terça-feira, 30 de setembro de 2008

Mapa do site

Este é o Mapa do Site com todas as postagens publicadas por ordem cronológica.

Caso queira as postagens por Categoria, clique aqui.



Todas as postagens

Todas as postagens por categorias. Como esta organização não está por data, mas sim por categoria e por ordem alfabética, os títulos se repetem!

Quer o Mapa do Site por Data? Clique aqui..



quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Como trazer paz à alma em meio a tantas notícias?

Como trazer paz à alma em meio a tantas notícias?
Como ter paz? Como ter no coração este sentimento? "Estou fazendo algo pelo mundo!"

Você sabia que seu dinheiro pode ir muito mais longe que você?

É verdade! Muitas vezes estamos limitados pelas nossas atividades e lemos e ouvimos notícias sobre tantas situações terríveis no Brasil e no Mundo. Notícias que nos entristecem e que nos deixam tristes e com vontade de fazer alguma coisa.
Porém, como fazer se estamos atados em tantas situações?

Nós não podemos, mas, nosso dinheiro pode!

Podemos ajudar pessoas que estão lá no calor da "batalha"!

As vitórias deles serão nossas vitórias!
As conquistas deles srão nossas conquistas!
Participaremos dos louros da vitória e dos despojos do inimigo. Como Davi determinou: os que ficam com a bagagem têm participação dos despojos!

Vale a pena investir em pessoas, programas e projetos.

Traz paz à alma!

Se você se interessar, temos centenas de idéias para ajudar você a se sentir um vitorioso nessas batalhas espirituais contra a impiedade, miséria e ignomínia. Você nem precisa me dar dinheiro algum. Eu te mostro como, onde, quando, porque mandar ajuda financeira.
Seu coração vai se alegrar!

Fale comigo: gilson@missoeseadoracao.net / +551992602682

Religião define o que você pode ser no Líbano

por Gustavo Chacra, 21.09.08 Seção: Líbano s 10:35:20.- Estadão
Sempre que venho ao Líbano, quando uma pessoa descobre que tenho origem libanesa, ela faz logo duas perguntas – 1) De qual cidade é minha família e 2) Qual a minha religião.
No Líbano, a religião não é algo que define apenas quem você é. Mas também o que você pode ser. Por exemplo, se você for muçulmano ou druso, estará automaticamente impedido de ser presidente do país. Este cargo é restrito aos cristãos maronitas. Isto é, ser cristão apenas não adianta. Cristãos ortodoxos, melquitas, armênios ortodoxos, armênios católicos, assírios, caldeus, coptas, católicos romanos e protestantes também nascem sabendo que a Presidência é algo que eles nunca vão alcançar. O mesmo vale para o posto de chefe das Forças Armadas – tem que ser cristão maronita.
Para ser premiê, tampouco basta ser muçulmano. Tem que ser muçulmano sunita. Para os xiitas, resta o cargo de presidente do Parlamento. Aliás, não custa lembrar que o Parlamento também é dividido entre muçulmanos e cristãos. O mesmo vale para o Ministério.
Com essas informações em mãos, já sabemos que o presidente do Libano, Michel Suleiman, é cristão maronita; o premiê, Fuad Siniora, é muçulmano sunita; e o presidente do Parlamento, Nabi Berri, é muçulmano xiita.
Porém, apesar de terem esses cargos, eles não são necessariamente as figuras mais proeminentes de suas religiões.
O principal líder cristão maronita, em termos religiosos, é o patriarca Nasrallah Sfeir. Politicamente, os maronitas e cristãos em geral se dividem em uma série de facções, cujos principais líderes são os rivais Michel Aoun e Samir Gaegea (em breve, haverá um post apenas sobre os cristãos). Mas há ainda as famílias Franjieh, Gemayel, Chamoun e outras.
Já o maior líder sunita hoje é Saad Hariri, principalmente pelo fato de ele ser filho de Rafik Hariri, ex-premiê que morreu em mega-atentado terrorista em 2005 que mudou a história do Libano (também será tópico de post no futuro).
Os xiitas, obviamente, têm como figura mais proeminente o xeque Hassan Nasrallah, líder do Hezbollah. Apesar da popularidade da organização, o cargo de presidente do Parlamento historicamente fica nas mãos dos ex-inimigos e hoje aliados da também xiita Amal.
Os drusos, que não têm nenhum cargo relevante, são os que mais cegamente seguem seus líderes. O mais célebre deles é Walid Jumblatt. Mas ele não é unanimidade e muitos outros seguem a família Arslan.
Além da política, a religião define ainda com quem você pode casar no Líbano. Para um cristão casar com uma muçulmana (e vice-versa), um dos dois tem que se converter. Ou então, comprar uma passagem e se casar no civil no Chipre. O mesmo vale para herança.

Fonte: Diário do Oriente Médio - Religião define o que você pode ser no Líbano

Governo de Orissa autoriza ajuda aos cristãos

22 de setembro de 2008


Há alguns meses, as agências cristãs internacionais de notícias informam a intensificação dos ataques aos crentes no Estado de Orissa, na região leste da Índia. Especialmente na última semana os conflitos acentuaram-se especialmente pelo assassinato de um importante líder hindu em Orissa e que teria sido atribuído a um grupo cristão da região, fato que não é confirmado por nenhuma autoridade da Índia.

De acordo com relatos de obreiros da terra, inúmeros extremistas hindus, ligados ao grupo militar Vishwa Hindu Parishad, atacaram residências, arrombaram e saquearam igrejas naquelas regiões. Cerca de 20 pessoas morreram em decorrência dos ataques e outras centenas, com medo, fugiram de suas casas buscando refúgio em cidades vizinhas e até mesmo em florestas. Em outras partes de Orissa, quando os extremistas hindus encontram os cristãos torturam-os exigindo a conversão ao hinduísmo ou a morte. Os governos do país e de Orissa sequer manifestaram interesse em cessar a onda de violência, limitando-se a montar campos de refúgio para os cristãos.

Nos últimos dias o ministro-chefe de Orissa autorizou que grupos cristãos e organizações humanitárias ajudassem as vítimas da violência, estimada em 23 mil desabrigados espalhados em dez campos mantidos pelo governo onde faltam itens básicos como água e alimentação. Ele também teria prometido deixar os grupos abrirem campos de refúgio nas áreas afetadas.

Do total da população da Índia, estimada em pouco mais de 1 bilhão de habitantes, especula-se que 2,5% sejam cristãos evangélicos (cerca de 25 milhões de pessoas).

Motivos para oração
Interceda pela Índia. Clame a Deus pela vida dos missionários que atuam naquele país. Peça a Deus que proteja os obreiros e os cristãos de Orissa, onde as perseguições e ataques têm ocorrido com maior freqüência.
Fonte: JMM - Missões Mundiais - Governo de Orissa autoriza ajuda aos cristãos

terça-feira, 23 de setembro de 2008

Que preço você pagaria por sua fé?


"Quem me confessar diante dos homens, Eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos Céus". Mateus 10.32
Gilson,
Há aproximadamente um ano, a Missão Portas Abertas noticiou o caso de Mohammed Ahmed Hegazi, um jovem do Egito que se converteu ao cristianismo e reivindicou ao Tribunal Administrativo do Cairo que sua nova religião fosse registrada em seus documentos oficiais. Relembre o caso.
Após seu caso ser noticiado em canais de televisão e jornais, Hegazy se tornou prisioneiro em sua própria casa. "O mais difícil para mim é saber que a vida de minha mulher e de minha filha está em perigo o tempo todo", afirma ele.  Apesar da apreensão pela integridade física de sua família ele ressalta a necessidade de tratar a questão da liberdade religiosa de forma ampla. Leia a primeira e a segunda parte da entrevista que ele concedeu.
Em 2007, o Quênia começou a receber somalis fugidos dos combates entre as tropas do governo e milícias islâmicas que controlavam o sul do país. Para muitos somalis, não foi a guerra, mas a perseguição religiosa que os levou a deixar suas casas e buscar refúgio no Quênia. Leia as últimas notícias e conheça a campanha de oração que foi lançada em favor da Somália.

Membros da Igreja Ortodoxa da Etiópia acusados de atividades em favor de reformas foram recentemente excomungados. Neste momento, eles enfrentam insultos e agressões da comunidade ortodoxa local. Líderes mais antigos avisaram para que limitassem seu contato com cristãos protestantes, para sua própria segurança. Saiba mais sobre o caso.

Os casos relatados ilustram as histórias de milhares de irmãos que estão pagando um alto preço por confessar a fé em Cristo.

Lembre-se deles em suas orações,
Renata Éboli

PS: Continue a divulgar e a participar da campanha de Ações Institucionais pela Índia. Ajude-nos a dar um basta à violência contra nossos irmãos. Participe agora! 
23 de setembro de 2008
www.portasabertas.org.br
Fone: (0--11) 5181 3330
Fax: (0--11) 5181 7525

sábado, 20 de setembro de 2008

Carta às autoridades indianas

Mande e-mail para as autoridades indianas:
com@indiaconsulate.org.br; elson@indiaconsulatemg.org; ambassador@indianembassy.org.br;
amb.brasilia@mea.gov.in; dcm@indianembassy.org.br; hoc@indianembassy.org.br

Modelo da carta:


Vossa Excelência,

A Índia é a maior democracia no mundo e tem uma longa história de harmonia e paz entre os grupos minoritários do país. Por essa razão, fico chocado com as notícias sobre o assassinato do swami Laxmanananda Saraswati e de mais quatro pessoas em 23 de agosto de 2008, no Estado de Orissa.

Segundo notícias, as conseqüências das mortes têm sido muito piores. A violência anticristã já atingiu pelo menos cinco Estados, e causou mais de 40 mortes e milhares de pessoas refugiadas.

Foi dito que maoístas assumiram a autoria do assassinato, mas representantes hindus dizem que os cristãos são os culpados. Isto afetou seriamente o relacionamento já instável entre hindus e cristãos na região.

Pedimos, por gentileza, uma reação urgente de seu governo para fazer o possível a fim de acalmar a violência e restaurar a paz e estabilidade na região o quanto antes, protegendo a minoria cristã no país.

Em minha opinião, isso deveria envolver o Governo Federal, autoridades do Estado e líderes locais, incluindo os líderes religiosos.

Peço também que seu governo considere tomar os seguintes passos:

• Indicar uma agência de investigação para averiguar o caso de forma apropriada e imparcial;
• Disponibilizar forças paramilitares o suficiente em todas as áreas afetadas, a fim de prevenir mais violência.

Baseado no resultado da agência de investigação, os culpados devem ser processados por incitar violência, e as vítimas devem ser indenizadas por suas perdas, de acordo com a investigação imparcial dos danos.

Conte com minhas orações pela rápida restauração da paz e da estabilidade na região. Que todas as autoridades envolvidas sejam agraciadas com a sabedoria necessária.

Certo de sua boa vontade.

Atenciosamente,
(Seu nome)


 Modelo extraído do site Missão Portas Abertas.
Leia o artigo sobre a violência na Índia.
Aqui também!

Ajude a acabar com a violência contra os cristãos na Índia

Gilson,
A violência contra os cristãos indianos já atingiu mais de cinco Estados, deixando até agora, um saldo de mais de 40 mortos e milhares de pessoas refugiadas.
Em função dessa dramática situação, a Portas Abertas iniciou uma Ação Institucional em socorro aos nossos irmãos na Índia.  A ação consiste em solicitar às autoridades indianas no Brasil atitudes que cessem essa onda de violência.
Quanto mais e-mails conseguirmos enviar, maior será a chance de chamar a atenção dessas autoridades.   O objetivo é simples: travar a caixa de entrada dos e-mails. Mesmo que o conteúdo seja o mesmo, envie quantas vezes quiser e puder.
É extremamente simples ajudar. Sinceramente, é uma vergonha não fazê-lo!
Os endereços para onde você deve enviar a carta modelo são:
com@indiaconsulate.org.br
elson@indiaconsulatemg.org
ambassador@indianembassy.org.br
dcm@indianembassy.org.br
hoc@indianembassy.org.br
amb.brasilia@mea.gov.in

Copie os endereços e cole-os para simplificar sua ação.
Não esqueça, envie quantas vezes puder.
O momento exige urgência nas orações e ações práticas! 

Em nome da Igreja da Índia,
Renata Éboli
Clique aqui e veja o modelo do texto
20 de setembro de 2008
www.portasabertas.org.br
Fone: (0--11) 5181 3330
Fax: (0--11) 5181 7525

Grassa a violência contra cristãos na Índia - Gospel for Asia



 
Extremistas saquearam esta igreja em Karnataka

Grupos rebeldes continuam a pilhar e queimar igrejas e atacar cristãos em Orissa e Uttar Pradesh, na Índia, enquanto isso, novos ataques estão sendo relatados em Uttar Pradesh e Kerala. Enquanto continuarem os ataques, o total de mortes entre os crentes continua a aumentar à medida que lutam para sobreviver em campos de refugiados onde o acesso à água potável e de alimentos seguros é extremamente limitada.

Novos ataques em Uttar Pradesh

O relatório mais recente da violência chegou em 16 de setembro de Uttar Pradesh, um estado no norte central da Índia, quando quatro missionários da GFA foram atacados enquanto entregavam folhetos.Extremistas hindus confrontaram os missionários, agarraram o celular e o usou para fazer telefonemas ameaçadores ao escritório estadual da GFA. Eles disseram veementemente aos homens a "parar de converter hindus ao Cristianismo" e bateram impiedosamente nos missionários.
A escola missionária em Kerala também foi atacada em 15 de setembro, de acordo com um relatório emitido pelo Sociedade Evangélica da Índia.

Crise em Orissa

A situação é ainda pior em Orissa, onde radicais hindus fazem um tumulto desde 22 de agosto. Esta semana, uma multidão estimada em 500 pessoas atacaram uma delegacia, matando um oficial e fazendo vários outros reféns. A BBC (veja reportagem aqui) reporta que o incidente ocorreu em retaliação pela polícia abrir fogo sobre um grupo de hindus que protestavam no fim de semana aterior ao ataque.  
Viaturas incendiadas (fonte BBC)
Quatro pessoas morreram e muitas outras ficaram feridas no confronto.
Igreja incendiada em Orissa (fonte BBC)
Os manifestantes foram notificados por terem feito um alvoroço queimando casas e salões de oração na aldeia de Kurtamgarh. Quando a polícia tentou dispersar a multidão, alguém no grupo disparou um tiro e feriu um policial. A polícia diz que foram obrigados a abrir fogo para controlar a situação.
Os ataques contra cristãos em Orissa são comuns, mas eles organizaram uma intensificada limpeza étnica no final de Agosto após um proeminente líder cristão foi assassinado. Os maoístas têm repetidamente assumido a responsabilidade por sua morte, mas uma facção radical de seus seguidores, culpando os próprios cristãos, criaram motivo para incitar um violento tumulto e incendiar e pilhar igrejas e queimar cristãos.
Estima-se que mais da metade dos 100.000 cristãos no estado de Kandhamal estão desabrigadas. Pelo menos 20 pessoas foram mortas na violência. Vários missionários do GFA estão desaparecidos.
Milhares de cristãos estão vivendo em campos de refugiados ou se escondendo na floresta  de Orissa. Mesmo que a violência acabasse  hoje, eles não seriam capazes de abandonar os seus abrigos temporários. Suas casas foram destruídas, queimada até o chão e, na maioria dos casos, têm sido informados por seus companheiros aldeões que eles não são bem-vindos para voltar para a comunidade.
A situação nos campos alívio é horripilante, de acordo com os líderes da  GFA.
"As pessoas estão morrendo nos campos, porque os alimentos e água estão contaminados", disse um líder. "Os militantes estão tentando barrar o envio de suprimentos aos cristãos. Estão ainda indo nos campos de refúgio torturar os  crentes e roubarem os suprimentos."
Protestos em Karnataka
 
Um missionário GFA à frente das portas queimadas de sua igreja.
Extremistas hindus tentaram queimá-la, mas o fogo foi apagado antes de se espalhar.
 
Os dirigentes afirmam que há um resto de esperança em meio à carnificina. "As igrejas estão se encaixando na unidade. E é só quando os cristãos se reúnem na unidade e oração é que alguma coisa pode mudar", disse ele. "A nossa verdadeira luta não é contra carne e sangue, mas contra as coisas espirituais que não podemos ver. Mas só podemos lidar com elas através da oração e na espera do Senhor."

A cidade de Mangalore, em Karnataka na costa oeste da Índia, permanece em protesto pelo encerramento dos ataques a cristãos e seus locais de culto. Os extremistas hindus atacaram congregações por três domingos seguidos. Um missionário da GFA serve como pastor de uma das igrejas que atacadas no domingo, 14 de setembro. Saquearam o templo e tentaram incendiar, mas o fogo foi apagado antes de haver qualquer dano significativo.
Os rebeldes também têm feito inúmeras ameaças terroristas contra igrejas em todo o estado.
Mais de 50 pessoas foram detidas em relação aos ataques, mas isso não parou a violência. Igrejas em Karnataka estão agora sob sérias ameaças.
O que fazer?:
  • Rogue por contínua unidade entre os cristãos.
  • Peça ao Senhor que envie suprimentos ao povo escondido nas matas e aos que vivem no campo de refugiados.
  • Ore por proteção aos missionários e suas famílias que estão sendo afligidos pelos extremistas.
  • Orar para que os dirigentes regionais do GFA tenham  sabedoria e discernimento para responder à crise.
  • Ore pelos perseguidores, que venham a conhecer Cristo.



Veja o texto original, em inglês, no site da GFA - Gospel for Asia.
Traduzido por Gilson de Moura com uma grande ajuda do tradutor do Google. (Deus abençoe os que trabalham no Google!)

terça-feira, 16 de setembro de 2008

Chegue à tua presença o gemido do cativo

"Chegue à tua presença o gemido do cativo; consoante a grandeza do teu poder, preserva os sentenciados à morte."
Salmos 79.11

Gilson,
Aumenta o número de presos no Irã
No Irã, as prisões e detenções têm se intensificado. Os recém- convertidos Mahomud Matin Azad, 53 anos, e Arash Basirat, 40, estão presos desde 5 de maio de 2008. A prisão foi feita por oficiais de segurança do Ministério da Informação sob a alegação de apostasia. Na prisão, esses irmãos têm sofrido maus-tratos e suas condições são críticas. Eles correm o risco de serem enforcados e aguardam o veredicto final. Sabia mais sobre o caso e ore por esses irmãos.

O cristão iraquiano Chahin Zanburi estava evangelizando quando foi preso em 9 de agosto na cidade de Arak, no Irã. Ele foi torturado e teve sua perna e braço quebrados durante o interrogatório. Apesar de ter sido solto em 31 de agosto, seu julgamento foi marcado para 8 de setembro, mas, ainda não se sabe o resultado da audiência. Conheça os detalhes de sua prisão e entenda melhor as alegações utilizadas no Irã para prender os cristãos.
Em meados de agosto, o jovem cristão iraniano Iman Rashidi foi preso e até agora não há nenhuma informação sobre seu estado e paradeiro. Ore por esse jovem que segundo informações tem no máximo 18 anos.
A última detenção feita no Irã foi a de Ramtin Sudmand. Ele é filho do pastor Hossein Sudman, último cristão a ser martirizado no país. No dia 21 de agosto, Ramtin se entregou à polícia e foi detido após receber repetidas intimações do Ministério da Informação em Teerã. Desde então, permanece preso e as acusações para sua prisão não foram divulgadas. Leia a história e ore por Ramtin e sua família.
Violência se espalha na Índia
Outras duas pessoas foram assassinadas e 12 foram feridas quando a polícia abriu fogo contra desordeiros no distrito de Kandhamal, Estado de Orissa, no sábado. As ocorrências continuam se espalhando e 12 igrejas foram atacadas no Estado de Karnataka. Peça o fim da violência na Índia. Participe da campanha de Ações Institucionais, enviando cartas aos representantes do governo indiano no Brasil.

Gratidão pelas orações em favor de pastor libertado
No Azerbaijão, o pastor Zaur Balaev, detido em 20 de maio de 2007 e sentenciado a dois anos de prisão, recebeu anistia presidencial por ocasião do Ano Novo Persa e foi libertado em 19 de março de 2008. Em agosto, ele enviou uma carta para os parceiros da Portas Abertas e agradece as orações e a ajuda recebida: "Suas orações foram vitoriosas e um milagre aconteceu: Deus abriu as portas da minha prisão". Leia a carta na íntegra.

O testemunho do Pr. Zaur reafirma a importância das nossas orações em favor dos irmãos que se encontram presos.
Que Deus abençoe sua semana,
Renata Éboli
Marca e Relacionamento

PS: Hoje é o dia do lançamento do livro "Cristãos Secretos", escrito em parceria pelo Irmão André e Al Janssen. Veja aqui o local e o vídeo sobre o livro. Não perca a oportunidade de ouvir Al Jassen contando o que acontece quando os muçulmanos se convertem a Cristo.
16 de setembro de 2008
www.portasabertas.org.br
Fone: (0--11) 5181 3330
Fax: (0--11) 5181 7525

quinta-feira, 11 de setembro de 2008

A paz que excede a todo entendimento


"Procurai a paz da cidade para onde vos desterrei e orai por ela ao Senhor; porque na sua paz vós tereis paz".
Jeremias 29.7

Gilson,
Ao sermos apresentados à mensagem do evangelho, do amor, da fraternidade e da comunhão, nos sentimos inadequados à realidade na qual vivemos. Diariamente notícias de violência, corrupção e impunidade contrastam com as aspirações pelo Reino de Deus. Mas, o Senhor nos desafia, mesmo fora da nossa terra celestial, a orarmos pela paz de onde estamos. Será possível ter paz em meio à guerra? É preciso orar para que a paz que excede ao nosso entendimento nos alcance, e a todo o povo de Deus na terra.
Na semana passada, informamos sobre a violência contra os cristãos do Estado de Orissa na Índia. Hoje, quero lhe propor algo além da oração. Lançamos uma campanha de cartas e e-mails aos representantes da Índia no Brasil. Aqui você encontra um modelo de texto. É necessário urgência! A cada dia a violência se espalha mais.
Você se lembra do caso da jovem Elina Das, de Bangladesh? Ela havia sido seqüestrada e estuprada por cinco jovens muçulmanos (relembre aqui). A campanha de cartas criada para ela foi suspensa, tendo em vista tratar do trauma emocional a qual foi exposta. Continue orando por Elina Das, para que sua alma sinta paz apesar do que sofreu.
O pastor Dmitry Shestakov, preso no Uzbequistão, está proibido de receber cartas. Ele está autorizado a receber apenas telegramas. Sua esposa, no entanto, escreve a todos que têm sido solidários com seu esposo e sua família. Leia a aqui a carta dela.
Os cristãos na Índia, Elina Das e o pastor Dmitry carecem da nossa efetiva ação. O Irmão André, fundador da Portas Abertas, nos alerta para o fato de que "a omissão privilegia sempre o opressor, nunca o oprimido". Ore para que a paz transborde no coração dos homens e inunde as cidades, participe das ações em favor desses irmãos.

Fraternalmente,
Renata Éboli
Missão Portas Abertas

PS: Durante setembro, a Missão Portas Abertas conta com você para ajudar nos projetos de treinamento de líderes para ex-muçulmanos. Para contribuir, clique aqui.
9 de setembro de 2008
www.portasabertas.org.br
Fone: (0--11) 5181 3330
Fax: (0--11) 5181 7525

domingo, 7 de setembro de 2008

Estamos de volta

Passamos por dificuldades técnicas, mas o pessoal da Locaweb me ajudou.

Obrigado!

Aos meus visitantes queridos, me desculpem pela falha nesses dois dias.

Perdão.

O blog está muito visitado, quase 300 visitas por dia, se não mais!.

Obrigado Senhor!

Eu preciso agora organizar o conteúdo aqui no blogspot, estou meio sem tempo e temos muito conteúdo aqui no blog.

Alguém pode me ajudar?

Falem comigo

terça-feira, 2 de setembro de 2008

A revolucionária mensagem de Jesus



"Amai os vossos inimigos; fazei o bem aos que vos odeiam e orai pelos que vos perseguem e caluniam, a fim de serdes filhos do vosso Pai que está nos céus e que faz que se levante o Sol para os bons e para os maus e que chova sobre os justos e os injustos."
Mateus 5.43-45
Gilson,
Um dos mais desafiadores e difíceis ensinamentos de Jesus é o de tratar bem nossos inimigos. Nossa inclinação natural é tratá-los com indiferença ou declarada oposição. No entanto, uma das formas de sermos identificados como filhos de Deus é sermos generosos como Ele, que abençoa os justos e os injustos, os que o amam e os que o ofendem.
Ontem começou o mês do Ramadã, durante o qual os muçulmanos praticam jejum. Embora seja um período de busca das virtudes espirituais, para muitos muçulmanos é tempo de manifestar intolerância aos cristãos. O maior testemunho que nossos irmãos podem oferecer é devolver as ofensas em atitude de amor. Veja aqui pedidos de oração pela Igreja no mundo muçulmano.
Na Índia, desde a manhã de 24 de agosto, os cristãos são alvo de ações violentas de extremistas hindus. Desde o início do ano, os incidentes têm crescido e se agravado no Estado de Orissa. Os cristãos indianos também têm de lidar com esses inimigos, e precisam da ação do Espírito para responder com amor.
Em 2006 deflagramos uma campanha de oração por Helen Berhane, uma cantora cristã da Eritréia presa havia dois anos (relembre). Nossa irmã se viu diante de um inimigo palpável, mas, compreendendo que sua luta não era contra a carne, resistiu. No mês passado, ela nos escreveu uma carta, na qual diz: "Todos vocês, de fora da Eritréia, que conhecem o sofrimento de nossos irmãos na cadeia: incito vocês a serem suas vozes, força e esperança de todas as maneiras possíveis". Leia toda a carta aqui.
Gilson, nossa vida cristã deve ser uma caminhada que nos aproxima dos ensinamentos do evangelho. Desafio você a orar, a divulgar nosso trabalho e a contribuir para que aqueles severamente perseguidos, e também nós, consigam transformar inimigos em irmãos.
Que Deus abençoe você,
Renata Éboli

PS.: Hoje é o 2º dia do Ramadã. Clique aqui e junte-se a nós em oração pelos cristãos que vivem em países muçulmanos.
2 de setembro de 2008
www.portasabertas.org.br
Fone: (0--11) 5181 3330
Fax: (0--11) 5181 7525