Pesquise em mais de 1800 postagens!

quarta-feira, 5 de setembro de 2007

Vem ver o amor do Criador! - parte 7



Da Renascença em diante houve muitos avanços na Astronomia com Isaac Newton e tantos outros. Newton afirmou: "Se enxerguei um pouco mais longe foi por estar em pé sobre os ombros de gigantes.


Kepler foi uma pedra fundamental na Astronomia.



Nos anos seguintes a visão de universo ampliou significativamente:


Halley afirmou em 1718 que as estrelas não são fixas, mas, que giram.
Herschel (1738-1822) afirmou que a distribuição das estrelas não é uniforme, elas estão distribuídas no universo em forma de lente. Até o Sol está em movimento.


No início do século XX foi dado a noção exata de Galáxia, que o universo é excêntrico. A Via Láctea é o centro do universo e que o Sol está apenas em um de seus braços. Ele está na periferia. Há mais de 200 bilhões de estrelas na Via Láctea.


Foi descoberto o nascimento e desenvolvimento das estrelas.



Descobriram-se mais galáxias na primeira metade do século XX.



Concluíram que o Universo não tem centro, mas sim, tem história.



Einstein em 1915 demonstrou a possibilidade do crescimento do universo.



Gamow, em 1948, determinou a formação dos elementos por radiação cósmica, embrião do Big Bang, que foi detalhada por Hubble. O Universo está em expansão.


Nos anos 60 os quasares foram estudados.



Em 1964 foi descoberta a radiação de fundo por Penzias e Wilson.



O Universo para os cientistas do século XXI: O Universo é formado por bilhões de galáxias, cada uma com bilhões de estrelas. Algumas dessas estrelas possuem planetas. Estatísticamente, há vida em outros planetas.



Cientificamente falando, Universo pode ser representado pela seguinte definição matemática:Ou seja, tendo-se uma função f(x,y,z) que define alguma propriedade em um ponto específico do espaço, ao integrar-se tal f nas variáveis x, y e z de menos infinito a mais infinito, obtém-se a definição de tal propriedade para todo o universo. O principal uso de tal definição está na química quântica, para demonstrar que elétrons existem segundo a teoria das Funções Orbitais.



Entendeu?


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão ou amigo, faça seu comentário. Alguns comentários podem ser apagados..... Você tem liberdade de escrever o que quiser, porém, sua liberdade está condicionada ao senhorio de Jesus Cristo, às Santas Escrituras e aos objetivos do blog.