Pesquise em mais de 1800 postagens!

domingo, 25 de maio de 2008

Jesus, o motilone - parte 3

Tradução (mais ou menos automática) do artigo "Incrível, mas Verdadeiro" da Revista Prisma de março/abril de 1998 (volume 26, n° 2):




Bruce foi uma criança estudiosa no frio estado de Minnesota dos EUA. Os seus pais não aprovaram que mostrasse interesse crescente em aprender sobre a Bíblia e muito menos o tempo com cristãos fervorosos fiéis. Originalmente eles eram luteranos. Poucos jovens como ele queriam dominar antigas línguas como o grego e o latim! Surpreendeu ainda mais quando Bruce deixou a universidade com dezenove anos de idade para sair em uma viagem de aventura à América do Sul.



Qual seria esse cara tão especial? Anos mais tarde, Bruce se tornou homem multifacetado que fala mais de quinze línguas, proferiu um discurso na Organização das Nações Unidas e é quase uma lenda, na Colômbia. Tem amigos nos mais altos cargos do país, e também entre os mais primitivos indígenas. É quase inacreditável a história de como ele chegou em 1962 para a temível tribo dos motilones, um jovem doente, ferido, fraco, e, por essa razão fico sob seus cuidados até ser curado. Segundo uma lenda indígena, um homem branco tocando uma flauta, traria maldição aos motilones. Bruce foi confundido com esse ser lendário e um destacamento de motilones de outra tribo veio para matá-lo. Mas Deus tinha outros planos. Bruce sem saber de nada, conseguiu escapar, só mais tarde se tornar amigo do motilone chefe durante toda a sua história, integrando língua e cultura.



Quando Bruce foi tomada em cativeiro pela guerrilha do Exército da Libertação Nacional (ELN) durante dez meses de 1988 e 1989, o mundo viu a medida em que os motilones tinham sido mudados. Eles entraram com a tribo BARI, CUIB, GUAJIBO, SALIVA, YUCO, TUNEBO do nordeste da Colômbia e outras tribos, algo impossível no passado, para fazer uma campanha pela sua libertação. Eles publicaram cartas abertas e muitos editoriais em jornais e as redes de televisão ficaram maravilhados com o que estava acontecendo. No final do seu rapto Bruce foi condenado aà pena de morte, mas o comandante no último minuto mudou por balas cartuchos vazios e, em seguida, libertou Bruce Olson. E todos os esforços para desestabilizar o ELN está Colômbia funcionaram porque muitos dos seus membros foram convertidos a Cristo por ter Bruce como seu prisioneiro.



Os Motilones atualmente permanecem os homens da selva, mas com uma grande diferença. Há agora mais de 60 escolas, onde ele ensinou em 18 línguas de diferentes tribos além do espanhol. Bruce teve êxito na criação de uma reserva de terras em perpetuidade, 630.000 hectares de terras para o povo Motilone de Bari; aos invasores não será mais permitido tentar retirará-los de seu lugar. Centenas de motilones tem se graduado nas escolas profissionais, mas já regressaram à tribo. Existem mais de 50 centros de saúde, 42 centros de agricultura, especialmente no âmbito da sua região na selva. E alguns dos indígenas tem se elegido para cargos políticos pela primeira vez na história da Colômbia.



O que aconteceu entre os motilones não tem paralelo na história de qualquer país. Em uma ocasião, o presidente colombiano falava com os indígenas. Arabadoyca comentou:



- Essa é realmente a resposta às necessidades da comunidade.



Mas Arabadoyca sabia que não era nenhuma medicina preventiva ou a agricultura tropical que havia conciliado as tribos. Continuou:



- É porque a nossa tribo agora seguir as pisadas de um novo líder. Que representa o chefe máximo para os motilones.



O presidente disse com um sorriso:



-Sim, Bruce o missionário.



- Não, não, esclareceu Arabadoyca. É Saymaydodji-ibateraducura.



-Quem?



-Jesus Cristo.



Afinal, quem transformou esses colombianos não foi um missionário louro que atualmente sofre de tripanossomíase vrônica, e que por 38 anos tem caminhado ao lado dos motilones, ajudando-os a construir centros para a sua evolução, dando-lhes a Palavra de Deus na sua própria língua, demonstrando na frente delas uma fé viva.



Jesus Cristo é o único que fez tudo.

3 comentários:

  1. Li a historia de Bruce Olson, por esta cruz te matarei, vemos o proposito e o cuidado de Deus em meio ás adversidades. Sua história, se assemelha á vida do apóstolo Paulo. Ótima leitura, recomendo á todos que se interessam por missões.

    ResponderExcluir
  2. E saber que Bruce ainda está lá com os motilones!

    ResponderExcluir

Irmão ou amigo, faça seu comentário. Alguns comentários podem ser apagados..... Você tem liberdade de escrever o que quiser, porém, sua liberdade está condicionada ao senhorio de Jesus Cristo, às Santas Escrituras e aos objetivos do blog.