Pesquise em mais de 1800 postagens!

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Segunda Viagem Missionária em janeiro

Nova viagem missionária do Ministério Shalom para Caroa, Pernambuco, nos dia 24 a 28 de janeiro de 2011.


Ainda há pessoas não alcançadas no Brasil!

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Sudão do Sul - 193° país do Mundo!

Cédula da votação
É praticamente certa a formação de um novo país, o Sudão do Sul! Que já até tem uma bandeira!
Fonte: Global Voices Online
(inclusive da imagem anterior)
Leia esta notícia da agência AFP
Participação em referendo sobre independência do Sudão do Sul foi de 96%

CARTUM — O índice de participação no referendo de independência do Sudão do Sul, rica região do centro do continente africano e chamada a se tornar o 193º país do mundo, chegou a 96%, anunciou nesta terça-feira a comissão eleitoral.
"O índice de participação no Sudão do Sul é de 96% e entre a diáspora, de 97%", declarou à AFP George Maker Benjamin, porta-voz da comissão.
Quase quatro milhões de eleitores estavam inscritos nas listas para este referendo histórico, dos quais mais ou menos 3,8 milhões de sudaneses do sul, segundo números da comissão.
Os sudaneses do sul residentes ali, bem como os do norte do país e os quea estão no exterior tinham o direito de participar da consulta.
Segundo a lei sobre o referendo, pelo menos 60% dos eleitores inscritos deviam votar para que os resultados da consulta fossem considerados válidos. Em 13 de janeiro, a comissão havia anunciado que esta margem foi alcançada.
O índice de participação é de longe superior ao registrado nas eleições nacionais de abril, onde apenas 62% das pessoas inscritas exerceram seu direito de votar.
O referendo, previsto no acordo de paz que pôs um fim, em 2005, a duas décadas de guerra civil entre o norte, muçulmano e em grande parte árabe, e o sul, afro-cristão, transcorreu em calma de 9 a 15 de janeiro, segundo observadores internacionais que deram testemunho de sua "credibilidade".
Atualmente, a comissão eleitoral faz a contagem dos votos, mas segundo os primeiros indícios, a opção separatista deverá alcançar a maioria esmagadora.
Uma vitória desta opção levaria à partilha do Sudão, o país mais extenso da África, e à criação de um novo país, o 193º do mundo.

Louvemos a Deus! Vamos continuar orando!

Leia tudo o que já postamos sobre o Sudão e o Sudão do Sul!

Pré-Requisitos Para o Avivamento - Henry Blackaby

O primeiro grande avivamento no Novo Testamento ocorreu no dia do Pentecostes. Ao estudar este grande acontecimento, fica muito claro que Pentecostes foi a conclusão de um processo. Houve um longo processo, desde o dia em que Jesus chamou os discípulos até o derramamento do seu poder e a pregação que abriu as portas do Reino a milhares de pessoas. É importante ver, da perspectiva de Deus, que tipo de preparação veio antes do avivamento. O que Jesus fez na vida dos discípulos? Como os preparou? O avivamento depende da preparação do povo de Deus no seu relacionamento com Deus. Os discípulos precisaram chegar ao ponto de se entregarem totalmente a Jesus como Senhor.


Artigos de Henry Blackaby:
Avivamento Coletivo:A Necessidade - Henry Blackaby
Avivamento Coletivo: Como Acontece - Henry Blackaby
Pré-Requisitos Para o Avivamento - Henry Blackaby
Por Que Tarda o Avivamento? - Henry Blackaby
Tendo Um Encontro Com Deus - Henry Blackaby
Com Cristo na Batalha de Oração - Henry Blackaby


No final do evangelho de Lucas, no capítulo 24, vemos algumas instruções importantes de Jesus sobre as coisas que teriam de estar em ordem, antes que o Espírito pudesse ser derramado. Conhecemos bem a história dos dois discípulos que estavam andando de Jerusalém a Emaús. Jesus revelou a sua presença a eles de uma forma incrível, a ponto de exclamaram depois: “Não nos ardia o coração?” Jesus tocou nos seus corações de uma forma simples, porém profunda. Ele não entrou “arrasando”, mas despertou-os no seu interior e depois permitiu que se tornassem testemunhas do que Deus fez. A realidade do Senhor ressurrecto era tão forte que tiveram de voltar imediatamente e contar aos outros. Deus queria que os dois despertassem os corações dos demais. Deus nos criou para sermos interdependentes, não independentes. E ele escolhe as pessoas cujos corações pretende tocar, a fim de que essas, por sua vez, toquem em muitas outras.

Logo que deram testemunho, Jesus apareceu entre todos e confirmou o que disseram (Lc 24.36-43). Ficaram assustados, no princípio, mas ele os estava preparando para o momento crítico que viria depois. É assim que acontece até hoje. Temos muitas dúvidas e temores sobre o que significa tudo que está acontecendo hoje, mas ele está colocando as coisas em ordem e nos preparando para o que vem depois.

Já Lhes Falei Sobre Isso
“A seguir, Jesus lhes disse: São estas as palavras que eu vos falei, estando ainda convosco: importava se cumprisse tudo o que de mim está escrito na Lei de Moisés, nos Profetas e nos Salmos. Então, lhes abriu o entendimento para compreenderem as Escrituras” (Lc 24.44,45).

Há quantos anos Jesus estava falando com os discípulos? Há mais ou menos três anos e meio. Intimidade com Jesus é um pré-requisito para avivamento. Você precisa passar pelo processo do Pai, levando-o a tal intimidade com o Cristo vivo que poderá dizer do fundo da sua alma: “Este é o Cristo, o Filho do Deus vivo”, e saber que ele depois lhe entregará as chaves para o Reino dos Céus.

Estou descobrindo na minha própria vida que, depois de passar por momentos importantes nos quais Deus libera sua presença, posso olhar para trás e dizer: “O que estou ouvindo e experimentando é justamente o que ele havia me avisado antes. Eu só não prestei muita atenção”.

As Escrituras do Antigo Testamento descrevem tudo que os discípulos precisavam entender a respeito da vida, da morte e da ressurreição de Jesus? Sim, apresentavam um quadro incrivelmente claro de tudo isso. Mas os discípulos compreenderam? De jeito nenhum. Como poderiam ter deixado de compreender? Porque não estavam vivendo na luz da revelação das Escrituras. Jesus precisou abrir o entendimento deles, pois esse era um outro pré-requisito. Eles precisavam entender nas Escrituras a respeito de Pentecostes e de tudo que estava para acontecer.

Estamos vivendo no meio de uma situação semelhante. As Escrituras mostram de modo claro e inconfundível a respeito da volta de Jesus. Contudo, as pessoas em geral não têm dado mais atenção hoje ao que está escrito na Bíblia sobre os sinais da segunda vinda do que deram naquela época sobre os sinais da primeira.

Sejamos muito claros. O Senhor nos deu toda a evidência necessária para nos preparar para esse grande acontecimento. Quantos de nós, porém, estamos vivendo na luz dessas Escrituras? Quantos estão estudando a Bíblia para conhecer os sinais dos tempos em que vivemos?

Tenho uma paixão no meu coração, há algum tempo, que diz: “Senhor, muitos perderam a primeira vinda de Cristo, e não foi porque não tinham as Escrituras nem porque não tinham como descobrir. E agora, Senhor, quanto a nós?” Não seria uma tragédia total nosso Senhor ter de nos dizer: “Eu já lhes falei a respeito de todas essas coisas. Por que estão vivendo dessa forma?”

É a mesma coisa em relação ao avivamento. O Senhor poderia nos dizer: “Já lhes dei as condições. Por que estão clamando por avivamento, enquanto ignoram todas as condições que mostrei?” Não é que não sabemos disso; é que não estamos prestando atenção. Não queremos passar pelo processo. Queremos a emoção e o estímulo do avivamento, mas não queremos os pré-requisitos. Se quisermos que o Espírito seja derramado sobre nós nestes últimos dias, é melhor descobrir os pré-requisitos.

Pré-requisitos do Avivamento
O primeiro pré-requisito é um relacionamento íntimo com Jesus. Os discípulos passaram três anos num relacionamento íntimo com nosso Senhor. Alguns membros de igreja não correspondem corretamente a Cristo porque não foram apresentados a ele da maneira certa. Temos uma enorme disfunção na área do evangelismo. Jesus chegou de forma singular a Pedro e a cada um dos discípulos, contudo sua mensagem básica a todos era: “Você não quer deixar tudo para me seguir?”

Creio que essa é a essência da salvação. Precisamos deixar a vida velha e imergir-nos na pessoa de Jesus Cristo. Não deveria ser necessário voltar e persuadir cristãos professos a se entregarem ao senhorio de Cristo.

Estamos levando as pessoas a acreditarem que podem ser salvas simplesmente através de uma profissão de fé. A pergunta não é: “Você aceitou Jesus?”, mas: “Ele aceitou você?” No dia do juízo, alguns irão dizer: “Senhor, não fizemos todas essas coisas em teu nome?” E ele vai dizer: “Apartai-vos de mim; nunca vos conheci” (Mt. 7.23). A chave não é se você pode dizer que conhece Jesus; é se Jesus pode dizer que o conhece. Ele precisa ter uma resposta sua entregando tudo que você tem para ele.

Depois do chamado inicial, começou a jornada dos discípulos com Jesus. Durante essa jornada, o Pai estava convencendo os discípulos sobre a pessoa de Jesus. Lembre-se que as pessoas que receberam o Espírito foram aquelas que aprenderam a se relacionar com Jesus como Senhor. Hoje estamos pedindo que Deus envie avivamento a igrejas onde os membros, em sua maioria, nunca ouviram falar sobre isso. Ele não pode confiar a responsabilidade de um verdadeiro avivamento a pessoas que ainda não responderam ao senhorio de Jesus.

Em Lucas 9, Jesus perguntou aos discípulos o que as multidões achavam dele. Depois perguntou: “E vocês?” Pedro respondeu que o Mestre era o Cristo de Deus (Lc 9.18-22). Em seguida, Jesus explicou sobre a cruz. Era como se o Pai estivesse agora autorizando Jesus a ir em frente com sua missão da cruz, porque os discípulos já sabiam quem ele era.

No relato de Mateus (16.13-21), logo após a confissão de Pedro, Jesus mostrou que edificaria sua Igreja sobre a Rocha. Ele estava dizendo que a atividade do Pai, trazendo a convicção de que ele era o Cristo, o Filho do Deus vivo, era a base para edificar a sua Igreja. E não só isso, ele também entregaria as chaves do Reino à sua Igreja.

O problema hoje é que muitas pessoas não tiveram essa revelação do Pai e, conseqüentemente, as portas do inferno continuam prevalecendo contra a Igreja.

Mas nem tudo estava pronto na vida dos discípulos. Algumas coisas ainda precisavam acontecer antes do derramamento do Espírito. Ao continuar sua caminhada em direção à cruz, Jesus os levou ao Getsêmani. Lá ele disse: “A minha alma está profundamente triste até à morte” (Mt 26.38). Todo o seu ser estava ali diante do abismo. Ele estava quebrado. Sua alma estava cheia de tristeza, de profunda, profunda angústia, pois pensou que morreria ali mesmo. Talvez, justamente no ponto onde poderia ter morrido, o Pai enviou um anjo para ajudá-lo (Lc 22.43). Depois, Jesus guiou os discípulos através da cruz para a ressurreição.

O maior avivamento, o Pentecostes, precisou desses pré-requisitos. Creio que o avivamento tarda porque não temos todos esses pré-requisitos em ordem em nossas vidas!

Depois da ressurreição, Jesus abriu as Escrituras para os seus discípulos (Lc 24.45). Ele literalmente tocou nas suas mentes e corações e colocou em ordem todas as Escrituras que seriam necessárias para entenderem o que estava para acontecer. Seriam as diretrizes para tudo que Deus iria fazer. Ele disse: “Importava que se cumprisse tudo o que de mim está escrito na Lei de Moisés, nos Profetas e nos Salmos” (Lc 24.44). Tudo que haviam passado estava previsto nas Escrituras e precisava acontecer.

Em seguida, ele fez uma tremenda declaração. Parafraseando, ele disse o seguinte: “De todos os povos na face da Terra, vocês são testemunhas destas coisas” (v. 48).

“Vós sois testemunhas destas coisas”. Estamos orando por avivamento. Mas esses pré-requisitos estão em ordem nas nossas vidas? Temos um relacionamento com o Cristo vivo e com as Escrituras que está gerando um testemunho apaixonado, urgente e imediato a essas coisas? Estamos perseverando em obediência a ele até que Deus venha derramar o seu Espírito sobre nós?

Depois disso, Jesus disse: “Eis que envio sobre vós a promessa de meu Pai” (Lc 24.49). Em outras palavras: “Agora vou derramar meu Espírito. Vou pedir ao Pai que libere o mesmo Espírito que estava sobre mim para estar sobre vocês”.

E, finalmente, o pré-requisito de todo avivamento: “permanecei (ficai ou esperai), pois, na cidade” (Lc 24.49). Eles continuaram juntos em oração, no mesmo lugar, até que Deus enviasse seu Espírito sobre o grupo todo.

O Espírito não foi liberado individualmente, embora cada pessoa ali presente recebesse da sua plenitude. Deus tem um povo de aliança. Quando Jesus reuniu seus discípulos na última ceia, ele disse, com efeito, o seguinte: “Estou apresentando a vocês uma aliança completamente nova. Vocês são um povo de aliança. Eu os chamei para serem um reino de sacerdotes, uma nação santa, um povo de propriedade minha”. Deus escolheu derramar seu Espírito coletivamente sobre o povo que estava reunido em oração no mesmo lugar, esperando para o que Deus queria fazer. Eles não sabiam sobre o Pentecostes. Mas tinham conhecimento das Escrituras e que precisavam estar juntos em um mesmo lugar.

Temos perdido o conceito da vida coletiva do povo de Deus. Estamos tão voltados para nós mesmos que queremos que tudo nos aconteça individualmente. Deus poderia visitar indivíduos específicos. Mas quando se trata de avivamento, tem a ver com a coletividade do povo de Deus. Muitos pastores não fazem nenhuma questão de orar com outros pastores ou com pessoas de outras igrejas numa base regular. Queremos clamar casualmente e sem compromisso por avivamento, esperando que Deus nos ouça, e isso parece nos satisfazer. Mas de acordo com os pré-requisitos que precisam vir antes do avivamento, temos que chegar ao ponto em que eu, junto com muitos outros, entrego tudo em minha vida ao senhorio de Jesus Cristo, e tomo meu lugar ao lado de outros, orando juntos, esperando juntos e pedindo juntos que Deus derrame sua presença sobre nós, enchendo-nos com seu Espírito Santo.

Experiências no Avivamento no Canadá
Quando fui assumir uma igreja em Saskatoon, no interior do Canadá, a primeira coisa que fiz foi me ajuntar ao Pastor Bill McLeod e a vários outros que já estavam orando, antes da minha chegada. Fizemos uma aliança que oraríamos juntos toda semana e foi isso que fizemos. Quanto tempo Jesus ordenou que os discípulos esperassem? “Até que do alto sejais revestidos de poder” (Lc 24.49). Precisamos esperar no Senhor até que ele venha derramar sua presença sobre nós.

Orei com Bill McLeod por um ano e meio. Que tempo glorioso foi aquele! Ainda posso me lembrar da emoção na voz dele quando me ligou dizendo: “Henry, aquilo que estamos pedindo em oração aconteceu domingo!” E isso colocou em movimento uma série de acontecimentos soberanos. Deus escolheu derramar sua presença sobre nós.

Além da nossa oração, havia um bom fundamento nas Escrituras. Bill McLeod, muito usado nesse avivamento, tem uma compreensão muito ampla da Palavra.

Deus sabia quando enviaria o Pentecostes? Sabia quanto tempo de espera haveria? Com toda certeza. Atos 2.1 nos diz: “Ao cumprir-se o dia de Pentecoste, estavam todos reunidos no mesmo lugar”. De alguma forma, todo o grupo havia se entregado totalmente a Jesus como Senhor. Agora estavam simplesmente fazendo o que ele ordenara. Estavam prontos para serem testemunhas.

Pedro estava pronto? Ouça sua pregação em Atos 2.14-39. De onde obteve tal compreensão da Palavra? Jesus lhe dera. Eu creio que Pedro pegou tudo que Jesus lhe mostrou, quando abriu seu entendimento, e o expôs ao povo. Essa luz nas Escrituras que fora derramada em sua vida, agora junto com o poder do Espírito de Deus, começou a transtornar vidas e impactá-las ao seu redor.

Você já Liberou Tudo a Jesus?
Você pode dizer, sem sombra de dúvida, que tem liberado tudo em sua vida a Jesus Cristo como Senhor? Você já entregou sua vida, seu casamento, sua igreja? Isso é um pré-requisito absoluto para o que Deus vai fazer depois.

Você quer ver uma mudança completa na maneira em que Deus o usa? Quer ver um derramamento do Espírito em sua igreja ou família? Com base na sua resposta a ele, com o que Deus tem feito em seu coração, Deus está lhe dizendo: “Você agora é testemunha dessas coisas, mas ainda falta uma coisa. Você precisa passar tempo com meu povo, até que eu derrame meu Espírito sobre todos”.

O que aconteceu quando o Espírito de Deus veio sobre os discípulos? Eles estavam prontos. Seu senhorio era incontestado. Começaram imediatamente a pregar as Boas Novas. E o que aconteceu em seguida? Milhares de pessoas foram impactadas pelos discípulos cheios do Espírito de Deus.

Avivamento é o que Deus faz com seu povo. Assim que Deus tiver um povo na posição em que seus discípulos estavam antes do Pentecostes – em que o Espírito de Deus é tão real e pessoal e poderoso – na hora que falarem, pessoas serão convertidas. Você verá as multidões sendo despertadas pela presença de Deus na vida do seu povo.

Tive o privilégio de continuar dez anos em Saskatoon, depois que o avivamento veio. Assim que entramos no relacionamento certo com Deus, tivemos a experiência vibrante de compartilhar as Boas Novas. No primeiro lugar que fui, o beberrão da cidade se converteu. Isso abalou a cidadezinha inteira. Em todo o lugar que íamos, pessoas eram salvas e pediam uma igreja.

Alguns perguntam: “Que tamanho de igreja é necessário para começar uma obra missionária?” É a pergunta errada. Que tamanho precisamos ter para sermos obedientes? A chave é obediência, não tamanho, finanças ou obreiros. É uma questão de obediência. Aqueles discípulos que estiveram com Jesus durante três anos e meio passaram pela essência do plano de redenção de Deus e foram obedientes em esperar até que o derramamento do Espírito viesse sobre eles. Depois aquele pequeno grupo viu Deus trazer milhares de pessoas à fé em Jesus. Até o final do capítulo 4 de Atos, a igreja primitiva em Jerusalém pode ter chegado a umas 25.000 pessoas. Como isso poderia ter acontecido?

Queira Deus que haja um bom número de pessoas entre nós dispostas a esperar diante de Deus com seu povo até que ele derrame o seu Espírito. Não creio que Deus nos irá desapontar. Você precisa compreender que toda essa preparação de Deus é em favor da redenção global. Vai levar-nos aos confins da Terra. Vai levar-nos a discipular o povo de Deus, para que tenham o mesmo tipo de encontro.

Para o primeiro avivamento, houve pré-requisitos. Já estão em ordem na sua vida? Estão firmes em seu coração? Como casal, estão firmes no seu lar? Como casal, vocês estão dispostos a tomar a mão um do outro e a orar: “Oh, Senhor, rendemos nosso lar incondicionalmente a ti. Tu tens o direito de ser Senhor. Há algo que o Senhor está para fazer e rendemos o nosso lar a ti”?

O derramamento da sua presença vem depois que ele nos toca e nós lhe obedecemos. Ele quer nos conduzir a um nível completamente novo de relacionamento. Isso é avivamento. Os discípulos nem imaginavam o que aconteceria depois que deixassem tudo para seguir Jesus, como iriam de um nível de relacionamento a outro, até que estivessem prontos para receber um derramamento do Espírito de Deus. O mundo foi impactado por aqueles que foram cheios do Espírito – e o será novamente na nossa geração!

Henry Blackaby é autor e conferencista, dedicado a levar os cristãos a verdadeiras experiências com Deus e a promover avivamento e despertamento na igreja. Sua obra mais conhecida é “Experiências Com Deus”. Durante os anos que pastoreou numa pequena cidade no interior do Canadá, Deus operou em avivamento, resultando em vidas transformadas e na implantação de mais de trinta congregações novas. Mais informações sobre o seu ministério no site: www.blackaby.org. Este artigo foi adaptado de uma mensagem dada na Conferência “Heart Cry for Revival” (Clamor de Coração por Avivamento), em abril de 2004, na Carolina do Norte, EUA.

Fonte: O Arauto da Sua Vinda - Ano 23 nº 4 - Julho/Agosto 2005

Outros textos publicado de Henry Blackaby sobre Avivamento:





segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Saara Ocidental - bandeira para colorir

Confeccionar bandeiras em tecido ou comprar bandeiras assim é maravilhoso. Porém, são difíceis de se achar e o custo é enorme!

Imagine  mais de 60 bandeiras da janela 10 x 40, quanto ficaria?

Imprimir é uma solução viável, mas, haja cartucho de tinta! Por que não unir o útil ao agradável? O viável ao interessante? Se as crianças e jovens pintarem as bandeiras todos darão maior valor! Enquanto pintam, oram!
Bandeiras dos países da Janela 10 x 40 para colorir da Window Kids (www.windowkids.com) adaptado e traduzido por nós.

Todos os direitos reservados, não tenha lucros monetários com ele! Não comercialize.

Use com as crianças da sua igreja (Escola Bíblica Dominical, Culto Infantil, Culto de Missões, etc).
Faça o Download da bandeira para colorir de Saara Ocidental em formato PDF.



MISSÕES PARA CRIANÇAS - BANDEIRAS PARA COLORIR - SAARA OCIDENTAL

Senegal - bandeira para colorir

Confeccionar bandeiras em tecido ou comprar bandeiras assim é maravilhoso. Porém, são difíceis de se achar e o custo é enorme!

Imagine  mais de 60 bandeiras da janela 10 x 40, quanto ficaria?

Imprimir é uma solução viável, mas, haja cartucho de tinta! Por que não unir o útil ao agradável? O viável ao interessante? Se as crianças e jovens pintarem as bandeiras todos darão maior valor! Enquanto pintam, oram!

Bandeiras dos países da Janela 10 x 40 para colorir da Window Kids (www.windowkids.com) adaptado e traduzido por nós.
Todos os direitos reservados, não tenha lucros monetários com ele! Não comercialize.
Use com as crianças da sua igreja (Escola Bíblica Dominical, Culto Infantil, Culto de Missões, etc).
Faça o Download da bandeira para colorir do Senegal em formato PDF.



MISSÕES PARA CRIANÇAS - BANDEIRAS PARA COLORIR - SENEGAL

Síria - bandeira para colorir

Confeccionar bandeiras em tecido ou comprar bandeiras assim é maravilhoso. Porém, são difíceis de se achar e o custo é enorme!

Imagine  mais de 60 bandeiras da janela 10 x 40, quanto ficaria?

Imprimir é uma solução viável, mas, haja cartucho de tinta! Por que não unir o útil ao agradável? O viável ao interessante? Se as crianças e jovens pintarem as bandeiras todos darão maior valor! Enquanto pintam, oram!
Bandeiras dos países da Janela 10 x 40 para colorir da Window Kids (www.windowkids.com) adaptado e traduzido por nós.
Todos os direitos reservados, não tenha lucros monetários com ele! Não comercialize.
Use com as crianças da sua igreja (Escola Bíblica Dominical, Culto Infantil, Culto de Missões, etc).
Faça o Download da bandeira para colorir da Síria em formato PDF.



MISSÕES PARA CRIANÇAS - BANDEIRAS PARA COLORIR - SÍRIA

Somália - bandeira para colorir

Confeccionar bandeiras em tecido ou comprar bandeiras assim é maravilhoso. Porém, são difíceis de se achar e o custo é enorme! Imagine  mais de 60 bandeiras da janela 10 x 40, quanto ficaria?

Imprimir é uma solução viável, mas, haja cartucho de tinta! Por que não unir o útil ao agradável? O viável ao interessante? Se as crianças e jovens pintarem as bandeiras todos darão maior valor!

Enquanto pintam, oram!
Bandeiras dos países da Janela 10 x 40 para colorir da Window Kids (www.windowkids.com) adaptado e traduzido por nós.
Todos os direitos reservados, não tenha lucros monetários com ele! Não comercialize.
Use com as crianças da sua igreja (Escola Bíblica Dominical, Culto Infantil, Culto de Missões, etc).

Faça o Download da bandeira para colorir da Somália em formato PDF.



MISSÕES PARA CRIANÇAS - BANDEIRAS PARA COLORIR - SOMÁLIA

Sri Lanka - bandeiras para colorir

Confeccionar bandeiras em tecido ou comprar bandeiras assim é maravilhoso. Porém, são difíceis de se achar e o custo é enorme!

Imagine  mais de 60 bandeiras da janela 10 x 40, quanto ficaria?

Imprimir é uma solução viável, mas, haja cartucho de tinta! Por que não unir o útil ao agradável? O viável ao interessante? Se as crianças e jovens pintarem as bandeiras todos darão maior valor! Enquanto pintam, oram!

Bandeiras dos países da Janela 10 x 40 para colorir da Window Kids (www.windowkids.com) adaptado e traduzido por nós.
Todos os direitos reservados, não tenha lucros monetários com ele! Não comercialize.
Use com as crianças da sua igreja (Escola Bíblica Dominical, Culto Infantil, Culto de Missões, etc).
Faça o Download da bandeira para colorir do Sri Lanka em formato PDF.



MISSÕES PARA CRIANÇAS - BANDEIRAS PARA COLORIR - SRI LANKA

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Saiba mais sobre o Plebiscito do Sudão

O sul do Sudão está nesta semana decidindo a formação de um novo país. O plebiscito iniciado no último domingo, 9 de janeiro, definirá se o Sul do Sudão continuará ligado ao Norte ou não.

Para você entender mais o assunto, veja o infográfico acima, ou então, leia o texto, ambos extraídos do site da Terra.
Quase quatro milhões de eleitores do Sul do Sudão votarão em um referendo sobre divisão da maior nação da África em dois

Os centros de votação do sul do Sudão começaram neste domingo a abrir suas portas às 8h (horário local, 3h de Brasília) no início de um plebiscito de autodeterminação que se prolongará por sete dias.

Foram convocados um total de 3,9 milhões de sudaneses originais do sul do país e que tenham chegado à região desde 1956. O voto será exercido não só no sul do Sudão, mas no resto do país e em outras oito nações, para os emigrantes.

As cédulas têm apenas duas opções: a unidade, representada por duas mãos entrelaçadas, e a separação, representada pela palma de uma mão em sinal de parada.

Esta votação é o resultado do acordo de paz assinado em 2005 entre o norte e o sul do Sudão, que pôs fim a duas décadas de uma guerra que causou cerca de dois milhões de mortos.

A votação acontece até o dia 15 de janeiro. Os resultados totais preliminares serão anunciados por volta do final deste mês, e o prazo final, uma vez revisadas todas as impugnações, será o dia 14 de fevereiro.

Em caso que de aprovada a separação, a opção favorita nas pesquisas, no final de julho vencerá o período transitório fixado nos acordos de paz de 2005 e se dará início ao surgimento de uma nova nação, a primeira deste século.

Referendo do Sul: passado e futuro em jogo
Neste domingo, 9 de janeiro de 2011, a população da porção sul do Sudão vai às urnas no referendo que vota a autonomia da região. A expectativa geral é de que o 'sim' saia vencedor, resultado que deve levar à secessão do resto do país e a criação de uma nova nação: o Sudão do Sul, com capital em Juba e presidido por Salva Kiir.

O referendo está previsto desde janeiro de 2005, quando foi assinado o Tratado de Naivasha. Também conhecido como Amplo Acordo de Paz, o tratado colocou fim a um conflito de 21 anos travado entre o norte sudanês, predominantemente árabe, e rebeldes do sul, região miscigenada e parcialmente cristã. Durante este período, iniciado em 1983, cerca de dois milhões de pessoas morreram.

Apesar da boa expectativa para a realização do referendo, muito deve ainda acontecer depois dele. O presidente sudanês, Omar al-Bashir, garantiu que aceitará o resultado da votação, mas ainda é incerto o futuro das relações entre norte e sul. Por trás do conflito está a disputa pelo controle da maior riqueza natural do país, uma reserva de milhões de barris de petróleo, localizada justamente na faixa central do Sudão.

Vamos orar por este país, ou por estes dois países!

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Sudão - bandeiras para colorir


Confeccionar bandeiras em tecido ou comprar bandeiras assim é maravilhoso. Porém, são difíceis de se achar e o custo é enorme!
Imagine  mais de 60 bandeiras da janela 10 x 40, quanto ficaria?
Imprimir é uma solução viável, mas, haja cartucho de tinta! Por que não unir o útil ao agradável? O viável ao interessante?
Se as crianças e jovens pintarem as bandeiras todos darão maior valor! Enquanto pintam, oram!
Bandeiras dos países da Janela 10 x 40 para colorir da Window Kids (www.windowkids.com) adaptado e traduzido por nós.
Todos os direitos reservados, não tenha lucros monetários com ele! Não comercialize.
Use com as crianças da sua igreja (Escola Bíblica Dominical, Culto Infantil, Culto de Missões, etc).
Faça o Download da bandeira para colorir do Sudão em formato PDF.


MISSÕES PARA CRIANÇAS - BANDEIRAS PARA COLORIR - SUDÃO

Tadjiquistão - bandeiras para colorir

Confeccionar bandeiras em tecido ou comprar bandeiras assim é maravilhoso. Porém, são difíceis de se achar e o custo é enorme!
Imagine  mais de 60 bandeiras da janela 10 x 40, quanto ficaria?
Imprimir é uma solução viável, mas, haja cartucho de tinta! Por que não unir o útil ao agradável? O viável ao interessante?
Se as crianças e jovens pintarem as bandeiras todos darão maior valor! Enquanto pintam, oram!
Bandeiras dos países da Janela 10 x 40 para colorir da Window Kids (www.windowkids.com) adaptado e traduzido por nós.
Todos os direitos reservados, não tenha lucros monetários com ele! Não comercialize.
Use com as crianças da sua igreja (Escola Bíblica Dominical, Culto Infantil, Culto de Missões, etc).
Faça o Download da bandeira para colorir do Tadjiquistão em formato PDF.


MISSÕES PARA CRIANÇAS - BANDEIRAS PARA COLORIR - TADJIQUISTÃO

Tailândia - bandeiras para colorir

Confeccionar bandeiras em tecido ou comprar bandeiras assim é maravilhoso. Porém, são difíceis de se achar e o custo é enorme!
Imagine  mais de 60 bandeiras da janela 10 x 40, quanto ficaria?
Imprimir é uma solução viável, mas, haja cartucho de tinta! Por que não unir o útil ao agradável? O viável ao interessante?
Se as crianças e jovens pintarem as bandeiras todos darão maior valor! Enquanto pintam, oram!
Bandeiras dos países da Janela 10 x 40 para colorir da Window Kids (www.windowkids.com) adaptado e traduzido por nós.
Todos os direitos reservados, não tenha lucros monetários com ele! Não comercialize.
Use com as crianças da sua igreja (Escola Bíblica Dominical, Culto Infantil, Culto de Missões, etc).
Faça o Download da bandeira para colorir da Tailândia em formato PDF.


MISSÕES PARA CRIANÇAS - BANDEIRAS PARA COLORIR - TAILÂNDIA

Taiwan- bandeiras para colorir

Confeccionar bandeiras em tecido ou comprar bandeiras assim é maravilhoso. Porém, são difíceis de se achar e o custo é enorme! Imagine  mais de 60 bandeiras da janela 10 x 40, quanto ficaria? Imprimir é uma solução viável, mas, haja cartucho de tinta! Por que não unir o útil ao agradável? O viável ao interessante? Se as crianças e jovens pintarem as bandeiras todos darão maior valor! Enquanto pintam, oram!
Bandeiras dos países da Janela 10 x 40 para colorir da Window Kids (www.windowkids.com) adaptado e traduzido por nós.
Todos os direitos reservados, não tenha lucros monetários com ele! Não comercialize.
Use com as crianças da sua igreja (Escola Bíblica Dominical, Culto Infantil, Culto de Missões, etc).
Faça o Download da bandeira para colorir de Taiwan em formato PDF.


MISSÕES PARA CRIANÇAS - BANDEIRAS PARA COLORIR - TAIWAN

Tibet- bandeiras para colorir

Confeccionar bandeiras em tecido ou comprar bandeiras assim é maravilhoso. Porém, são difíceis de se achar e o custo é enorme!
Imagine  mais de 60 bandeiras da janela 10 x 40, quanto ficaria?
Imprimir é uma solução viável, mas, haja cartucho de tinta!
 Por que não unir o útil ao agradável? O viável ao interessante? Se as crianças e jovens pintarem as bandeiras todos darão maior valor! Enquanto pintam, oram!
Bandeiras dos países da Janela 10 x 40 para colorir da Window Kids (www.windowkids.com) adaptado e traduzido por nós.
Todos os direitos reservados, não tenha lucros monetários com ele! Não comercialize.
Use com as crianças da sua igreja (Escola Bíblica Dominical, Culto Infantil, Culto de Missões, etc).
Faça o Download da bandeira para colorir do Tibet em formato PDF.


MISSÕES PARA CRIANÇAS - BANDEIRAS PARA COLORIR - TIBET


Você deve clicar aqui para saber mais sobre o Tibet. Aqui para conhecer uma família de missionários que querem ir para lá! E aqui para ver imagens do Tibet.

Ou aqui para ver mais opções de trabalho de sensibilização missionária com crianças.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Análise dos 10 piores países perseguidores de cristãos

Análise dos 10 piores países perseguidores de cristãos segundo a Missão Portas Abertas.


Classificação dos Países por Perseguição Cristã – 2011


Veja o Mapa com Detalhes da Classificação de Países por perseguição, versão 2011.
Veja outras postagens sobre a lista de perseguição por países.

Mapa da Classificação por perseguição religiosa - 2011

Mapa detalhado dos países por perseguição de Cristãos preparado pela Missão Portas Abertas.

Clique aqui para ver a análise dos 10 piores países perseguidores de cristãos.

Clique aqui para acompanhar outras postagens.


Classificação dos Países por perseguição - MAPA

Lista dos países perseguidores de Cristãos - 2011

Classificação dos Países por Perseguição divulgada pela Missão Portas Abertas. Compare com a lista de 2010.

Leia o texto preparado pela Missão sobre a lista de países.
A Portas Abertas trabalha com os países mais opressivos aos cristãos do mundo, fortalecendo-os a permanecerem fortes ante a perseguição e equipando-os a resplandecer a luz de Cristo nesses locais escuros.

O maior desafio para os cristãos que vivem em tirania e opressão é o isolamento – da Palavra de Deus e do Corpo de Cristo. Em lugares onde outras organizações cristãs não podem entrar ou foram obrigadas a fugir dos governos ou culturas opressivas, a Portas Abertas pode ser frequentemente encontrada fornecendo Bíblias, formando líderes cristãos, aperfeiçoando as comunidades cristãs e garantindo oração, presença e apoio para estes cristãos sofredores.

Quando estes cristãos são fortalecidos no Senhor, começam a demonstrar o perdão de Deus e alcançam em amor até seus opressores.

Sobre a Classificação

A Classificação de países por perseguição (WWL, sigla em inglês) é uma lista de 50 países onde a perseguição de cristãos por motivos religiosos é pior. Em primeiro lugar, a lista engloba a perseguição aos cristãos de todas as denominações, em todo o país. O foco está nas perseguições por causa da fé, e não política, econômica, social, étnica ou por razões inesperadas.

Veja o Mapa com Detalhes da Classificação de Países por perseguição, versão 2011.
Leia a Análise da Classificação dos Países que perseguem cristãos.

Acompanhe o que já publicamos sobre os 50 países!

Timor Leste - bandeira para colorir

Confeccionar bandeiras em tecido ou comprar bandeiras assim é maravilhoso. Porém, são difíceis de se achar e o custo é enorme! Imagine  mais de 60 bandeiras da janela 10 x 40, quanto ficaria? Imprimir é uma solução viável, mas, haja cartucho de tinta!

Por que não unir o útil ao agradável? O viável ao interessante? Se as crianças e jovens pintarem as bandeiras todos darão maior valor! Enquanto pintam, oram!

Bandeiras dos países da Janela 10 x 40 para colorir da Window Kids (www.windowkids.com) adaptado e traduzido por nós.

Todos os direitos reservados, não tenha lucros monetários com ele! Não comercialize.

Use com as crianças da sua igreja (Escola Bíblica Dominical, Culto Infantil, Culto de Missões, etc).

Faça o download da bandeira para colorir do Timor Leste em formato PDF.



MISSÕES PARA CRIANÇAS - BANDEIRAS PARA COLORIR - TIMOR LESTE

Tunísia - bandeira para colorir

Confeccionar bandeiras em tecido ou comprar bandeiras assim é maravilhoso. Porém, são difíceis de se achar e o custo é enorme! Imagine  mais de 60 bandeiras da janela 10 x 40, quanto ficaria? Imprimir é uma solução viável, mas, haja cartucho de tinta!

Por que não unir o útil ao agradável? O viável ao interessante? Se as crianças e jovens pintarem as bandeiras todos darão maior valor! Enquanto pintam, oram!

Bandeiras dos países da Janela 10 x 40 para colorir da Window Kids (www.windowkids.com) adaptado e traduzido por nós.

Todos os direitos reservados, não tenha lucros monetários com ele! Não comercialize.

Use com as crianças da sua igreja (Escola Bíblica Dominical, Culto Infantil, Culto de Missões, etc).

Faça o download da bandeira para colorir da Tunísia em formato PDF.



MISSÕES PARA CRIANÇAS - BANDEIRAS PARA COLORIR - TUNÍSIA

Turcomenistão - bandeira para colorir


Confeccionar bandeiras em tecido ou comprar bandeiras assim é maravilhoso. Porém, são difíceis de se achar e o custo é enorme! Imagine  mais de 60 bandeiras da janela 10 x 40, quanto ficaria? Imprimir é uma solução viável, mas, haja cartucho de tinta!

Por que não unir o útil ao agradável? O viável ao interessante? Se as crianças e jovens pintarem as bandeiras todos darão maior valor! Enquanto pintam, oram!


Bandeiras dos países da Janela 10 x 40 para colorir da Window Kids (www.windowkids.com) adaptado e traduzido por nós.

Todos os direitos reservados, não tenha lucros monetários com ele! Não comercialize.

Use com as crianças da sua igreja (Escola Bíblica Dominical, Culto Infantil, Culto de Missões, etc).

Faça o download da bandeira para colorir do Turcomenistão em formato PDF.



MISSÕES PARA CRIANÇAS - BANDEIRAS PARA COLORIR - TURCOMENISTÃO

Turquia - bandeira para colorir

Confeccionar bandeiras em tecido ou comprar bandeiras assim é maravilhoso. Porém, são difíceis de se achar e o custo é enorme! Imagine  mais de 60 bandeiras da janela 10 x 40, quanto ficaria? Imprimir é uma solução viável, mas, haja cartucho de tinta!

Por que não unir o útil ao agradável? O viável ao interessante? Se as crianças e jovens pintarem as bandeiras todos darão maior valor! Enquanto pintam, oram!

Bandeiras dos países da Janela 10 x 40 para colorir da Window Kids (www.windowkids.com) adaptado e traduzido por nós.

Todos os direitos reservados, não tenha lucros monetários com ele! Não comercialize.

Use com as crianças da sua igreja (Escola Bíblica Dominical, Culto Infantil, Culto de Missões, etc).

Faça o download da bandeira para colorir da Turquia em formato PDF.



MISSÕES PARA CRIANÇAS - BANDEIRAS PARA COLORIR - TURQUIA

Uzbequistão - bandeira para colorir

Confeccionar bandeiras em tecido ou comprar bandeiras assim é maravilhoso. Porém, são difíceis de se achar e o custo é enorme! Imagine  mais de 60 bandeiras da janela 10 x 40, quanto ficaria? Imprimir é uma solução viável, mas, haja cartucho de tinta!

Por que não unir o útil ao agradável? O viável ao interessante? Se as crianças e jovens pintarem as bandeiras todos darão maior valor! Enquanto pintam, oram!

Bandeiras dos países da Janela 10 x 40 para colorir da Window Kids (www.windowkids.com) adaptado e traduzido por nós.

Todos os direitos reservados, não tenha lucros monetários com ele! Não comercialize.

Use com as crianças da sua igreja (Escola Bíblica Dominical, Culto Infantil, Culto de Missões, etc).

Faça o download da bandeira para colorir do Uzbequistão em formato PDF.



MISSÕES PARA CRIANÇAS - BANDEIRAS PARA COLORIR - UZBEQUISTÃO

Vietnã - bandeira para colorir


Confeccionar bandeiras em tecido ou comprar bandeiras assim é maravilhoso. Porém, são difíceis de se achar e o custo é enorme! Imagine  mais de 60 bandeiras da janela 10 x 40, quanto ficaria? Imprimir é uma solução viável, mas, haja cartucho de tinta!

Por que não unir o útil ao agradável? O viável ao interessante? Se as crianças e jovens pintarem as bandeiras todos darão maior valor! Enquanto pintam, oram!


Bandeiras dos países da Janela 10 x 40 para colorir da Window Kids (www.windowkids.com) adaptado e traduzido por nós.

Todos os direitos reservados, não tenha lucros monetários com ele! Não comercialize.

Use com as crianças da sua igreja (Escola Bíblica Dominical, Culto Infantil, Culto de Missões, etc).

Faça o download da bandeira para colorir do Vietnã em arquivo PDF.



MISSÕES PARA CRIANÇAS - BANDEIRAS PARA COLORIR - VIETNÃ

domingo, 9 de janeiro de 2011

Aumento de missionários dos EUA nos EUA

O primeiro International Bulletin of Missionary Research (Boletim Internacional de Pesquisa Missionária) deste mês, informa o aumento do número de missionários americanos de curto tempo no próprio EUA. Tais missionários trabalham até 4 anos, doando seu tempo e dinheiro para o Reino de Deus.Os missionários de tempo longo são aqueles que doam mais de 4 anos. E finalmente, os Fazedores de tenda são aqueles que trabalham na obra e no seu sustento secular (uma referência ao apóstolo Paulo quando esteve em Éfeso com Aquila e Priscila).

O gráfico acima traz estes números, de 1996 a 2008! Em azul, os missionários de longo tempo. Em roxo, os de curta duração. Em verde, os fazedores de tendas.

O editor do IBMR, Jonathan Bonke, tece seus comentários sobre este fato no Editorial, acompanhe:

Missão em números

No colégio interno na Etiópia, onde passei oito anos de formação pessoal, a leitura da Bíblia na versão King James foi uma parte essencial da rotina diária. Dada a minha preferência juvenil de contos de aventura, conflito e guerra, as epístolas de Paulo disputaram em vão com os livros de ação e aventura da Bíblia, como Gênesis, Josué, Juízes, 1 e 2 Samuel. Aqui eu poderia escapar da banalidade cotidiana do ensino primário para 'perder-me' nos dramas de rica textura envolvendo homens e mulheres, tribos e nações, cujas histórias, cheias de amor e guerra, confiança e traição, coragem e covardia, sucesso e fracasso, que pareciam muito mais interessantes que a minha própria vida. E haviam também enigmas, como aquele em 2 Samuel 24 (NVI): "E de novo a ira do Senhor se acendeu contra Israel, e incitou a Davi contra eles, dizendo: 'Vai, numera a Israel e Judá'" Parecia estranho que Deus deveria descarregar sua ira contra Israel, levando o rei Davi a por a sua mão na demografia! Se fosse raiva contra Davi para ferir alguém, eu poderia entender o desagrado do Senhor, mas contando? Como Deus poderia realmente ter se aborrecido com isso? Tanto a aritmética e geografia foram nossa tarifa diária como alunos, e nós tivemos de aprender a contagem populacional de vários países e das principais cidades em todo o mundo se quiséssemos passar. Foram os censos que rendeu estes números uma expressão de desagrado de Deus?


Dados da Mission Handbook (2010)
O Novo Testamento, é claro, tem sua parcela de números e de palavras, específicos e gerais. "Seguia-o uma grande multidão {2} de pessoas da Galiléia, de Decápolis, de Jerusalém, da Judéia e de além do Jordão" (Mt 04:25 KJV). E, no prólogo do sermão mais famoso do mundo: "Vendo Jesus as multidões, subiu ao monte" (Mt 05:01 KJV). Multidões se reuniram, multidões O seguiram, multidões O admiraram, multidões O ouviram. (Quantas pessoas são necessárias para fazer uma multidão?) O grande final apocalípto da Bíblia é apocalíptico inclui um pouco mais de números precisos, se simbólicos ou não: doze tribos, sete igrejas, selos, anjos, pragas e taças da ira de Deus, assim como 24 anciãos e 144 mil selados. Mas o apóstolo João de outra forma evita a quantificação. Em algumas visões, Deus permite que ele veja "uma grande multidão, que ninguém podia contar, de todas as nações, e tribos, e povos e línguas, [em pé] diante do trono e diante do Cordeiro. . . [Chorando] com grande voz, dizendo: 'Salvação ao nosso Deus que está assentado no trono, e ao Cordeiro' "(Ap 7:9-10 NVI). O homem moderno te a sua sensibilidade recolhida por causa dessa imprecisão numérica.

Desde que apareceu pela primeira vez, 26 anos atrás, o quadro estatístico anual no Cristianismo mundial publicados nesta revista todo mês de janeiro, suscita uma pergunta previsível: "Onde eles conseguem esses números?" Referimo-nos tais questionadores para os prefácios de duas obras de referência de base: a Enciclopédia Cristã Mundial (Oxford University Press, 1982), Tendências Cristãs Mundias, AD-30 AD 2200: Interpretando o Megacenso Anual do Cristianismo (William Carey Library, 2001), onde os métodos estatísticos são explicados. Desde o início do recurso, em 1984, e embora os nossos demógrafos tenham arredondados seus números para o milhar mais próximo, eles nunca empregaram os termos "multidões", "grandes multidões", ou "multidão que ninguém podia contar". Os números assim expressos são notoriamente difíceis, necessitando de software de planilha para tabular e analisar.

O "Missiometrics 2011" nessa edição relata a história dos mártires cristãos e as "situações de martírio" em número gritante e explica como os autores chegaram a sua estimativa surpreendente de um milhão de mártires cristãos durante a última década. Enquanto alguns possam talvez debater a metodologia estatística, estes totais representam o aniquilamento de pessoas reais. Cada morte humanamente autorizada e administrada é uma afronta a Deus. Afinal, não importa o que um poder temporal faça, a imagem de Deus, não de César, está carimbada em cada ser humano. Render a César o que nunca pode ser rendido a ele, é idolatria.

O gráfico que acompanha este editorial é um suplemento à análise perceptiva Scott Moreau da última edição do Handbook Missão Protestante, uma das fontes de estréia de números confiáveis dos missionários norte-americanos. A partir do gráfico pode-se reunir um número considerável de informação interessante. Aprendemos, por exemplo, que na última década, o número de missionários americanos servindo no próprio país suas atribuições de um a quatro anos tem aumentado significativamente, enquanto o número daqueles termos que servem mais tempo aumentou apenas de forma incremental. Além disso, não sabemos nada mais sobre estes homens e mulheres (sem os quais não haveria números) a não ser que são americanos. O gráfico pode nos dizer quantos, mas não quem, onde, o quê, porquê, ou então o que, as únicas questões importantes da vida cotidiana.

Missão por números é útil, mas limitada. Na obra de Deus não pode haver nenhum substituto para a ineficiência. A Encarnação foi um evento espantosamente ineficiente e paroquial. Quem levou Jesus à compaixão (Mt 09:36, 15:32, Marcos 6:34) não eram anônimos, por trás de alguns dígitos arredondados, mas sim pessoas específicas, crianças, mulheres e homens, como os dois homens cegos de Mateus 20:34: "Então, Jesus teve compaixão eles "(KJV). Para os leitores do IBMR (International Bulletin of Missionary Research), então, a compaixão é a resposta mais cristã aos números.

- Jonathan J. Bonk
bonk@omsc.org

Uma benção, não?

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Praticando a Palavra - Dave Butts

Dave ButtsExiste uma grande quantidade de confusão em torno da Palavra de Deus hoje. Não é uma confusão que ocorre entre aqueles que duvidam da autoridade ou autenticidade da Bíblia. Pelo contrário, é algo que acontece, com efeito, toda semana no meio de cristãos conservadores, ortodoxos, que acreditam fielmente que a Bíblia é a Palavra de Deus. É conseqüência de obscurecer a distinção entre ouvir e praticar a Palavra de Deus e é, infelizmente, uma armadilha fácil na qual muitos de nós podemos cair.
Pode começar assim: chegamos ao culto no domingo e ouvimos uma poderosa pregação baseada nas Escrituras. Voltamos para casa dizendo: “Que palavra tremenda!” E como nos sentimos por dentro como resultado? Nós nos sentimos bem. Aí é que começa o engano. Sentimo-nos bem porque ouvimos e concordamos com a Palavra de Deus; no entanto, nem começamos a fazer algo para corresponder a ela.
No final das contas, o próprio sistema da igreja às vezes colabora para nos tornar ouvintes da Palavra e não praticantes. Em muitas igrejas, é possível ouvir uma passagem das Escrituras ensinada na Escola Dominical e outra no culto de adoração. No domingo à noite, ou no meio da semana, podemos ouvir outros textos e, talvez, ainda mais um ensinamento no grupo de comunhão ou discipulado. Num sentido muito real, estamos sendo treinados a meramente ouvir a Palavra ao invés de praticá-la, pelo fato de sermos inundados de tantos ensinamentos diferentes num curto prazo de tempo.
Tiago é quem nos dá o ensinamento bíblico mais claro a esse respeito.
“Tornai-vos, pois, praticantes da palavra, e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos. Porque, se alguém é ouvinte da palavra, e não praticante, assemelha-se ao homem que contempla num espelho o seu rosto natural; pois a si mesmo se contempla e se retira, e para logo se esquece de como era a sua aparência. Mas aquele que considera atentamente na lei perfeita, lei da liberdade, e nela persevera, não sendo ouvinte negligente, mas operoso praticante, esse será bem-aventurado no que realizar” (Tg 1.22-25).
Hebreus dá-nos outra advertência sobre não sermos meramente ouvintes, usando a nação de Israel, que vagou durante 40 anos no deserto, como um exemplo negativo. A maior parte do terceiro capítulo de Hebreus admoesta-nos do perigo de não acreditar em Deus a exemplo do que aconteceu com Israel no deserto.
“Assim, pois, como diz o Espírito Santo: Hoje se ouvirdes a sua voz, não endureçais os vossos corações como foi na provocação no dia da tentação do deserto” (Hb 3.7-8).
Em Hebreus 4.2 lemos:
“Porque também a nós foram anunciadas as boas-novas, como se deu com eles; mas a palavra que ouviram não lhes aproveitou, visto não ter sido acompanhada pela fé, naqueles que a ouviram.”
Voltemos ao livro de Tiago novamente. Ele nos adverte:
“Assim também a fé, se não tiver obras, por si só está morta” (Tiago 2.17).
Foi isso que aconteceu a Israel. Eles ouviram a voz de Deus por Moisés vez após vez. Com o passar do tempo, ouvir a Palavra e não praticá-la levou ao endurecimento dos seus corações.
Que advertência para a Igreja hoje! Seria possível que ouvir uma pregação, domingo após domingo, possa ser perigoso para nós? Sim – se repetidamente deixarmos de corresponder em ações de obediência. As Escrituras advertem-nos de que podemos começar a experimentar um endurecimento do coração. Assuntos espirituais podem começar a perder a importância e a prioridade. Deixamos de sentir uma agitação no nosso interior ao ouvirmos a explanação da Bíblia porque não estamos comprometidos a praticar o que ouvimos.
Tiago nos encoraja tremendamente a praticar a Palavra quando escreve:
“Mas aquele que considera atentamente... não sendo ouvinte negligente, mas operoso praticante, esse será bem-aventurado no que realizar” (Tg 1.25).
Que presente maravilhoso nos é oferecido! Seremos bem-aventurados naquilo que fizermos, porque estamos prestando atenção à Palavra de Deus e praticando o que ela diz. Caso você esteja imaginando que tipo de bênçãos Deus tem guardado para aquele que pratica sua Palavra, o salmista responde-nos no Salmo 112:
Bem-aventurado o homem que teme ao Senhor e se compraz nos seus mandamentos. [Aqui as bênçãos são enumeradas para nós]:
  • A sua descendência será poderosa na terra; será abençoada a geração dos justos.
  • Na sua casa há prosperidade e riqueza, e a sua justiça permanece para sempre.
  • Ao justo, nasce luz nas trevas; ele é benigno, misericordioso e justo.
  • Ditoso o homem que se compadece e empresta; ele defenderá a sua causa em juízo;
  • não será jamais abalado; será tido em memória eterna.
  • Não se atemoriza de más notícias; o seu coração é firme, confiante no Senhor.
  • O seu coração, bem firmado, não teme, até ver cumprido, nos seus adversários, o seu desejo.
  • Distribui, dá aos pobres; a sua justiça permanece para sempre, e o seu poder se exaltará em glória.
Não sei quanto a você, mas essas são as bênçãos que eu gostaria de receber de Deus. Elas vêm àqueles que não somente ouvem, mas também praticam a Palavra de Deus.
Uma das maneiras mais simples de permanecer no caminho como um praticante da Palavra é orar quando ouvimos ou lemos as Escrituras. Sempre pergunte:
“Senhor, o que há nesta passagem para mim? Existe um pecado do qual devo me arrepender? Eu deveria parar e agradecer-te, Senhor, por algo que fizeste a mim? Existe um relacionamento que preciso começar a consertar? Senhor, como isso que disseste aqui deve mudar a maneira como estou usando meu tempo ou gastando meu dinheiro hoje? Pai, ensina-me hoje da tua Palavra o que devo fazer. Dá-me ouvidos para ouvir.”
A terceira estrofe do hino tradicional, Break Thou the Bread of Life (Parte, Senhor, o Pão da Vida), expressa essa idéia muito bem (tradução literal do inglês):
Oh, envia teu Espírito, Senhor, agora para mim,
Para tocar nos meus olhos e fazer-me ver:
Mostra-me a verdade escondida em tua Palavra,
E em teu Livro revelado verei o Senhor.
Fonte: O Arauto da Sua Vinda -  Ano 23 nº 5 - Setembro/Outubro 2005
Dave Butts é autor do livro: Oração e os últimos dias (em inglês); tem perfil no Twitter,