Pesquise em mais de 1800 postagens!

sábado, 4 de fevereiro de 2012

Eis-me aqui! Eis-me aqui!


Quem disse esta frase na Bíblia?

Eis-me aqui! Eis-me aqui!”.

Não, não foi Isaías. Ele apenas disse: “Eis-me aqui, envia-me a mim” no capítulo 6. Não aparece um duplo “Eis-me aqui!”.

Também não foi a resposta que Abraão deu a Deus quando lhe chamou: “Abraão?” em Gênesis 22:1.

Abraão na verdade disse em três momentos “Eis-me aqui!” Nos trechos 22:1 (para Deus), 22:7 (para Isaque) e 22:11 (para Deus). Mas nunca aparece ele dizendo “Eis-me, eis-me aqui!”

Ananias que curou Paulo dos olhos em Damasco também disse “Eis-me aqui” ao Senhor, mas apenas uma vez (Atos 9:10).

Uma dica: Deus já chamou várias pessoas pelo nome, por exemplo, Jacó e Samuel, mas eles responderam “Eis-me aqui!” somente uma vez.

Então volto a perguntar – Quem disse na Bíblia: “Eis-me aqui! Eis-me aqui!”?

A resposta é Deus! Foi Deus quem disse: “Eis-me aqui! Eis-me aqui!”. Isto está registrado em Isaías 65:1 :

Fui buscado pelos que não perguntavam por mim; fui achado por aqueles que não me buscavam; a um povo que não se chamava do meu nome, eu disse: Eis-me aqui, eis-me aqui.

Não é maravilhoso? Perceba que esta frase não foi uma resposta, ou seja, não foi um complemento natural a um chamado! Nenhum desses povos gritava: “Deus! Deus!” Para que nosso Senhor respondesse dessa forma. Foi o contrário! Foi Deus quem os chamou já assinalando o modo de relacionamento que Ele estava disposto a firmar.

Palavras e termos repetidos na Bíblia tem a entonação de reforçar a ideia. Isto é o que a exegese e hermenêutica afirmam. Logo, Deus estava gritando: “Ei! Estou aqui!”.

O bonito é que Isaías registra mais duas vezes esta busca de Deus por pessoas:

Isaías 52:6 – “Por isso, o meu povo saberá o meu nome; portanto, naquele dia, saberá que sou eu quem fala: Eis-me aqui”.

Isaías 58:9 – “então, clamarás, e o SENHOR te responderá; gritarás por socorro, e ele dirá: Eis-me aqui. Se tirares do meio de ti o jugo, o dedo que ameaça, o falar injurioso”;

É a versão do Velho Testamento de João 3:16!

Bem, então vem a pergunta inevitável: “Qual será a minha reação a isto?”

Lembre-se que Paulo, no capítulo 10 de Romanos afirma:

Porque: Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo. Como, porém, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem nada ouviram? E como ouvirão, se não há quem pregue? E como pregarão, se não forem enviados? Como está escrito: Quão formosos são os pés dos que anunciam coisas boas!

Depois disso, no versículo 20, Paulo faz referência a Isaías 65:1 para puxar a orelha dos judeus. Sabe por quê? Porque eles tinham o conhecimento do Deus Vivo e O levavam à Ira! Sim, os judeus desobedeceram a Deus e foram reprovados. Deus estava disponível para eles. Eles sabiam disso. Contudo, viviam sem Deus! Sem honrar a Deus!

E quanto a nós? Responda com sinceridade:
  • Hoje tenho o conhecimento do Deus Vivo em meu coração e mente, mas, e quanto às minhas ações? 
  • Tenho dado testemunho dEle por onde passo? 
  • Sou uma fiel testemunha? 
  • Eu O honro com tudo que tenho? 
  • Tenho amado ao próximo? 
  • Perdoo e peço perdão? 
  • O pecado ainda pesa em meu coração? 
  • Tenho pecados prediletos? 
  • Confesso meus pecados? 
  • Ainda me arrependo? 
  • Será que a cada dia me pareço mais com os fariseus do que com Jesus? 

Será que este puxão de orelha (ou admoestação, como queiram) é válido para mim hoje?

Sim é!

Vamos ver o que Paulo achava disso: “Se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois sobre mim pesa essa obrigação; porque ai de mim se não pregar o evangelho!” - 1 Coríntios 9:16.

Talvez alguém irritante pergunte: “Ah, mas isso era para Paulo! Não é minha obrigação!”. Esta obrigação de pregar o Evangelho era para Paulo somente? Jesus te responde em Marcos 16:15:

E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura”.


Artigo que escrevi para o site:quadrangular.com.br em setembro de 2010.

2 comentários:

  1. gostei muitoo desse tema Deus fala conosco poderosamente

    ResponderExcluir

Irmão ou amigo, faça seu comentário. Alguns comentários podem ser apagados..... Você tem liberdade de escrever o que quiser, porém, sua liberdade está condicionada ao senhorio de Jesus Cristo, às Santas Escrituras e aos objetivos do blog.