Pesquise em mais de 1800 postagens!

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Perseguição aos seguidores do "Caminho da Vida" na Índia

Todos os dias, estudantes do colégio bíblico e missionários do Gospel for Asia fazem uma escolha calculada por servir a Jesus, mesmo sabendo que eles podem ser espancados ou até mesmo martirizados por causa da fé em Jesus.

Raju de Uttar Pradesh, Vikran de Delhi e três estudantes universitários do colégio bíblico em Maharashtra são exemplos desses jovens.

Extremistas Anti-Cristãos não gostam do fato  de que a igreja de Raju em Uttar Pradesh ter crescido com mais de 150 fiéis. E há duas semanas, eles encontraram uma forma de fazer todos saberem desse fato.

Ao redor das 19 horas, retornando de moto para sua casa após visitar novos convertidos, Raju foi atacado por trás por 10 pessoas empilhadas em 3 motos. Os radicais o  empurraram no chão e chutaram repetidamente o rosto dele.

Ao cair, a sua própria moto lhe fraturou a mão. Ele foi deixado com muitos ferimentos na face por causa dos pontapés. Raju permaneceu inconsciente por cinco horas e impossibilitado de falar após dar entrada no hospital. Ele recebeu alta alguns dias depois e já está muito melhor, porém, os médicos lhe recomendaram muito descanso por causa das lesões internas.

Em Delhi, o missionário Vikram da GFA conduz uma igreja missionária de 80 fiéis. O Senhor também está tocando muito mais pessoas com o amor de Cristo por meio dele. Não é surpreendente, que radicais anti-cristãos não estarem felizes em ver tantos que adoram o Salvador. Eles ameaçaram recentemente Vikram, exigindo que ele não realize mais cultos ali.

 "Se o fizer," eles advertiu, "vamos fazer as mesmas coisas que estão acontecendo em Orissa."

 Eles também ameaçaram o proprietário da casa que Vikram aluga, dizendo a ele que se deixar que continuassem a alugar casas para missionários, eles iriam destruí-las.

 Vikram está sendo vigiado, e ele sabe que ele tem de ser cuidadoso. Por agora, sua igreja está se reunindo, apenas em um local diferente. E pela graça de Deus, até agora ele e aqueles em torno dele têm sido protegidos.

Em Maharashtra, três estudantes universitários do colégio bíblico enfrentaram oposição enquanto entregavam folhetos em seus campos de estágios. Membros Locais de um grupo extremista começou a falar contra eles, alegando que estavam forçando a conversão das pessoas. Eles foram para a polícia local forçando as autoridades a prenderem os missionários. A polícia arquivou a denúncia. 

 De noite, a polícia foi até a casa de um dos fiéis para os prenderem em flagrante. Os três jovens estavam conduzindo uma reunião de oração por causa do episódio daquela tarde. Quando eles foram presos, os líderes do Gospel for Asia (GFA) entraram em contato com as autoridades superiores que garantiram a libertação imediata dos três jovens.

 Por razões de segurança, as autoridades policiais esperaram até a manhã para liberar os três jovens. Fiéis locais foram à delegacia, ministrando amor e comida aos três estudantes.

Os líderes da GFA pedem orações para todos os missionários e estudantes universitários da Bíblia, eles estão em várias partes da Índia, servindo Jesus alegremente e tocando muitas vidas através de seus sacrifícios.

 Orem por Raju, para que ele se recupere de seus ferimentos, e que isso aconteça tão rapidamente que ele possa continuar seu ministério em plena força. Orar por proteção, incentivo e força para Vikram sua igreja e os fiéis. Orai para que os estudantes universitários da Bíblia  em Maharashtra tenham a fé reforçada, uma vez que continuam a sua formação no chamado que Deus lhes deu.

 E dar graças ao Pai por esses trabalhadores, que, tal como o Apóstolo Paulo, estão a optar por não contar suas vidas tão preciosas a eles, para o bem dAquele que deu a Sua vida por eles.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão ou amigo, faça seu comentário. Alguns comentários podem ser apagados..... Você tem liberdade de escrever o que quiser, porém, sua liberdade está condicionada ao senhorio de Jesus Cristo, às Santas Escrituras e aos objetivos do blog.