Pesquise em mais de 1800 postagens!

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Família, criação de Deus - parte 7

Acompanhe a série de postagens sobre Família, criação de Deus. Não deu para terminá-la em Junho, mês do meu aniversário de casamento, precisei estender para o mês de julho e talvez até agosto. Eu vou parar a gosto de Deus!

Família, criação de Deus:
parte 1 - casamento, divórcio, novo casamento (uma autobiografia);
parte 2 - definição de família e tipos familiares;
parte 3 - descrição da família reconstituída e a união estável;
parte 4 - a "família" homossexual - a questão homossexual e a homofobia;
parte 5 - o que é sexo?
parte 6 - sexo no livro de Cântico dos Cânticos

Agora veremos sexo no restante da Bíblia!





Segundo Norman Geisler, em Ética Cristã da Editora Vida Nova, página 168 e seguintes, “o sexo é intrinsecamente bom”. R$ 32,00 na Livraria Virtual Erdos.
 

Em Gn. 1:27 lemos que Deus criou homem e mulher, ou seja, o sexo. A diferenciação genética que gera células gaméticas diferentes, isto é, espermatozóide e óvulo, e, além disso, as formas corpóreas para acompanhar a disseminação (o pênis) e o recebimento (a vagina) do sêmen para propiciar a fecundação, que é o encontro dos gametas, conforme vimos em estudo anterior.
Essas formas sexuais criadas foram consideradas por Deus como “muito boas”, conforme deduzimos da leitura do versículo 31.


Em 1Tm 4:4 vemos a confirmação neotestamentária: “Tudo o que Deus criou é bom...” Porém, à vista de muitos, o sexo é algo impuro. O apóstolo Paulo rechaça tais argumentos ao escrever para Tito, no capítulo 1, versículo 15: “Todas as coisas são puras pra os puros; todavia, para os impuros e descrentes, nada é puro”. Devemos lembrar que nós, os cristãos vemos a matéria como algo bom, algo criado por Deus, algo premeditado pelo Criador. Em outras religiões, a matéria é intrinsecamente má, só o espírito é bom, a matéria é o cárcere da alma!


Paulo continua em Efésios 5:31,32: “Eis que o homem deixará a seu pai e a sua mãe, e se unirá à sua mulher, e se tornarão os dois uma só carne. Grande é esse mistério, mas eu me refiro a Cristo e à Igreja”. Daqui depreendemos que Paulo usa o sexo para fazer figura da maior e mais íntima união que pode existir, a de Cristo com os cristãos.


O escritor da Epístola aos Hebreus assevera de forma contundente: “Digno de honra entre todos seja o matrimônio, bem como o leito sem mácula”. (13:4). No grego, leito conjugal é na verdade o coito (do grego koite), o ato sexual em si.


Podemos deduzir que o sexo foi ordenado por Deus em Gn. 1:28 – “Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra...”. Talvez seja o único mandamento de Deus que temos cumprido à risca, pois já somos 6 bilhões de seres humanos, todos nascidos através do sexo. Seja o sexo com cópula, seja o sexo através da união sem cópula, a fertilização in vitro.


Para ter filhos é necessário o sexo, portanto, fazer sexo é abençoado! Lemos isso em várias passagens que afirmam que ter filhos é bom! (Sl. 127:4,5; PV. 17:6; etc.).

O poder do sexo!
Norman Geisler afirma que o sexo é poderoso!
O sexo é poderoso porque tem a capacidade de encher a Terra e que forma seres à imagem e à semelhança de Deus! Deus, ao criar Adão, o fez conforme à Sua imagem e conforme à Sua semelhança. O sexo também faz isso, gera homens à imagem a à semelhança de Deus, portanto o sexo é poderoso. Evidentemente, há diferenças entre o ato criador (do nada – ex-nihilo) e o ato gerador (efetuar cópias). Isto não está em discussão.

O controle do sexo!
Sendo o sexo tão poderoso, ele deve ser controlado! O controle de tão grande poder é o casamento!
 

O casamento é a união de duas carnes (corpos) em uma só carne (corpo) – Mt. 19:6.
 

O casamento é o controle do ato sexual. Como Deus criou nossos órgãos copulatórios repletos de sensores (os neurônios) e, inclusive, a liberação do gameta masculino (espermatozóide) se dá através da ejaculação e esta, por sua vez, apenas se efetua com o clímax neurológico (orgasmo), podemos afirmar categoricamente que o sexo não é apenas para procriação! O sexo é prazeroso e deve ocorrer dentro do casamento.
 

É o casamento que vai limitar as paixões desenfreadas que gera crimes sexuais de toda espécie.
 

É por isso que o sexo fora do casamento é pecado!

Vamos ver o que a Bíblia diz sobre o sexo fora do casamento na próxima postagem!




Família, criação de Deus:
parte 1 - casamento, divórcio, novo casamento (uma autobiografia);
parte 2 - definição de família e tipos familiares;
parte 3 - descrição da família reconstituída e a união estável;
parte 4 - a "família" homossexual - a questão homossexual e a homofobia;
parte 5 - o que é sexo?
parte 6 - sexo no livro de Cântico dos Cânticos;
parte 7 - o poder e o controle do sexo;
parte 8 - sexo antes do casamento e além do casamento;

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão ou amigo, faça seu comentário. Alguns comentários podem ser apagados..... Você tem liberdade de escrever o que quiser, porém, sua liberdade está condicionada ao senhorio de Jesus Cristo, às Santas Escrituras e aos objetivos do blog.