Pesquise em mais de 1800 postagens!

sexta-feira, 23 de abril de 2010

O espírito de Absalão

O Pilar de Absalão - Jerusalém
Neste mês de abril resgatarei alguns estudos para células que fiz para a minha ex-igreja nos idos de 2004-2006.

São estudos comentados ou apenas esboçados que fiz para auxiliar os demais líderes de células, para que eles dessem alimento sólido em suas células.

Aproveitem e não deixem de comentar!

Texto base: 2 Samuel 15:1-6

Introdução: veremos  o  espírito  de Absalão,  que  é  resumido  pela  expressão:  “Se  fosse  eu, faria  de  outro jeito...”.   É   um espírito de crítica que semeia a confusão no meio do povo. Um espírito que tenta roubar os corações dos crentes.

1) Absalão e sua boca - Absalão era filho de Davi, forte candidato a suceder Davi no trono. Amnon era outro filho de Davi. Amnon apaixonou-se por Tamar (filha de Davi), forçou-a e depois a abandonou. Absalão revoltou-se, foi e matou Amnon. Matou e fugiu (2 Sm. 13). Passado alguns anos, Davi recebe de volta a Absalão  (2 Sm.  14). Absalão começa então a sentar-se junto às portas de Jerusalém, interceptando as pessoas que iam procurar o rei Davi e dizia: “Ah! Quem me dera ser juiz desta terra... .” (2Sm. 15:4).

2) A ação do espírito de Absalão  - Muitos crentes pecam falando demais. Dizem:  “Se eu 
fosse o pastor...” ou “Se fosse eu que cantasse...” ou “Se eu fosse um líder de célula... .” ou “Se eu 
tivesse  arrumado  o  ônibus...”.  Estas  pessoas  falam  o  que  não  sabem.  Ou  pior,  pensam  que sabem, mas, na verdade... Estas pessoas:
a. Juntam pessoas em torno de si (vs. 1);
b. Elaboram estratégias para falar (vs. 2a);
c. Elogiam as pessoas falsamente (vs. 3a);
d. Falam mal da liderança (vs. 3b);
e. Denunciam-se pelas palavras (vs. 4);
f. São falsas (vs. 5);
g. Furtam o coração das pessoas (vs. 6)

3) Conseqüências - As pessoas que têm o espírito de Absalão:
a. recebem conselhos falsos (2 Sm. 17:14);
b. são laçadas pelo maligno (2Sm. 18:9);
c. são mortas (2Sm. 18:15);

4) O poder da língua  - Temos que reconhecer que a morte e a vida estão no poder da língua  (Pv. 18.21). Que a natureza humana gosta de falar, falar, falar...  (Pv.  18.  20).    Muitas vezes, é melhor fechar a boca do que falar asneiras (Pv. 21.23). O espírito de Absalão faz com que  nossa  maneira  de  falar  seja  dura  como  uma  ponta  de  espada.  Temos  que  mudar  esta maneira, quebrar este espírito, para que possamos ter uma língua sábia   e derramar saúde sobre as coisas e pessoas (Pv. 12.18 e 19).

5) Ferramentas para quebrar este espírito:
a. Reconhecer que temos pecado contra Deus e contra a liderança;
b. Confessar o pecado;
c. Analisar a origem, a porta de entrada. Com Absalão, foi o desejo de vingança por causa de
Tamar (2Sm. 13.22). Temos que analisar, verificar qual foi a porta de entrada para este espírito;
d. Fechar a brecha. Absalão deixou a coisa acontecer, não se conteve, não procurou ajuda. Temos que procurar nossos líderes e abrir nossos corações.   A transparência e a submissão são fundamentais;
e. Mudar de atitude.

Conclusão: vamos extirpar este espírito de nosso meio em nome de Jesus!! A começar por mim, por você e por seus discípulos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão ou amigo, faça seu comentário. Alguns comentários podem ser apagados..... Você tem liberdade de escrever o que quiser, porém, sua liberdade está condicionada ao senhorio de Jesus Cristo, às Santas Escrituras e aos objetivos do blog.