Pesquise em mais de 1800 postagens!

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2008

A Cruz de Cristo - Sangue e Água

Estudo de célula que fiz em 2004 para minha igreja.


Introdução:
Esta é uma série de 14 estudos sobre a importância da cruz de Jesus Cristo. Ela foi baseada no livro “Encontro” do Pr. César Castelhanos e do livro “Ele escolheu os cravos” de Max Lucado. O objetivo principal dessa série de estudos é o crescimento espiritual do discípulo, o correto entendimento e compreensão do amor de Deus e do sacrifício de Jesus Cristo. Vamos acompanhar alguns momentos da prisão, julgamento, condenação, crucificação, morte, sepultamento e ressurreição de Jesus.

Texto base: João 19:31-36.

Desenvolvimento do Estudo:
Jesus ficou 6 horas crucificado (das 9 às 15 horas). A partir do meio dia, as trevas cobriram o céu. Os soldados foram quebrar as pernas dos crucificados. Quebraram dos dois ladrões para eles morrerem mais rápido (sem o apoio das pernas, a respiração ficaria muito difícil, levando o condenado a morrer asfixiado). Mas quando chegaram em Jesus, Ele já estava morto! Para confirmar a Sua morte, um soldado cortou o lado dEle com uma lança. Pelo corte saiu sangue e água. O sangue e a água que saiu pelo corte que a lança causou têm significado tremendo para as nossas vidas. O significado é a Santificação. A morte e ressurreição de Jesus Cristo nos santifica. Existe dois tipos de Santificação: a Santificação Posicional e a Santificação Progressiva.
Santificação Posicional (Cristo por nós): É o sangue de Jesus em nós. Sou santo porque Deus é santo. Sou santo, não porque faço alguma coisa ou por merecer isso, mas sim porque Jesus é perfeito. É a santificação pela nossa posição em Cristo. O sangue dEle nos salvou (Salvação). O sangue dEle não oculta o pecado, mas sim, o tira (Santificação)! No texto de Hb. 9:11-22, lemos que sem sangue não há purificação e santificação, ora, foi o sangue de Jesus que nos purificou e nos santificou. No VT o sangue de animais servia para santificar os utensílios do Tabernáculo e também as pessoas (tanto o povo como os sacerdotes). Na nova aliança, o sangue de Jesus substituiu o sangue dos animais sacrificados. O sacrifício encerrou-se em Cristo e Ele o fez por nós. Quando aceitamos Jesus, o sangue dEle nos santifica.
Santificação Progressiva (Cristo em nós): É a água que saiu do lado de Jesus em nós. A água simboliza o Espírito Santo (Jo. 4:14 e 7: 38 e 39). O Espírito Santo em meu coração, leva-me a tomar atitudes e decisões cada vez mais corretas. Leva-me a um processo de santificação. Em Fp. 2:12-13 lemos que devemos efetuar a nossa salvação, ou seja, dar continuidade no processo da santificação, com temor e tremor, fazer a nossa parte: orar, ler a Palavra, testemunhar, jejuar, fazer atos proféticos, etc. Devemos ser santos.
Ai de nós se não nos santificarmos progressivamente (Hb. 12:14).

Líder: Ministre em seus discípulos. Unja-os com óleo. Declare palavras de vitória. Eles têm que se quebrantar!


Veja os demais estudos.


Primeiro deve falar ao seu coração, depois, você transmite aos seus discípulos.
Deus vai te usar!

4 comentários:

  1. Gostei muito, pois me edificou, e estava procurando um comentário´para ensinar na classe de jovens da Igreja a qual faço parte. obrigado.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom !!!
    Gostei muito desse breve estudo me ajudou a entender muitas coisas parabéns continue assim usando a internet para edificar vidas.

    Deus Abençõe ...

    ResponderExcluir
  3. Na última quinta-feira Deus trouxe ao meu coração durante um culto o desejo de conhecer, de entender o significado da purificação através do sangue e da água que do Senhor saíram na crucificação. Excelente esse estudo! Que o Espírito Santo continue inspirando seus servos para que ministrem aos corações sedentos pela Palavra.

    ResponderExcluir
  4. Obrigado pelas palavras. A Deus toda glória.


    No Cometário Bíblico de Matthew Henry sobre o texto acima, lemos:

    "Foi provado que Jesus estava morto. Morreu em menos tempo que o comum pelas pessoas crucificadas. Isso mostra que tinha entregado sua vida. A lança rompeu as fontes mesmas da vida: nenhum corpo humano teria podido sobreviver a essa ferida, porém o ter sido testemunhado solenemente demonstra que houve algo de peculiar nisso. O sangue e a água que brotaram representavam esses dois grandes benefícios dos quais participam todos os crentes através de Cristo: justificação e santificação: sangue para a expiação, água para a purificação. Ambos brotaram do lado traspassado de nosso Redentor. A Cristo crucificado devemos o mérito de nossa justificação, e o Espírito e a graça para nossa santificação. Que isto silencie os temores dos cristãos débeis e alente suas esperanças; do lado atravessado de Jesus brotaram água e sangue, ambas para justificá-los e santificá-los.
    A Escritura se cumpriu ao não permitir Pilatos que lhe quebrassem as pernas (Salmo 34.20). Havia um tipo disso no cordeiro pascoal (Êx 12.46). Olhemos sempre para Aquele que traspassamos com nossos pecados, ignorantes e desconsiderados, sim, às vezes contra as convicções e as misericórdias; e que derramou água e sangue de seu lado ferido para que nós fossemos justificados e santificados em seu nome".

    ResponderExcluir

Irmão ou amigo, faça seu comentário. Alguns comentários podem ser apagados..... Você tem liberdade de escrever o que quiser, porém, sua liberdade está condicionada ao senhorio de Jesus Cristo, às Santas Escrituras e aos objetivos do blog.