Pesquise em mais de 1800 postagens!

terça-feira, 30 de março de 2010

Islamismo - Dicionário


Vamos conhecer melhor o Islamismo e a melhor maneira de orar por eles.

É o Blog Missões e Adoração gerando ferramentas para você conhecer melhor os muçulmanos.

Conhecer para interceder!

Vamos conhecer um pouco mais através desse dicionário de termos relacionados ao Islamismo:
  • Abdula [Abdullah]: servo de Deus.
  • Akhirah: Crença na vida após a morte, parte importante da fé islâmica
  • Al-i-Quitab [Ahl-i-Kitab]: o povo do Livro: expressão do Corão para judeus e cristãos que tinham seus livros sagrados antes de Maomé. De acordo com algumas pessoas, isto também inclui os zoroastrianos.
  • Ahmad: “Aquele que é louvado”, usado no Corão para se referir à profecia de Jesus sobre aquele que viria depois dele.
  • Ahmadi: seguidor de Ghulam Ahmad Mirza.
  • Ahmadia [Ahmadiyya]: nome da seita dos muçulmanos que são chamados de ahmadis.
  • Alá [Allah]: palavra árabe para Deus.
  • Alahu Acbar [Allahu Akbar]: Deus é grande; expressão comum tipicamente muçulmana.
  • Al-Manar: O Farol, nome de um períodico árabe.
  • Amal: literalmente significa “esperança”; nome de uma seita xiita.
  • Arafat: nome de uma planície a alguns quilômetros de Meca.
  • Ashi: nome das orações da tarde
  • Ashura: nome do Dia da Expiação judaico; coincide com o dia dez de Muarã, em que os xiitas celebram a morte de Husain.
  • Aiatolá [Ayatollah]: literalmente significa “sinal de Deus”; nome do funcionário religioso de mais posição no islamismo xiita.
  • Azan: Convocação à oração dos muçulmanos
  • Bairam: nome alternativo para o Grande Jejum no islamismo, que é Id al-Cabir, Id al-Ada ou Id al-Curban.
  • Baraca [Baraka]: bênção, muitas vezes entendido como “algo” que pode ser passado de uma pessoa ou coisa para outra.
  • Bismillah: "Em nome de Deus", verso usado pelos muçulmanos para pedir a bênção divina. Aparece no início de quase todas as suratas do Corão
  • Caaba [Kaaba]: a construção em forma de cubo dentro da mesquita em Meca, que se pensa ser “a casa de Deus”.
  • Cadi [Qadi]: um juiz religioso no islamismo.
  • Cadiani [Qadiani]: um seguidor de Ghulam Ahmad Mirza, cuja cidade natal foi Qadian, na Índia.
  • Cadija [Khadijah]: a primeira esposa de Maomé.
  • Califa [Khalifa ou Caliph]: sucessor de Maomé, governante de muçulmanos.
  • Carijitas[Kharijites]: uma seita fanática de muçulmanos cujos membros sentem que têm de rebelar-se contra os governantes que pecaram.
  • Cinco pilares do Islã: As obrigações que o muçulmano deve cumprir para seguir sua fé
  • Corão [Quran]: “recitação”, nome das “recitações” de Maomé compiladas, o livro sagrado dos muçulmanos.
  • Cutba [Khutbah]: o sermão pregado nas mesquitas nas sextas-feiras à tarde.
  • Dajjal: palavra muçulmana para o anticristo.
  • Dar al-Harb: a “casa dos resistentes”, aqueles contra quem se deve fazer guerra santa até que sejam submetidos ou mortos.
  • Dar al-Islam: a “casa do islã”, os que se submeteram ao ensino de Maomé.
  • Dimi [Dhimmi]: “clientes”: judeus e cristãos que se submetem ao domínio muçulmano e pagam um imposto especial.
  • Din: as obrigações da religião, em resposta à lei de Maomé. A religião e o estilo de vida do Islã
  • Drusos [Druze]: um ramo do islamismo xiita no Líbano.
  • Dua: oração extemporânea no islamismo.
  • Euangelion: termo grego para “boas novas”.
  • Fard: Obrigação, algo que deve ser feito em nome da fé
  • Hadit [Hadith]: as tradições escritas do islamismo, baseadas na Suna. Um discurso, mensagem, ação ou história do profeta Maomé, relatado pelos seus contemporâneos
  • Hafiz: Pessoa que sabe todos os versos do Corão
  • Haj [Hajj]: A peregrinação anual a Meca, um dos cinco pilares do Islã. O muçulmano saudável e com condições financeiras deve fazer o haj pelo menos uma vez na vida
  • Hanif: um monoteísta de Meca que não era nem judeu nem cristão.
  • Hégira [Hijra]: emigração; A fuga de Maomé e seus seguidores de Meca para Medina, para escapar da perseguição às suas crenças. A migração inaugura o islamismo e marca o início de seu calendário
  • Hezbolá [Hizbollah]: “partido de Deus”, seita xiita no Líbano.
  • Hijab: Traje típico islâmico usado pelas mulheres para "proteger sua modéstia", como manda o Corão. Seu tamanho varia de acordo com as tradições regionais
  • Iatrib [Yathrib]: nome original da cidade de Medina.
  • Id al-Ada [Id al-Adha]: “festa do sacrifício”, comemorando a tentativa de Abraão de sacrificar seu filho. Festa que coincide com a peregrinação anual a Meca
  • Id al-Fitra: “festa do fim do jejum”. Festa celebrada no fim do mês do Ramadã, a principal da religião.
  • Id al-Cabir [Id al-Kabir]: “a grande festa”, a mesma que a “festa do sacrifício”.
  • Id-al-Ghadir: Aniversário da declaração de Maomé indicando Ali como seu sucessor, comemorado apenas pelos xiitas
  • Iftar: Desjejum
  • Iram [Ihram]: Estado de pureza espiritual exigido dos muçulmanos que fazem a peregrinação a Meca
  • Ilm: conhecimento intelectual.
  • Imã: os dirigentes das orações no islamismo sunita; um título muito mais importante de funcionário religioso no islamismo xiita.
  • Imami: ramo de islamismo xiita que segue o duodécimo imam que desapareceu e está oculto.
  • Iman: “fé”, os seis artigos centrais do credo muçulmano.
  • Injil: o nome que Maomé deu ao evangelho ou “Livro” que ele pensava que Deus dera a Jesus.
  • Islã: “submissão” em árabe, rendição ao ensino de Maomé.
  • Ismaili: ramo do islamismo xiita que segue o sétimo imam que desapareceu.
  • Isnad: a “cadeia de referência” das tradições escritas.
  • Jihad: “empenhar-se” (em prol de Deus), significando qualquer meio de promover o islamismo, incluindo a guerra santa; a luta e o esforço de um seguidor da religião para viver a fé islâmica da melhor forma possível e defender o Islã, mesmo que isso signifique o uso da força
  • Jin [Jinn]: ordem de seres espirituais, não anjos, supostamente criados do fogo; geralmente considerados de natureza má.
  • Jizia [Jizya]: Imposto especial por cabeça cobrado de judeus e cristãos.
  • Kenosis: palavra grega que significa “esvaziar-se”.
  • Madraçal, madrassa: Escola dedicada a formar e doutrinar meninos muçulmanos
  • Mahdi: “Aquele que é guiado corretamente”, que voltará no fim dos tempos para purificar o islamismo.
  • Marifah: conhecimento místico de Deus.
  • Marua [Marwa]: um dos dois montes entre os quais os peregrinos correm reencenando a busca de Agar por água.
  • Masa: nome do por do sol e das orações da noite.
  • Masjid: “lugar de inclinar-se”; sinônimo para mesquita.
  • Matn: o texto da tradição escrita.
  • Maulvi: título de um estudioso religioso.
  • Mawlid Al-Nabi: Festa do aniversário de nascimento de Maomé
  • Meca: cidade sagrada do islamismo, onde Maomé nasceu e para onde retornou depois de fundar o islamismo; centro de peregrinação;
  • Medina: a cidade a qual Maomé governou de 622 a 632 d.C.; a segunda cidade sagrada do islamismo, para onde Maomé fugiu quando foi perseguido em Meca.
  • Mesquita: versão portuguesa do termo masjid, o lugar muçulmano de adoração; local onde os muçulmanos fazem suas orações em conjunto
  • Mihrab: Nicho aberto em todas as mesquitas para apontar a direção de Meca
  • Mina: o lugar onde os muçulmanos dizem que Abraão sacrificou um animal que Deus proveu, em lugar de seu filho.
  • Minbar: Púlpito de uma mesquita
  • Minaret: A torre da mesquita, de onde é feita a convocação para as orações
  • Mirzai: um seguidor de Ghulam Ahmad Mirza.
  • Mizan-ul-Haqq: O equilíbrio da verdade, o livro das respostas apologéticas do Dr. Karl Pfander aos questionamentos dos muçulmanos às doutrinas cristãs.
  • Muçulmano: alguém que se submeteu a Maomé e seu ensino; seguidor da fé islâmica
  • Muezzin: O religioso que convoca os muçulmanos para as orações
  • Mufti: um jurisprudente muçulmano, juiz do supremo tribunal.
  • Mujahidin: um “guerreiro santo” muçulmano, que luta em uma jihad.
  • Mulá [Mullah]: um professor muçulmano de pouca instrução.
  • Niyya: Declaração sincera da intenção de glorificar Deus, feita em silêncio
  • Pir: termo não árabe para “homem santo” no subcontinente indiano.
  • Quiblah: A direção de Meca
  • Rakah: Conjunto de movimentos do ritual de orações, ou salah
  • Razzia: o costume de assaltar as caravanas dos inimigos.
  • Ramadã: Mês sagrado dos muçulmanos, mês de jejum
  • Sadacat [Sadaqat]: “justiça”, doações voluntárias aos pobres.
  • Safa: um dos dois montes entre os quais os peregrinos correm ao reencenar a busca de Agar por água.
  • Salat: o termo para orações rituais no islamismo.
  • Salat-ul-Juma: As orações de sexta-feira, dia sagrado dos muçulmanos, nas mesquitas
  • Saum [Sawm]: o termo para o jejum muçulmano; jejuar durante o dia
  • Shaada [Shahadah]: A declaração de fé ("Não há outra divindade além de Alá e Mohammad é seu Mensageiro"); fazendo essa declaração alguém se torna muçulmano
  • Shaic [Shaykh]: xeque, um líder religioso ou “homem santo”.
  • Sharia [Shariah]: “o caminho para a água”, o conjunto de leis islâmicas, tratando de costumes e da vida em sociedade
  • Shirc [Shirk]: o pecado imperdoável no islamismo, de associar alguém mais com Deus (Deus não tem parceiro).
  • Sijda: o ato de inclinar-se, prostrar-se em oração.
  • Sub [Subh]: “manhã’, a hora da primeira oração do dia.
  • Suf: termo árabe para “lã”.
  • Sufi: um místico muçulmano; os primeiros usavam roupas de lã (suf).
  • Sufismo: a prática religiosa do misticismo pelos muçulmanos.
  • Sultão: título de um governante muçulmano, diferente de califa.
  • Suna [Sunnah]: “a trilha batida”, a tradição viva concernente ao que Maomé fez e disse.
  • Sunita: alguém que segue a conduta modelar e o ensino de Maomé; o principal tronco da religião, concentrando 90% dos muçulmanos
  • Surata: capítulo do Corão.
  • Ta ethne: expressão grega para “as nações”, traduzido melhor por “grupos etnolingüísticos de povos”.
  • Takbir: O processo de se concentrar numa oração e ignorar o que está ao redor
  • Tauaf [Tawaf]: o ritual de andar em volta da Caaba, a grande construção em forma de cubo dentro da grande mesquita de Meca.
  • Taurat: Tora ou Torá, o livro que Deus deu a Moisés (a lei mosaica).
  • Tawaf: Dar sete voltas na Caaba durante o haj
  • Ulama: estudiosos religiosos, plural de alam.
  • Umma [Ummah]: “a comunidade dos fiéis”, os muçulmanos.
  • Wudu: O ritual de lavar as mãos antes das orações diárias
  • Xiitas [Shia]: a seita do islamismo que segue Ali como líder; o segundo maior grupo dentro da religião, concentrando 10% dos muçulmanos
  • Zacat [Zakat]: as esmolas obrigatórias, mais ou menos 2,5% da renda da pessoa.
  • Zili [Zilli]: palavra usada para um profeta reformador, distinto de um profeta inspirado; aplicada a Ghulam Ahmad Mirza.
 
Fontes: CD O Mundo do Islã - SEPAL

2 comentários:

Irmão ou amigo, faça seu comentário. Alguns comentários podem ser apagados..... Você tem liberdade de escrever o que quiser, porém, sua liberdade está condicionada ao senhorio de Jesus Cristo, às Santas Escrituras e aos objetivos do blog.