Pesquise em mais de 1800 postagens!

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Tunísia - DIA 26 - Calendário de Oração

População: 10,276,158
Líder político: Presidente Zine El Abidine ben Ali
Religiões: 99.7%, islamismo, 0.2% cristãos, 0.1% outras.
Posição no rank de perseguição: 46º
Número de grupos terroristas: 2
Ações de terrorismo: 16; Casualidades: 31
Percentual de corrupção: 54%
Percentual da população que vive na miséria: 7.4%
Fonte: win1040.org

Histórico

TUNÍSIA - País africano banhado pelo Mar Mediterrâneo, limitado a leste pela Líbia e a oeste pela Argélia. Seu topônimo vem de Tunes, a transcrição em latim da palavra de origem árabe tenese, que significa acampamento noturno, pousada.
O território onde está a Tunísia foi colonizado no ano 1000 a.C. pelos fenícios, tornando-se importante centro comercial do Mediterrâneo até sua destruição por Roma, em 146 a.C., passando, então, a fazer parte do Império Romano. Os árabes conquistaram a região no Século VII da Era Cristã e transformaram a cidade de Túnis no mais importante centro religioso islâmico do norte da África. Na Tunísia, os árabes enfrentaram a resistência mais feroz à sua invasão e penetração no ocidente, entretanto, foi ali que melhor se cultivou e se desenvolveu a sua cultura.
Em 1574, a Tunísia foi incorporada ao Império Turco-Otomano e permaneceu administrada por governadores turcos até 1881, quando se tornou protetorado da França. Na Segunda Guerra Mundial, o país foi ocupado pelos alemães, sendo palco de violentas batalhas. Com o fim do conflito floresceu o movimento nacionalista tunisiano. Em 1956, a França concedeu independência à Tunísia. Habib Bourguiba, o principal líder nacionalista, foi eleito para a presidência em 1959, transformando-se posteriormente em presidente vitalício. Em 1964, seu partido se tornou o único legal. Greves e manifestações populares marcaram os anos 80 e refletiram a crescente insatisfação com o governo Bourguiba. Em 1987, o líder foi considerado incapaz de governar, sendo substituído pelo primeiro-ministro Zine El-Abidine Ben Ali, que revogou a presidência vitalícia e estabeleceu a liberdade partidária. Em novembro 2001, o presidente Ben Ali anunciou reformas democráticas: criação de um segundo corpo legislativo para reforçar o poder legislativo, dando ao conselho constitucional mais poderes para verificar a regularidade de eleições presidenciais e legislativas. Todas as provisões eram parte de uma reforma constitucional adotada pelo referendo popular de maio de 2002. A segunda câmara legislativa foi inaugurada em agosto 2005. A forma de governo da Tunísia é mista. A Assembléia Nacional tem 182 membros eleitos por voto direto para mandato de 5 anos. A constituição está em vigor desde 1959. Atualmente, Zine El Abidine Ben Ali está na presidência e Mohamed Ghannouchi é o primeiro-ministro.
Fonte: IBGE

Você precisa conhecer os outros países da Janela 10 x 40!

Você precisa aplicar em sua igreja slides sobre a Janela 10 x 40 (powerpoint!)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão ou amigo, faça seu comentário. Alguns comentários podem ser apagados..... Você tem liberdade de escrever o que quiser, porém, sua liberdade está condicionada ao senhorio de Jesus Cristo, às Santas Escrituras e aos objetivos do blog.