Pesquise em mais de 1800 postagens!

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Participe da conversa sobre o Evangelho da Prosperidade

No contexto de uma situação econômica de contínua degeneração, a pobreza provoca sentimentos de insegurança e ansiedade – as pessoas começam a acreditar que prosperidade material certamente trará segurança para o futuro. Nesta situação o evangelho da prosperidade se apresenta como uma alternativa – Boas Novas para o pobre com uma mensagem sedutora: ”Deus quer que você seja rico!”. A prosperidade pode ser adquirida pela fé. A riqueza está entre uma das bênçãos prometidas a Abraão e seus descendentes. A pobreza é parte da maldição destruída pela morte de Cristo.

Esta mensagem da prosperidade foi pregada a povos em lugares como África e América Latina, onde existe pouca esperança. Algumas pessoas escaparam da extrema pobreza devido à mensagem de prosperidade levada a eles para mudar seu comportamento e mentalidade. Outros, atraídos pelo discurso, experimentaram uma conversão verdadeira. Questiona-se se o Evangelho da Prosperidade está ou não preenchendo uma lacuna criada por evangélicos que ignoram a pobreza crônica. As Boas Novas atingem este contexto?

O Evangelho da Prosperidade, embora atraia algumas pessoas, levanta, contudo, questões legítimas e sérias em outras pessoas. Por exemplo, o uso seletivo de alguns textos bíblicos, a marginalização de noções bíblicas de ”contentamento”, a promoção do materialismo e o amor ao dinheiro levanta questões importantes. O estilo de vida de alguns pregadores traz preocupação. Na verdade, alguns vivem bem longe do modelo de humildade e sofrimento ilustrado por Jesus. Será que não são excessos dos quais devemos nos arrepender?

Essa conversa explorará essas questões.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão ou amigo, faça seu comentário. Alguns comentários podem ser apagados..... Você tem liberdade de escrever o que quiser, porém, sua liberdade está condicionada ao senhorio de Jesus Cristo, às Santas Escrituras e aos objetivos do blog.