Pesquise em mais de 1800 postagens!

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Coreia do Norte - DIA 27 - Calendário de Oração

População: 23,301,725
Líder político: Rei Jong-il
Religiões: 64.3% sem religião, 18% outras, 16% tradicionais, 1.7% cristãos
Posição no rank de perseguição: 1º
Número de grupos terroristas: não calculado
Ações de terrorismo: não calculado; Casualidades: não calculado
Percentual de corrupção: 90%
Percentual da população que vive na miséria: não calculado
Fonte: win1040.org

Histórico

CORÉIA DO NORTE – País do sudeste asiático, banhado pelo Oceano Pacífico, localizado na porção norte da Península da Coréia. Limita-se com a Coréia do Sul, China e Rússia. O topônimo Coréia deriva-se de Koryo, “alto e belo”, nome da dinastia que governou o país de 918 a.C. até 1392 d.C.
A península, que desde meados do Século XX está dividida em dois países, era o mesmo país, povoado originalmente por povos de linguagem tungu. Estes emigraram da Sibéria, estabelecendo-se, entre os Séculos X e VIII a.C., como diversos grupos tribais ao longo da península. O mais importante destes grupos foi o Antigo Choson, que se estabeleceu na bacia do rio Taedong. Por volta do Século IV a.C. o povo choson aglutinou outras tribos que estavam assentadas entre as bacias dos rios Liao e Taedong. No ano 108 a.C., o império chinês venceu os choson e os redividiu em quatro colônias chinesas: Tchen-fan, Hiuan-t’ou, Lin-toun e Lo-lang.
Mais tarde, a Coréia encontrou sua identidade e integridade política, embora acompanhasse o modelo de governo chinês, baseados no confucionismo.
A partir do Século I a.C., a península se dividiu em reinos rivais de Koguryo, Paeckche e Silla. Os três reinos se fundiram em um Estado, após sucessivas guerras, com o reino de Silla prevalecendo sobre os demais. Ao final do Século VII, o reino de Silla começou a declinar. Em 918, Wang Kong fundou Songak, atual Kaesong, na Coréia do Norte e em 936 voltou a unificar a península, fundando a dinastia Koryo, que dá nome ao país.
No Século XIII, Koryo foi invadida por mongóis, que passaram a ter grande influência na corte. E, 1392, Yi Song-gye fundou a dinastia Choson (Yi) que duraria até 1910. Neste ano, o Japão anexou a Coréia. Com o fim da II Guerra Mundial, o ideal coreano de uma nação unificada e independente parecia estar se concretizando. Entretanto, interesses políticos dividiram a península na altura do paralelo 38o, com o norte sendo ocupado pelos soviéticos e o sul sob controle norte-americano.
Em 9 de setembro de 1948, foi proclamada, em Pyongyang, a República Democrática Popular da Coréia, com Kim II Sung, como primeiro-ministro. O país se tornou uma ditadura apoiada em rígidos cânones comunistas. Em 1950, o país se envolveu em um conflito armado com os Estados Unidos que durou três anos, até a assinatura do armistício em Panmunjon.
Entre 1954 e 1961, Kim II Sung assinou tratados de assistência militar com a URSS e com a China. Em 1972, ele se tornou presidente vitalício da Coréia do Norte. Com a sua morte, em 1994, seu filho, Kim Jong II, assumiu o poder, como se o país fosse uma espécie de “monarquia comunista”. Atualmente, a Coréia do Norte guarda extrema dependência da China, praticamente sua única aliada. Em outubro de 2006, a Coréia do Norte explodiu uma bomba atômica apesar dos protestos da comunidade internacional. A ONU aprovou sanções econômicas ao país e, em tempos recentes, o governo norte-coreano concordou em desistir do seu programa militar atômico em troca de ajuda internacional.
Fonte: IBGE

Você precisa conhecer os outros países da Janela 10 x 40!

Você precisa aplicar em sua igreja slides sobre a Janela 10 x 40 (powerpoint!)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão ou amigo, faça seu comentário. Alguns comentários podem ser apagados..... Você tem liberdade de escrever o que quiser, porém, sua liberdade está condicionada ao senhorio de Jesus Cristo, às Santas Escrituras e aos objetivos do blog.