Pesquise em mais de 1800 postagens!

domingo, 2 de maio de 2010

O cristão e o mundo - Gloecir Bianco

"Não peço que os tires do mundo, e sim que os guardes do mal. Eles não são do mundo, como também eu não sou. Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade." (João 17:15 a 17)

Não é nada fácil viver neste mundo. O Cristão sofre angústias, tribulações, problemas financeiros, doenças, miséria, fome, desemprego etc. Tudo que o mundo sofre. Qual será o propósito de Jesus para seus seguidores neste mundo, já que ele pede abertamente ao Pai no texto citado, que não nos tire do mundo? Parece contraditório, entretanto, é exatamente este o propósito. O Cristão precisa ser sal "Vós sois o sal da terra; ora, se o sal vier a ser insípido, como lhe restaurar o sabor? Para nada mais presta senão para, lançado fora, ser pisado pelos homens." (Mateus 5:13) e precisa ser luz: "Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder a cidade edificada sobre um monte; nem se acende uma candeia para colocá-la debaixo do alqueire, mas no velador, e alumia a todos os que se encontram na casa." (Mateus 5:14 e 15) Não tem jeito, a interferência do Cristão precisa ser no mundo a fim de "restaurar o sabor" a fim de "alumiar a todos".
Certa ocasião o Senhor Jesus foi visto na companhia de muitos pecadores, imaginem, para o evangelista chamá-los de pecadores é porque a fama destas pessoas era declarada, todos os conheciam como pecadores. Os que procuravam condenar a Jesus e para isto viviam procurando argumentos, logo questionaram: "Por que come vosso Mestre com publicanos e pecadores?" e "Jesus, ouvindo, disse: Os sãos não precisam de médico, e sim os doentes." (Mateus 9:10 a 13)

Durante muitos séculos o homem sofreu muito com interpretações errôneas, equivocadas e até extremas desta realidade e como sabemos, tentou viver isolado para assim servir a Deus de maneira "santa". Isolou-se em mosteiros, conventos e ordens religiosas, tendo como única finalidade estudar a Bíblia e orar. Que fracasso, que frustração descobrir o que Jesus disse e está registrado à nossa disposição nos evangelhos: "vocês têm que estar no mundo a fim de restaurar-lhe o sabor", "vocês vão ter que se expor a fim de alumiar a todos".

Como é difícil estar inserido neste mundo e fazendo diferença no trabalho, na escola, na vizinhança, na rua, nas férias, nas viagens. Não podemos nos enclausurar em "mosteiros", em "igrejas", somente com amigos Cristãos. Precisamos "restaurar o sabor de nossos amigos no trabalho, na escola, na vizinhança, na rua, durante nossos momentos de lazer" é assim que tem que ser.

A principal missão da Igreja de Cristo no mundo é evangelizar, promovendo a conversão dos descrentes pelo exemplo de nossa própria vida transformada. O amor ao próximo deve levar o Cristão à prática de obras de misericórdia em favor de todas as pessoas, tanto crentes como descrentes. E sem dúvida o mais difícil: Os Cristãos são chamados a cumprir sua "missão cultural", que Deus lhes deu na criação (Gênesis 1:28 a 30 e Salmos 8:6 a 8). A humanidade foi criada para administrar o mundo de Deus, e essa administração é parte da vocação humana em Cristo, tendo por alvo a honra de Deus e o bem dos outros. A "ética do trabalho" Cristão é, essencialmente, uma disciplina religiosa, o cumprimento de um "chamamento" divino para administrar a criação de Deus.

Como tem sido nossa interferência neste mundo de Deus, você tem administrado a criação de Deus com ética, responsabilidade, amor ou tem se escondido em "mosteiros"?, Lembre-se: os Cristãos devem envolver-se em todas as formas de atividades humanas lícitas e agir de acordo com os valores Cristãos, tornando-se sal (agente profilático) e luz (mostrar o caminho) na comunidade humana, somente quando cumprirmos nossa vocação dessa maneira, poderemos transformar as culturas ao nosso redor.

Extraído de Aviva Missões

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão ou amigo, faça seu comentário. Alguns comentários podem ser apagados..... Você tem liberdade de escrever o que quiser, porém, sua liberdade está condicionada ao senhorio de Jesus Cristo, às Santas Escrituras e aos objetivos do blog.