Pesquise em mais de 1800 postagens!

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Dossiê de Oração: Guiné


GUINÉ
População: 9.806.509
Líder político: O presidente Moussa Dadis Camara
Cristãos: 0,98%
Religião Dominante : islamismo sunita
Perseguição Ranking: Sem ranking
Número de grupos terroristas: Nenhum cadastro
Atos de Terrorismo: 1; Vítimas: 0
Percentual de corrupção: 81%
Percentual de pessoas na pobreza: 47%

Não vamos confundir as Guinés! Além da Guiné, existe a Guiné Equatorial e a Guiné-Bissau (na África), a Papua Nova Guiné (na Oceania), Guiana Francesa e a Guiana (na América). Guiné é o nome dado à costa africana que vai aproximadamente desde o Cabo Verde, no Senegal, até à foz do rio Ogooué, no Gabão.

Tal como os seus vizinhos próximos, na costa da África Ocidental, o povo da Guiné fez parte dos impérios do Mali e Gana. Tornou-se também uma fonte importante de abastecimento de escravos para os mercados europeus e americanos. A pesquisa mostra que a área era um centro de comércio de escravos, com a primeira prova da escravidão organizada que remonta ao século VII. No século XV, Guiné contribuiu com cerca de um terço dos escravos do continente africano. [George Otis Jr., fortalezas da Janela 10/40, (Seattle, WA: YWAM Publishing, 1995), p. 90. ]

O país ganhou a independência da França em 1958, e o primeiro presidente, Ahmed Sékou Touré, rapidamente transformou o governo em uma ditadura marxista. Toure quase destruiu o país, causando terror por quase três décadas. Ele foi finalmente retirado do cargo por um golpe militar em 1984. Um dos poucos efeitos positivos do regime de Touré foi uma maior liberdade religio.sa Depois de anos de repressão, mesmo a população muçulmana, foi mais tolerante em relação aos diferentes credos.

Islã chegou à região nos séculos 17 e 18 e foi misturado com as práticas animistas e outras religiões tribais. O cristianismo foi proclamado pelos francês católicos, mas tende a estar associada com o colonialismo. No início de 1900, a maçonaria francesa também foi introduzida.

Em tempos mais recentes, a Guiné se tornou conhecido pela sua pobreza. Foi classificado em 160º, de 177 nações, no Relatório do Desenvolvimento Humano das Nações Unidas. Isto é, em grande parte, devido ao Presidente Touré e outros que têm conduzido o país à falência por meio da ganância e roubo e que não conseguiram desenvolver muitos recursos naturais da Guiné.

CORRUPÇÃO
A Human Rights Watch afirmou recentemente que os soldados guineenses têm sido acusados de roubo, extorsão e intimidação. Isto vem na sequência de um golpe de Estado em dezembro de 2008. Naquele tempo, um grupo de militares que se autodenomina o Conselho Nacional para a Democracia e Desenvolvimento, colocou o Capitão Moussa Dadis Camera no poder, suspendeu a constituição, e prometeu realizar eleições em 2009.

"O golpe parece ter aberto uma erupção de abusos por parte dos militares", disse um analista sênior da Africa Human Rights Watch. "A impunidade destes soldados deve chegar ao fim". ["Guiné: Rein em soldas: roubo a mão armada, extorsão e intimidação sob novo governo," Human Rights Watch, 27 de abril de 2009.]

LOUVE
Uma greve de trabalho em 2007 resultou em protestos violentos e saques. Os líderes cristãos ganharam o respeito da nação, quando entraram em cena e ajudaram a resolver a disputa mortal.


ORE

  • Ore para que a "menos evangelizada" nação se torne o foco das agências de missões, os tradutores da Bíblia, e intercessores. 
  • Ore para o Senhor da seara que envie mais trabalhadores para esta área. (Mateus 9:37,38)
  • Ore para que Deus ministre cura ao povo da Guiné, nas vidas vitimadas da escravidão e opressão. 
  • Ore para que eles sejam capazes de perdoar seus agressores e encontrarem a liberdade no perdão de Jesus Cristo. (Salmo 147:3)
  • Ore para que o muro do Islã se desintegre e para que os muçulmanos se separem das mentiras e das armadilhas da sua adoração a um falso deus e ao ocultismo. 
  • Ore para a libertação dos poderes demoníacos, e que possam experimentar o poder do amor de Deus. (Isaías 61:1)
  • Ore pelo Presidente Camara e sua administração para realizar a sua responsabilidade para com o povo da Guiné - e para Deus - e virar as costas à corrupção, ganância e manipulação. 
  • Ore para que os militares sejam trazidos sob o controle e retornem ao seu dever de servir ao invés de destruir o povo. (Salmo 138:4)

Fontes: "África" (Charles Cutter, 2004), "Operation World (Patrick Johnstone e Jason Mandryk, 2001), Human Rights Watch, BBC News, World Factbook. Fonte da Imagem

Extraído da Window International Network (em inglês).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão ou amigo, faça seu comentário. Alguns comentários podem ser apagados..... Você tem liberdade de escrever o que quiser, porém, sua liberdade está condicionada ao senhorio de Jesus Cristo, às Santas Escrituras e aos objetivos do blog.