Pesquise em mais de 1800 postagens!

sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

Santificação do corpo, alma e espírito 1

Um esboço da mensagem que ministrei no dia 23 de outubro de 2004 aos irmãos da Rede Juvenil da minha igreja.

2 Coríntios 6:14 – 7:4 - “Não vos prendais a um jugo desigual com os incrédulos; pois que sociedade tem a justiça com a injustiça? ou que comunhão tem a luz com as trevas? Que harmonia há entre Cristo e Belial? ou que parte tem o crente com o incrédulo? E que consenso tem o santuário de Deus com ídolos? Pois nós somos santuário de Deus vivo, como Deus disse: Neles habitarei, e entre eles andarei; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo. Pelo que, saí vós do meio deles e separai-vos, diz o Senhor; e não toqueis coisa imunda, e eu vos receberei; e eu serei para vós Pai, e vós sereis para mim filhos e filhas, diz o Senhor Todo-Poderoso. Ora, amados, visto que temos tais promessas, purifiquemo-nos de toda a imundícia da carne e do espírito, aperfeiçoando a santidade no temor de Deus. Recebei-nos em vossos corações; a ninguém fizemos injustiça, a ninguém corrompemos, a ninguém exploramos. Não o digo para vos condenar, pois já tenho declarado que estais em nossos corações para juntos morrermos e juntos vivermos. Grande é a minha franqueza para convosco, e muito me glorio a respeito de vós; estou cheio de consolação, transbordo de gozo em todas as nossas tribulações.”
”.

1) Vamos avaliar nosso contato com o mundo – Vs. 14 a 16 parte A:
“Não vos prendais a um jugo desigual com os incrédulos; pois que sociedade tem a justiça com a injustiça? ou que comunhão tem a luz com as trevas? Que harmonia há entre Cristo e Belial? ou que parte tem o crente com o incrédulo? E que consenso tem o santuário de Deus com ídolos?”

6 Contatos entre o crente e o mundo:

Jugo
Sociedade
Comunhão
Harmonia
Participação
Consenso


6 diferentes posições:
Crédulos e Incrédulos
Justos e Injustos
Luz e Trevas
Cristo e
satanás
Crentes e Descrentes
Santuário de Deus e Santuário de satanás


A Bíblia deixa claro que não há contato, não há mistura. Ou se está em uma posição, ou se está em outra. Não dá para ficar com o “pé nos dois barcos”.

Como está a sua vida. Analise agora: sua família, seu casamento, noivado, namoro, compromisso, escola, trabalho, empresa. Enfim, todas as áreas de sua vida.

2) Vamos conhecer a promessa de Deus para nós – Vs. 16 parte B a 18:
Pois nós somos santuário de Deus vivo, como Deus disse: Neles habitarei, e entre eles andarei; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo. Pelo que, saí vós do meio deles e separai-vos, diz o Senhor; e não toqueis coisa imunda, e eu vos receberei; e eu serei para vós Pai, e vós sereis para mim filhos e filhas, diz o Senhor Todo-Poderoso.”

Deus nos deu esta promessa. Ele prometeu. Deus não mente. Deus pode dar porque Ele é poderoso. Deus nos manda “sair do meio deles”, manda “não tocar coisa imunda”.
Quantos querem buscar a Deus por causa das bençãos, mas não fazem sua parte da comunhão. Não se purificam. Será que entendemos o que significa a palavra purificação?
Purificar-se é lavar-se, limpar-se, separar-se da influência do mundo.


3) Vamos purificar nossas vidas – Vs. 1:
Ora, amados, visto que temos tais promessas, purifiquemo-nos de toda a imundícia da carne e do espírito, aperfeiçoando a santidade no temor de Deus.”
Já que temos a promessa, devemos nos purificar. Purificar o corpo, a alma e o espírito. Paulo diz isso para crentes, para pessoas salvas. Na primeira carta aos Coríntios, Paulo disse que eles eram novas criaturas em Cristo, que as coisas velhas passaram e que tudo se fez novo. Depois, na segunda carta, ele afirma que os coríntios deveriam purificar seus espíritos. Paulo disse isso para crentes: “purifique seu espírito”. Será que não necessitamos purificar nossos espíritos? O que estamos fazendo que não agrada a Deus.
A Bíblia afirma que sem fé é impossível agradar a Deus: nós temos fé? A Bíblia afirma que sem amor não mantemos comunhão com Deus: nós temos amor?


4) Vamos ser obedientes – Vs. 2-4:
Recebei-nos em vossos corações; a ninguém fizemos injustiça, a ninguém corrompemos, a ninguém exploramos. Não o digo para vos condenar, pois já tenho declarado que estais em nossos corações para juntos morrermos e juntos vivermos. Grande é a minha franqueza para convosco, e muito me glorio a respeito de vós; estou cheio de consolação, transbordo de gozo em todas as nossas tribulações.”

Quando Paulo fala “recebei-nos”, ele não está falando de receber Cristo, mas sim, de receber a ele mesmo. Que os cristãos de Corinto deveriam “receber” Paulo como pastor, obedecê-lo e respeitá-lo. O amor de Paulo era tão grande que ele afirma: “junto viveremos” e “juntos morreremos”. Ele diz que se gloria da igreja e o mais importante, que está cheio de consolação e transborda de alegria nas “nossas tribulações”. Paulo participa das tribulações dos coríntios.
O irmão que critica o pastor e os líderes da igreja é impuro. Insubmissão é de Cristo ou é de satanás?
Quantos ainda estão “com o pé atrás” com a liderança. Alguns poucos ainda não entenderam o papel representado pelos líderes de macro células, pelos 12 homens e pelas 12 mulheres levantadas pelo Espírito Santo. Não entendem que eles nos dão cobertura espiritual e são canais de bençãos para nossas vidas. São vasos que derramam o poder de Deus para nossas vidas.

Um comentário:

  1. o que falta hoje nas igrejas locais é o que tinhamos no inicio: SANTIFICAÇAO e os SOFISTAS pastores nao estao se preocupando em apresentar uma igreja santa perante ao senhor. nao conseguimos separar quem serve de quem nao serve. a expressao NADA A VER que veio do inferno já contaminou seriamente esses mundanos disfarçados de crentes que estao nas igrejas locais.

    ResponderExcluir

Irmão ou amigo, faça seu comentário. Alguns comentários podem ser apagados..... Você tem liberdade de escrever o que quiser, porém, sua liberdade está condicionada ao senhorio de Jesus Cristo, às Santas Escrituras e aos objetivos do blog.