Pesquise em mais de 1800 postagens!

terça-feira, 20 de maio de 2008

Liberdade em Cristo

E-mail recebido:

"Foi para a liberdade que Cristo nos libertou. Portanto, permaneçam firmes e não se deixem submeter novamente a um jugo de escravidão."
Gálatas 5.1

Gilson,

Em nossa caminhada com Cristo, é comum cairmos em algumas ciladas e nos tornarmos escravos de nós mesmos, das obras da nossa carne, de aspectos ainda não transformados pelo Senhor em nossa personalidade e até da aprovação e opinião dos outros.

O Irmão André, fundador da Portas Abertas que se infiltrou na Cortina de Ferro para atender à Igreja Perseguida, completou 80 anos (leia mais). Ele lembra que no período comunista propagava-se a ideologia "não há Deus". Hoje, diz ele, o mundo questiona "quem é Deus" e tenta impor sua visão. Será que nós, cristãos, temos respondido adequadamente com um testemunho de amor?

No Brasil, diante da tentativa de aprovar o PLC 122/06 que busca calar líderes religiosos e modificar a Bíblia, cresce a mobilização daqueles que não conseguem suportar opiniões discordantes. No próximo domingo, em São Paulo, acontecerá a "Parada Gay" para pressionar os senadores. O risco de aprovação do projeto nas próximas semanas é maior diante de um forte clamor popular (leia mais). Ore e envie sua opinião ao Senado.

Na Nigéria, a Suprema Corte decidiu pela pena de morte para qualquer pessoa que for julgada e condenada por blasfêmia (leia mais). Isso abre um precedente perigoso, visto que o conceito de blasfêmia é subjetivo e diversos cristãos inocentes têm sido falsamente acusados.

Gilson, o jugo de escravidão pode ter múltiplas formas: a falta de controle na hora de ir às compras, a dedicação excessiva a um hobby, a extrema preocupação com a aparência ou com a opinião dos outros, entre outras.

Tenha uma semana de reflexão e paz,

Tsuli Narimatsu
Jornalista

PS: Envie seus comentários e fotos para nos contar como foi o DIP em sua igreja. Escreva para dip@portasabertas.org.br.

20 de maio de 2008

www.portasabertas.org.br
Fone: (0--11) 5181 3330
Fax: (0--11) 5181 7525

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão ou amigo, faça seu comentário. Alguns comentários podem ser apagados..... Você tem liberdade de escrever o que quiser, porém, sua liberdade está condicionada ao senhorio de Jesus Cristo, às Santas Escrituras e aos objetivos do blog.