem à escolha de companheiros que fossem agradáveis ou compatíveis com seu nível intelectual ou social. 
  • Não tinha direito de se afastar da sujeira ou do pecado, de fechar suas vestes e andar separado em caminhos mais limpos e puros. 
  • Não tinha direito de buscar compreensão, simpatia, correspondência, nem de tirar uma folga para cuidar de seus próprios interesses. Para recarregar suas baterias, precisava usar as noites ou madrugadas, não o tempo em que servia às multidões. 
  • Não tinha direito nem de exigir que não fosse abandonado pelo Pai, o único que sempre estivera ao seu lado. 
  • Não tinha direito nem de se defender, quando era acusado injustamente. 
 Seu único direito era de suportar a vergonha em silêncio, recebendo golpes, torturas, cuspidas e zombaria, e de tomar o meu lugar e o seu na cruz como criminoso e pecador desprezível.

Direitos que o cristão precisa estar disposto a entregar:

1 - O direito de tomar vingança (Rm 12.19-20 - "19 não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira; porque está escrito: A mim me pertence a vingança; eu é que retribuirei, diz o Senhor. 20 Pelo contrário, se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; porque, fazendo isto, amontoarás brasas vivas sobre a sua cabeça.");

2 - O direito de ter um lar confortável e seguro (Lc 9.57-58 - "57 Indo eles caminho fora, alguém lhe disse: Seguir-te-ei para onde quer que fores. 58 Mas Jesus lhe respondeu: As raposas têm seus covis, e as aves do céu, ninhos; mas o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça.");

3 - O direito de gastar seu dinheiro da forma que preferir (Mt 6.19-21 - "19 Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem corroem e onde ladrões escavam e roubam; 20 mas ajuntai para vós outros tesouros no céu, onde traça nem ferrugem corrói, e onde ladrões não escavam, nem roubam; 21 porque, onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração.");

4 - O direito de odiar um inimigo (Mt 5.43-48 - "43 Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo. 44 Eu, porém, vos digo: amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem; 45 para que vos torneis filhos do vosso Pai celeste, porque ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons e vir chuvas sobre justos e injustos. 46 Porque, se amardes os que vos amam, que recompensa tendes? Não fazem os publicanos também o mesmo? 47 E, se saudardes somente os vossos irmãos, que fazeis de mais? Não fazem os gentios também o mesmo? 48 Portanto, sede vós perfeitos como perfeito é o vosso Pai celeste.");

5 - O direito de ser honrado e servido (Mc 10.42-47 - "42 Mas Jesus, chamando-os para junto de si, disse-lhes: Sabeis que os que são considerados governadores dos povos têm-nos sob seu domínio, e sobre eles os seus maiorais exercem autoridade. 43 Mas entre vós não é assim; pelo contrário, quem quiser tornar-se grande entre vós, será esse o que vos sirva; 44 e quem quiser ser o primeiro entre vós será servo de todos. 45 Pois o próprio Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos. 46 E foram para Jericó. Quando ele saía de Jericó, juntamente com os discípulos e numerosa multidão, Bartimeu, cego mendigo, filho de Timeu, estava assentado à beira do caminho 47 e, ouvindo que era Jesus, o Nazareno, pôs-se a clamar: Jesus, Filho de Davi, tem compaixão de mim!");

6 - O direito de compreender o porquê antes de obedecer (Hb 11.8 - "Pela fé, Abraão, quando chamado, obedeceu, a fim de ir para um lugar que devia receber por herança; e partiu sem saber aonde ia.");

7 - O direito de guardar rancor ou ressentimento contra alguém (Cl 3.13 - "Suportai-vos uns aos outros, perdoai-vos mutuamente, caso alguém tenha motivo de queixa contra outrem. Assim como o Senhor vos perdoou, assim também perdoai vós;");

8 - O direito de se "encaixar" na sociedade ou na cultura deste mundo (Rm 12.2 - "E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus."; Gl 1.10 - "Porventura, procuro eu, agora, o favor dos homens ou o de Deus? Ou procuro agradar a homens? Se agradasse ainda a homens, não seria servo de Cristo.");

9 - O direito de fazer qualquer coisa que nos satisfaça (Gl 5.16-17 - "16 Digo, porém: andai no Espírito e jamais satisfareis à concupiscência da carne. 17 Porque a carne milita contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne, porque são opostos entre si; para que não façais o que, porventura, seja do vosso querer."; 1 Pe 4.2 - "para que, no tempo que vos resta na carne, já não vivais de acordo com as paixões dos homens, mas segundo a vontade de Deus.");

10 - O direito de reclamar (Fp 2.14 - "Fazei tudo sem murmurações nem contendas,"; 1 Ts 5.18 - "Em tudo, dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.");

11 - O direito de colocar a si mesmo em primeiro lugar (Fp 2.3-4 - "3  Nada façais por partidarismo ou vanglória, mas por humildade, considerando cada um os outros superiores a si mesmo. 4  Não tenha cada um em vista o que é propriamente seu, senão também cada qual o que é dos outros.");

12 - O direito de terminar um casamento frustrante (Mt 5.31-32 - "31  Também foi dito: Aquele que repudiar sua mulher, dê-lhe carta de divórcio. 32  Eu, porém, vos digo: qualquer que repudiar sua mulher, exceto em caso de relações sexuais ilícitas, a expõe a tornar-se adúltera; e aquele que casar com a repudiada comete adultério.").

Esta lista foi elaborada por Elisabeth Elliot, viúva do missionário Jim Elliot, morto em 1956 por índios no Equador, onde estava traduzindo a Bíblia e procurando alcançar povos que nunca haviam ouvido o evangelho. por Arauto Ano 22 nº 5 - Setembro/Outubro 2004

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão ou amigo, faça seu comentário. Alguns comentários podem ser apagados..... Você tem liberdade de escrever o que quiser, porém, sua liberdade está condicionada ao senhorio de Jesus Cristo, às Santas Escrituras e aos objetivos do blog.