Pesquise em mais de 1800 postagens!

quarta-feira, 9 de julho de 2008

Como Fazer Parte da Rede S.O.S. de Oração - Wesley L. Duewel

Deus tem uma rede de oração, constituída de pessoas que aprenderam a ouvir as chamadas emergenciais de Deus, conforme ilustrado no artigo anterior. Ele precisa de voluntários – você está disponível?
A seguir alguns requisitos importantes:

1. Tenha certeza que está cheio do Espírito. Esta segurança é fundamental em tudo na vida espiritual. Embora qualquer cristão possa ser guiado e usado pelo Espírito Santo, é muito mais fácil ouvir sua voz quando ele está em controle completo da sua vida. Todo cristão que nasceu de novo é habitado pelo Espírito Santo (Rm 8.9), mas nem todo cristão vive uma vida cheia do Espírito, controlada pelo Espírito.
Você não pode viver esta vida, sem entrar nela. O cristão precisa fazer uma "entrega total" (o termo que Andrew Murray gostava de usar) – uma total consagração de si mesmo e de tudo que possui a Deus (Rm 12.1,2). Precisa pedir a plenitude do Espírito (Lc 11.13), confiando nele para purificar, capacitar, e encher (At 15.8,9). Qualquer cristão hoje pode receber o mesmo enchimento do Espírito que os apóstolos tiveram, se fizer a mesma entrega (At 2.38-29). Não é uma questão de ter manifestações especiais do Espírito; é uma questão de entregar sua vontade.
Sempre que notar que está lutando muito para aceitar a vontade de Deus, que é facilmente derrotado por anseios e ambições carnais, que se encontra amarrado por uma voluntariedade forte e teimosa, e que reage na carne com familiares e outras pessoas – você sabe que não está vivendo uma vida do Espírito. Ou nunca foi realmente cheio do Espírito, ou por causa de desobediência e infidelidade à consagração, hoje você não está vivendo na plenitude que já experimentou. Normalmente, depois de ser cheio do Espírito pela primeira vez, ele virá vez após vez, e o encherá novamente conforme houver necessidade.

2. Desenvolva uma vida de oração. Quanto mais experimentar a vida de oração, mais Deus o poderá usar em momentos de necessidade especial. Deus precisa constantemente de verdadeiros guerreiros de oração. Aprende-se a orar, orando. Conhecimento teórico sobre oração é muito lindo, mas só se ganha confiança e força em oração quando se ora. Coloque em prática os princípios da oração, e o Espírito lhe dará mais e mais liberdade e ousadia em intercessão, além de trazer também novas oportunidades.

3. Desenvolva um relacionamento de conversar com o Senhor. Diga sempre a ele o quanto o ama e adora. Intercale seu dia com louvor. Divida sua alegria com ele. Na quietude da sua alma, agradeça-lhe por cada bênção do dia – pela luz do sol, pela beleza da criação, por sorrisos, amigos, cânticos, ajuda divina no seu trabalho. Peça a Deus para abençoar as pessoas que observa, ou que encontra durante o dia. Enquanto trabalha, anda, ou viaja, cochiche ao Senhor no seu coração, sem que mais ninguém saiba qualquer coisa sobre suas freqüentes comunicações com seu maravilhoso Senhor. Viva na sua presença.

4. Desenvolva um ouvido atento. É seu privilégio como filho de Deus ser guiado pelo Espírito Santo (Rm 8.14). Você desenvolveu o hábito de prestar atenção a Deus? Ninguém chega a dominar esta habilidade, mas Deus pode nos ajudar a desenvolvê-la mais. Que Deus faça destas sugestões a seguir uma bênção na sua vida:

a. Renove sua entrega ao Senhor cada dia, e viva na plenitude do Espírito.

b. Peça que Deus lhe ensine a dar ouvidos a ele. Oração não é verdadeira comunhão, se é só você quem fala.

c. No começo de cada dia, peça que Deus lhe fale na hora que ele quiser, durante todo o dia. Peça que ele o ajude a reconhecer sua voz.

d. Leia sua Bíblia, esperando que Deus lhe fale, e abençoe sua Palavra ao seu coração. Leia para encontrar sugestões de como melhor agradá-lo, e de como cumprir sua vontade mais plenamente.

e. Peça que Deus o guie até nas mínimas coisas. Tudo que é importante para você é importante para ele. Peça que Deus o ajude a ser uma bênção a outros que encontrar durante o dia, àqueles com quem falar no telefone, ou para quem escrever. Peça que lhe mostre pequenas coisas que você pode fazer por ele e por outros. Peça que o guie nas suas compras, suas atitudes, seus contatos, seu trabalho, e também na sua vida de oração.

f. Descanse e confie nele para guiá-lo continuamente (Is 58.11). Não fique temeroso, com medo de perder a vontade de Deus. Você é filho dele; descanse na sua fidelidade. Não se precipite nas conclusões. Não espere ouvir uma voz audível ou ver um sinal no céu. A direção de Deus é uma parte tão normal dos seus tratamentos, que muitas vezes quando está agindo, você nem o percebe.

g. Observe como Deus coordena a providência divina em seu favor. Não fique ansioso se ele permite demoras ou impedimentos nos seus planos. O caminho dele é melhor. Ele quer que todas as coisas cooperem para o seu bem e a glória dele. Ele sempre sabe o que é melhor e mais alto. Não lute contra a providência de Deus; apenas descanse no seu cuidado e amor por você. Deus pode abrir um caminho onde antes não havia nenhum, mas você nunca terá de arrombar a porta.

5. Peça que Deus o mantenha alerta cada dia. Todo o dia, de manhã, peça especificamente que Deus traga à sua atenção qualquer pessoa ou situação pela qual deve orar. Faça listas de oração, pois Deus pode impressioná-lo a acrescentar outros com necessidades especiais. As listas servirão também como registros de oração respondida! Seja sensível, cada dia, a qualquer nova tarefa de oração que Deus queira lhe mostrar. Durante o dia, ore imediatamente por qualquer pessoa ou situação que Deus trouxer à sua mente.

6. Aceite responsabilidade por cada carga especial de oração que Deus lhe der. Prometa ao Senhor que cada dia procurará ser fiel em qualquer carga de oração que ele lhe der. Trate-a como uma comissão especial do Senhor.

Fonte: Arauto da Sua vinda, ano 20, n° 5

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão ou amigo, faça seu comentário. Alguns comentários podem ser apagados..... Você tem liberdade de escrever o que quiser, porém, sua liberdade está condicionada ao senhorio de Jesus Cristo, às Santas Escrituras e aos objetivos do blog.