Home » , » A Cruz de Cristo - O véu do Templo

A Cruz de Cristo - O véu do Templo

Por Gilson Moura em segunda-feira, 4 de fevereiro de 2008 | 4.2.08

Estudo de célula que fiz em 2004 para minha igreja.

Introdução:
Esta é uma série de 14 estudos sobre a importância da cruz de Jesus Cristo. Ela foi baseada no livro “Encontro” do Pr. César Castelhanos e do livro “Ele escolheu os cravos” de Max Lucado. O objetivo principal dessa série de estudos é o crescimento espiritual do discípulo, o correto entendimento e compreensão do amor de Deus e do sacrifício de Jesus Cristo. Vamos acompanhar alguns momentos da prisão, julgamento, condenação, crucificação, morte, sepultamento e ressurreição de Jesus.

Texto base: Marcos 15:37 e 38.

Desenvolvimento do Estudo:
A morte e ressurreição de Cristo abriu as portas para você e para mim. Antes de Jesus, a humanidade andava longe de Deus, não tinha acesso ao Pai. Isto está descrito em Is. 55:6-11. Antes, estávamos longe, depois de Jesus, podemos chegar perto (Ef. 2:13). A cruz de Cristo nos permitiu isso, chegar perto de Deus!
Além de chegar perto, chegar com confiança (Hb. 4:16). Chegar confiadamente para que possamos receber misericórdia, graça e socorro.
No Antigo Testamento lemos que somente o sumo sacerdote poderia entrar no Santo dos Santos ou Lugar Santíssimo. Neste espaço do Templo, havia a arca da aliança com sua tampa (chamada de Propiciatório) com dois querubins sobre ela. Em seu interior estava presente as placas de pedra com a lei (chamada de Testemunho), a vara de Arão que florescera e um pote com Maná. Separando o Lugar Santo do Lugar Santíssimo havia um grande véu (18m de altura por 9m de largura). Esse véu era chamado de Vida. O Tabernáculo tinha três “portas”: a primeira, separando o exterior do átrio, era chamada de Caminho. A Segunda “porta”, separando o Átrio do Lugar Santo, era chamada de Verdade. E o véu, a “terceira porta”, separando o Lugar Santo do Lugar Santíssimo, era chamada de Vida. Em Jo. 14:6, lemos que Jesus é o Caminho, a Verdade e a Vida!
Quando Jesus morreu, o véu foi rasgado, determinando o final do ministério dos sacerdotes levitas e o final do sacrifício dos animais. Em Hb. 10:19 e 20 vemos uma comparação entre o véu do Templo e a carne de Jesus. Assim como a carne de Jesus foi rasgada pelos açoites, coroa de espinhos, pela cruz na Via Dolorosa, pelos cravos, assim também o véu foi rasgado. A carne de Jesus precisou ser rasgada para que pudéssemos entrar no Santo dos Santos.. A Vida foi rasgada, o véu foi rasgado. O caminho foi aberto. No horror da carne rasgada veio o esplendor da porta aberta.
E você, o que está esperando para chegar-se a Deus, até Seu Trono de Glória? Só lá perto para que você receba paz, misericórdia e socorro.
É hora de louvar a Deus pela bênção do acesso a Ele. É momento de gratidão. Agradeça a Jesus pelo sacrifício dEle na cruz. É momento de oração.

Líder: Ministre em seus discípulos. Unja-os com óleo. Declare palavras de vitória. Eles têm que se quebrantar!


Veja os demais estudos.


Primeiro deve falar ao seu coração, depois, você transmite aos seus discípulos.
Deus vai te usar!

2 comentários :

Irmão ou amigo, faça seu comentário. Alguns comentários podem ser apagados..... Você tem liberdade de escrever o que quiser, porém, sua liberdade está condicionada ao senhorio de Jesus Cristo, às Santas Escrituras e aos objetivos do blog.

Google+ Followers

Curta conosco no Facebook
Acompanhe a gente no Twitter
Recomende-nos no Google Plus
Assine RSS