Pesquise em mais de 1800 postagens!

terça-feira, 6 de abril de 2010

Da teoria à prática

Neste mês de abril resgatarei alguns estudos para células que fiz para a minha ex-igreja nos idos de 2004-2006. São estudos comentados ou apenas esboçados que fiz para auxiliar os demais líderes de células, para que eles dessem alimento sólido em suas células. Na época eu era líder de célula e passei a ser líder de macrocélula. Tinha mais de 100 homens na macrocélula que se chamava Diante do Trono.
Aquela macrocélula teve como primeiro líder o Marcelo, depois o Izaías e finalmente eu. Fiquei um ano na frente dela e passei o bastão para meu filho na fé, o Bruno. Hoje, o Bruno ainda é o líder. Um adolescente que vi tornar-se homem, um homem de Deus! Um adolescente que amava futebol, um homem que tem o temor a Deus!
Tenho muitas saudades daqueles homens de Deus, daqueles irmãos que me deram o privilégio de participar da colheita, consolidação e discipulado. Participar de suas vidas! São filhos na fé que guardo no coração, apesar da distância do tempo e do espaço. Apesar da mudança de planos de Deus para a minha vida! Quer saber minha opinião sobre a igreja em células no modelo dos 12, clique aqui.  Não confunda Visão celular com Modelo dos 12!

Aproveitem e não deixem de comentar!


Texto base: Ezequiel 33:30 – 33
Introdução: Colocar a Palavra de Deus em prática, esta é uma das chaves para alcançarmos as bênçãos. São tantas promessas na Bíblia, coisas maravilhosas, doces na nossa boca! Mas também existem os mandamentos, muitas vezes amargos  para o crente carnal. Em Ap. 10:10, João é convidado a comer um livrinho (que é a Palavra de Deus). Na boca ele sentiu o livro como se fosse doce (significa as bênçãos), mas  no estômago o livro foi amargo  (significa os mandamentos, as conseqüências da desobediência). Vamos ensinar a nossos discípulos (e a nós mesmos) a praticar a Palavra de Deus. Para orientá–los, vamos ver o caso dos judeus no tempo de Ezequiel:

1) “Canção de Amores”. O povo de Jerusalém que estava habitando em Babilônia, próximo ao rio Quebar, por causa do exílio, iam até Ezequiel para ouvir as palavras de Deus. Falavam bem de
Ezequiel dentro de suas casas (vs 30 a) Uns convidavam os outros (vs. 30 b). Mas as palavras de Ezequiel soavam como uma “canção de amores” (vs. 32 a), bonita, agradável, só romance;

2) “Não as põem por obra”. O povo não praticava a Palavra de Deus. Ouvia, ouvia, mas não as praticava. Preferiam seguir seu próprio coração. Criavam um sistema de pensamento que lhes tirava a
razão, criavam conselhos falsos para si mesmos (Pv. 1:28 a 30);

3) “Seu coração segue a sua avareza”. Eles não abriam o coração para receber a Palavra de Deus. Ouviam a Palavra, mas não as praticavam. Para eles, a avareza do coração era mais
importante.

4) “Quando vier isto”. Mal sabiam aquelas pessoas que entre elas havia um profeta maravilhoso, Ezequiel. Com a unção vinda do trono de Deus. Mas, Deus iria tornar a terra em assolação e espanto (vs. 28 e 29), com o próprio povo nela! Aí então se arrependeriam, voltariam para o Senhor.

Conclusão: Será que não estamos tendo a mesma atitude que esses judeus? Será que não vemos o culto como um mero espetáculo e falamos: “Ah, isso que o pastor está falando não é para mim. Serve para o Fulano.” Ou então, “Ah que bênção que é a pregação do pastor. Eu gosto muito porque ele me abençoa, só não gosto quando ele fala de santidade”. Ou ainda “Não preciso fazer igual os irmãos, ir lá na frente, dançar, pular, ajoelhar. Pra que? Isto é exagero”. Será que falamos um para o outro: “Ah o pastor desceu a lenha no irmão Fulano, ele é fofoqueiro, mentiroso e pensa que é santo”. Estamos muita vezes tomando atitudes como um crente do tipo “” (joga para o outro), enquanto deveríamos ser crentes do tipo “rastelo” (trazer para si). Alguns  irmãos não obedecem a Palavra de Deus, caem em tentação, abrem brechas para o inimigo, depois vem chorando pedindo socorro! “Ah pastor, ora por mim!”. Como  interceder por uma pessoa que vive pecando, desobedecendo a Palavra de Deus? Não podemos ser meros ouvintes da Palavra, mas praticantes dela! (Tg. 1:22–25).

Quer ser bem aventurado em tudo o que fizer? Atenta para a Palavra de Deus e persevera, não seja um ouvinte esquecido (vs. 25). Em 1Jo. 3:10 lemos que aquele que não pratica a Palavra de Deus, não é de Deus. Irmãos, é hora de entender que devemos obedecer a Palavra, colocá-la em prática. Sair da Teoria e ir para a Prática. Se não fizermos isso, podemos estar enganados até mesmo quanto a nossa salvação! Não sejamos como os judeus citados no livro de Ezequiel, que não puseram a Palavra por obra! Eles sofreram o prejuízo! Foram mortos no exílio. Você faria cirurgia com um médico que nunca presenciou ou participou de uma cirurgia? Procuraria um mecânico que, ao invés de ferramentas gastas  pelo tempo, tem somente livros de mecânica na estante? Portanto, irmão, vamos fortalecer nossos joelhos trôpegos e endireitar nosso caminho! (Hb. 12:12 e 13).

Líder: Prepare-se de antemão com oração e leitura dos textos. Leia os versículos anteriores e posteriores de cada texto indicado. Irmão, procure mostrar a loucura que é permanecer nesta disposição de não praticar a Palavra. Dê seu próprio testemunho para eles. Diga como era sua vida e como é agora que você pratica a Palavra de Deus. Não dê ênfase na maldição de não praticar a Palavra, mas sim, na bênção que é praticá-la. Durante a ministração, coloque uma música abençoada, unja seus discípulos, ore por eles, leve–os ao quebrantamento. Profetize bênçãos sobre a vida deles.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão ou amigo, faça seu comentário. Alguns comentários podem ser apagados..... Você tem liberdade de escrever o que quiser, porém, sua liberdade está condicionada ao senhorio de Jesus Cristo, às Santas Escrituras e aos objetivos do blog.